História Purple sky..*-* - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin, Jin, Kai, Xiumin
Visualizações 12
Palavras 1.782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Vingança...


Fazendo gemer mais alto.- podia continuar isso né, vc não vai me deixar assim né Lia? Hum?- falou me olhando e levando as mãos para os meus seios.

Eu cheguei bem perto do ouvido dele.


- eu te dou uma calcinha minha, vc pode terminar o serviço no banheiro.- falei e ele me olhou incrédulo.


- vingança?


- não sei, quem sabe né.- cheguei novamente em seu ouvido, com a voz bem sedutora. - mas vc queria que eu continuasse Daddy?- seu menbro pulsou.- eu acho que o Daddy quer atenção não é?- ele tava louco, só conseguia dizer sim com a cabeça.- ia ser tão bom se eu ajudasse o Daddy com isso...- apertei um pouco seu menbro e ele arfou.


- pena que eu to com sono, agora sai da minha cama chanyeol.- falei saindo de cima dele e me cobrindo com o leçol.


- vc é má,sabia,e eu aqui pensando que vc era santa.- falou massageando o menbro ainda deitado.- sabe o que eu vou fazer?- perguntou.


- hum?- ele pegou minha calcinha e cheirou bem fundo, depois soltou um longo arfar.- vc é louco, só pode.

Ele tirou o menbro da calça e molhou seus dedos logo os levando ate o falo duro e rijo, e meu deus, é muito grande.


- o que vc pensa que vai fazer, tá louco, vai pra outro canto, na minha cama não, sai chanyeol,bora cuida.


- nada disso,se vc não vai me ajudar, vai pelo menos ver eu me desfazendo em vc.-oi?


- como assim em mim?- eu não tinha entendido, chanyeol subiu em cima de mim, colocando as pernas rodeando a minha cintura.


- eu vou gozar nos seus peitos.


- o que nãooooo, que nojo, sai de cimaaaa.- tentava enpurrar mas não tava dando.- chanyeol não por favor.


- tarde de mais marrentinha.- riu debochado vendo minha cara, ele começou a se masturbar ali,na minha frente, a sena era erótica mas eu não deixava de achar a ideia nojenta. Ele tinha expreções de puro prazer. Sua voz rouca gemendo era lindo de mais.


- ahh, eu sei que vc gosta do que vê.- ele batia cada vez mais rápido e forte, eu ainda estava rurborisada com essa situação. Chanyeol estava muito ofegante, de seu menbro já saia pré-gozo, ele foi se aproximando mais de mim.


- deixa eu ver seus peitos Lia Hum? Deixa eu usar eles por favor.


- que, cê tá louco chanyeol, já deu né.


- é isso ou sujar todo o seu lençol bebê,vc decide, e, ahhh- gemeu.- eu já estou quase lá.- ele continuou batendo, cada vez mas rápido e forte.


- eu vou, ahh eu vou gozar e muito.- eu não queria sujar meu lençol, mas tambem nao queria essa coisa nojenta em mim, mas preferi não sujar o lençol.

Tirei o pano de cima de mim e foi bem na hora, ele soltou jarradas e jarradas desse liquido nojento em mim.


- ahhh, pre feria que fosse em outro canto isso.- falou com um sorriso sacana.


- ah goroto me erra, sai de cima que eu vou tomar banho, eca, qie nojo, olha isso.- ele foi se aproximando bem devagar de mim até ficar a melimetros de distancia do meu rosto.


- desculpa, eu não consegui me conter.


- chanyeol...


- porra, por que tão gostosa.- esbravejou entre dentes.


- já pode sair de cima tá!- falei sem saco.


- da pra parar de ser assim só por um minuto.- falou prendendo meus braços acima da cabeça.- deixa de teatro pelo menos agora.- fiquei quieta olhando pra ele.- obrigada.- ele chegou mais perto e juntou nossos lábios em um beijo mais calmo, porém necessitado, sua lingua pediu passagem e eu cedi, ele soltou minhas mãos e elas altomaticamente foram para sua nuca puxando os fios dali fazemdo ele arfar entre o beijo, a famigerada falta de ar se fez presente, acabamos o beijo e eu suguei e mordi seu lábio inferior.


