História Purpose - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Jelena, Nerd
Exibições 413
Palavras 4.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLOOOOOO BABIES, aqui estamos nós com mais um capítuloooooooooo, espero que gostem, beijosssssssss, boa leitura.

Capítulo 45 - Pattie.


Fanfic / Fanfiction Purpose - Capítulo 45 - Pattie.

P.O.V SELENA GOMEZ

NOVEMBRO, 2014

LOS ANGELES


Saí de lá correndo, e voltei para a sala. Andei calmamente até minha cadeira, e me virei imediatamente para o Justin.

-Você não vai acreditar no que acontecer- Falei Baixo.

-Fala

-Era tudo um plano da Hailey e do Lucca para nos separar- O Justin ficou com uma expressão confusa.

-Quando eu pegar aquele filho da puta, eu juro que mato ele- O Justin falou, e pude perceber, que ele estava realmente com MUITA raiva.

-E eu mato aquela piranha. Mas Justin, vamos agir como se não soubéssemos de nada. Eu já tenho um plano em mente.

(...)

-Mas que filhos da puta- Chaz falou.

-Mas vocês vão ver, eu já estou com um plano na cabeça- Falei e eles me olharam.

-Olha lá o que você faz- Demi Falou, e nós rimos.

-Em fim, vamos falar de coisa boa, ou seja, mulheres- Justin falou, e eu dei um soco no braço dele.

-Calma, eu só quero falar algo- Ele deu uma pausa- Sabem meu primo Robert? A despedida de solteiro vai ser esse final de semana, e ele me chamou para organizar tudo. Ou seja, Ryan e Chaz, vocês vão comigo.

-Como é Justin Drew Bieber?- O olhei.

-Calma amor, é só uma despedida.

-Uma despedida com mulheres rebolando bundas enormes na cara de vocês?

-Quase Isso

-Ryan Butler, se eu souber de qualquer gracinha que você tenha feito naquela merda, eu juro, JURO, que arranco seu pau.

-Cuidado Ryan, ela é perigosa- Falei

-Você me deixa organizar, amor?- Justin me perguntou com uma carinha de cachorro sem dono

-Ih, olha só, o Jaybee pedindo autorização ao amor dele- Chaz falou, e o Ryan riu.

-Não sei nem porque você tá rindo, Ryan. Eu ainda não decidi se você vai ou não.

-Ih Ryan

-Olha Justin, tu não fala nada. Porque a qualquer momento eu posso mudar de idéia…

1 MÊS DEPOIS

As provas finais acabaram, e o resultado sairia segunda. E com todo esse negócio de prova, e estudar, eu acabei esquecendo da vingança da Hailey. Ela não mexeu mais conosco mesmo.

-Eu tô tão nervosa- Falei, me jogando no sofá ao lado da Demi.

-Estamos- Ela começou a mexer no meu cabelo.

-Mano, essa é a primeira vez que não estou tão preocupado com Isso- Chaz falou

-Claro né, estudou comigo- Dei de ombros.

-Se acha- Justin falou

-Mas foi verdade, se não fosse pela Selena, eu não conseguiria

-Ih Chaz, tá de olho na mulher dos outros?- Justin falou, enquanto chegava na sala

-Você sabe que eu só tenho olhos para uma pessoa- Ele disse, afinando a voz

-Eu sei meu amor- O Justin afinou a voz também, e abraçou Chaz por trás.

-Qual é mano, vai encoxar outro, porra é essa- Chaz se levantou, voltando a fazer sua voz normal, e todos rimos.

Estávamos todos na minha casa, porque a minha mãe havia viajado pelo final de semana, e ela voltaria amanhã. Estávamos apenas com a Maria.

-Selena, já disse que você é a melhor irmã do mundo?- Ryan Falou e eu levantei uma sobrancelha

-Irmã?- Perguntei

-Te considero uma irmã menor agora- Ryan Falou

-Tem razão- Chaz falou- Então, como minha irmã, eu não te dou permissão pra namorar o Justin- Chaz falou e nós rimos.

-Sai dessa- Justin deu um tapa no braço dele.

-Você também Demi, não te dou permissão pra namorar o Ryan. Vocês duas tem que namorar com alguém que tenha futuro- Chaz falou e nós rimos.

-Em fim, o que você quer Ryan?

-Como eu não conheço a casa, pode ir buscar o copo de água pra mim?

-Se for pra ser irmã de alguém como você, quero mudar de família. E, porque não vai buscar com a Demi?

-Tem razão- Ele se levantou, e foi até a cozinha junto com a Demi.

-CHEGUEI MEUS AMORES- Taylor Falou enquanto chegava na sala.

-Não toca mais a campainha, não fala mais que tá vindo, tá pensando que minha casa é o que?

-Um puteiro talvez

-Me respeite- Falei e ela pulou no sofá.

-Oi pra você também, Taylor- Justin falou e ela sorriu sem mostrar os dentes.

-Olá Chaz, olá Justin. Cadê o casalzinho?

-Cozinha

-Ah tá, cozinha…

-Qual é a boa pra hoje?- Chaz Perguntou

-Tô sabendo que hoje na LA Blue vai rolar uma festa do caralho

-Já estamos lá- Justin falou

-E você sabe se eu quero ir?- Perguntei

-Amor, você quer ir?

-Tá me traindo, Jubinho?- Chaz Perguntou e eu ri desse apelido

-Claro que não né- Justin afinou a voz

-Eu vou- Falei

-Ótimo, podemos dormir lá na minha casa. Meus pais sairam, e a casa é só minha- Chaz falou

-Pode ser, mas ainda são 14:00. Vamos fazer o que por enquanto?

-Quando os pombinhos Voltarem da “Cozinha”- Fiz aspas- A gente vê.

Ficamos lá conversando, até eu escutar a campainha.

-Eu atendo- Falei me levantando

Andei até a porta, olhei pelo olho mágico e vi o Chris. Espera, o Chris?

-O que foi?- Perguntei.

-Eu preciso falar com o Justin- Ele Falou e eu franzi o cenho- como soube que ele estava aqui?

-A Neide. Agora por favor, me deixa falar com o Justin, com vocês todos.

-Tá- Revirei os olhos e dei espaço para ele entrar.

Chris veio do meu lado, e andávamos até a sala.

-Bela casa- Ele falou e eu assenti