- caralho, tu beija bem pra porra.- eu não sei pq tive uma crise de riso o que arrancou um semblante confuso dele.- tá rindo de que louca?- ele perguntou.


- não sei se eu tenho sorte de mais ou é só coincidencia mesmo.- continuei rindo.


- do que vc tá falando ?- ele perguntou curioso.


- nada não seu curioso.


- fala log...- ouvimos batidas na porta, eram os garotos.


- sai de cima, deixa eu ir pro banheiro chanyeol.


- só se me contar o que aconteceu.


- eu vou gritar.


- grite.


- SOCORRROOOOOOO, GENTE ME AJUDAAAA, O CHANYEOL ESTÁ ABUSANDO DO MEU CORPO, SOCORRO SOCO..- ele tapou minha boca.


- vc tá louca.?!


- SOCORROOOOOO..


Os meninos conseguiram entrar, até por que todos tem uma chave , e viram eu e chanyeol naquela cituação.


- me ajudem, esse louco pulou em cima de mim.- os meninos vieram correndo e chanyeol já tinha se levantado.


- cê tá louco irmão? Tá tudo bem Lia? - Kai perguntou, dei um sorriso.


- tá sim gente, ele só caiu em cima de mim, é que ele é muito pesado e eu sou escandalosa mesmo.- menti e eles ficaram tipo "ahh tá".


- vou tomar banho, até mais.

Fui até o banheiro e tomei um longo banho, quando olhei pra onde fica a toalha, ela não está lá.


- droga.- vou ter que pedir a alguém.- ALGUÉM PODE TRAZER MINHA TOALHAAAA.- gritei e escutei um "já vai"

Depois de um tempo, ouço batidas na porta.


- entra, se eu sair vou molhar o banheiro todo.- era Baekhyun, a coisinha mais fofa que eu já tinha visto até hoje,ele veio até bem perto do box deixar a toalha, eu abri a porta ficando exposta na frente dele peguei a toalha e me enrolei ele estava perplexo.- é melhor fechar a boca, se não entra mosca.- dei um beijo em sua bochecha. Saimos do banheiro com Baek ainda com aquela cara.


- o que foi cara? Parece que viu um fantasma.- Xiumin falou.


- fantasmas não ficam nus.- baek disse e eu começei a rir.


- como assim Baekhyun?- Chanyeol perguntou.- vc quer dizer que viu a Lia...- chanyeol e os meninos olharam pra mim.


- o que, gente foi sem querer, não foi baek, o box é transparente e ele viu bem rápido.


- é verdade, mal deu pra ver essas curvas e os seio... deu pra ver não , o vapor, é, o vapor da agua atrapalhou.- Baek falou todo atrapalhado tentando não parecerque me viu(o que nao deu certo)


- aham, seii..- Kai falou.


- em fim, gente, uma amiga minha vem pra ca hoje, tem como vcs ,tipo, não ficarem aqui?- perguntei saindo do meu "quarto" com um short moleton curto e uma croopd de manga media bem solta do kiss, com a toalha na cabeça.


- é muita aldácia mesmo né.- xiumin falou.- ela vai ficar quanto tempo?


- não muito, ela chega 15:30 e vai em bora 21:00.- falei.


- não sei não viu...- xiumin falou. Eu fui pra perto dele , que estava sentado, fiquei entre suas pernas e o abraçei, fazendo com que sua cara ficasse entre meus seios.


- por favorzinho baozi.- o apelido que eu dei a ele.- só essa vez hum..- ele me abraçou tambem, aproveitando para afundar mais a cara nos meus peitos, o abraço foi acabando e ele pousou as mãos na minha cintura me afastando, porem as mãos permaneceram lá.


- tudo bem, vc pode, mas não pense que vai sair barato.- apertou minha cintura forte e lançou uma piscadela.


- obrigada baoziiii.- dei varios beijos pelo seu rosto.


- ok né, já chega.- Chanyeol falou.


Eu fui pentear os cabelos e os garotos foram se arrumar pra sair de lá.


Já eram 15:20 e eles já tinham saido, minha amiga chegou na hora certa, Yuri sempre pontual. Ela entrou e nós fomos botar o papo em dia, descobri várias coisas novas sobre ela, entre elas, que ela é lésbica assumidissima agora, bem que eu desconfiava.

Em fim, papo vai papo vem, bebida vai ,bebida vem, nós estavamos só um pouquinho,( vulgo alteradas), já estava quase na hora dos meninos voltatem, e eu tava como? Pouco me fodendo não é mesmo.


- Yuri-ssi, como é... vc sabe, ficar com uma garota?- falei soluçando por conta do alcool.


- é bom minha filha, bom de mais.- falou um pouco alto.


- shiii-começei a rir e logo ela tambem.- shii shiii, fica quieta sua louca, os vizinhos vão reclamar, se bem que eles atrapalham toda hora com os gemidos escandalosos, as vezes acho que o rapaz transa com uma cabra.- ri ainda mais da minha ultima frase.


- vc podia gemer bem mais alto pra se vingar.- Yuri falou com um olhar malicioso.


- como, meus dedos não me fazer gemer tanto assim.- falei fazendo um bico chateada.


- eu posso fazer, o que acha?- ela perguntou, comfesso que ficou chocada/surpresa, mas adoro uma bagaça então bora se jogar viada.


- eu topo.- ela mal deixou eu terminar e já veio pra cima de mim, atacou meus lábios, e ela beija bem pra caralhoooo.

Ela desceu os beijos pelo meu pescoço e lá ficou dando fortes chupões.

Retirou minha blusa e a sua, ambas estavam sem sutian, ela não tem lá os peito maior do mundo mais da pro gasto, ô se da.

Fui em direção a mesma chupando seus seios ferozmente, o que a arrancava gemidos sofrêgos, ela foi me deitando na cama, mas permaneceu de joelhos sobre mim, ela foi descendo o meu short junto com a calcinha.


- vou fazer vc gemer mais do que qualque pessoa já fez.- ela falou com a voz sexy, foi destribuindo beijos lânguidos pela parte interna das minhas coxas até chegar a minha intimidade, passou a lingua por cima logo em seguida assoprou a area sensível, o que me fez gemer um pouco mais alto.

Ela me penetrou dois dedos sem aviso prévio , agora sim, gemi seu nome bem alto, junto com os dedos ela começou a chupar minha imtimidade freneticamente, e tava bom de mais,pqp, parece que ela tem bastante experiencia.


- ahhh, Yuriii- gemi mais alto ainda.


P.O.V Kai on~


Estavamos voltando para o dormitórios, demos mais algumas horas para as garotas, sabe como é mulher né, nunca ficam até a hora que dizem, agora já são 00:26.


- esse tempo todo deu tenpo brincar de tesoura.- xiumin falou rindo aconpanhado dos outros..


- sabão é o que não faltou viu.- chanyeol completou rindo ainda mais.


- acho que a Lia é certinha de mais pra essas coisas.- falei.


- não julgue o livro pela capa kai.- chanyeol falou.


- como assim, o que vc sabe?- perguntei curioso. Mas antes que ele pudesse responder, escutamos um gemido fino e doce.


- o que foi isso.?- baek perguntou.


- deve ser nossos vizinhos de novo.- falei.


- acho que não, olha ali.- xiumin apontou pra porta deles, eles haviam acabado de chegar, e pareciam não se importar com os gemidos, que para nós pareciam bem mais próximo.

Já estavamos em frente a porta do quarto e os gemidos eram muito mais audiveis.


- será que? -Indaguei.


- não, não pode ser



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...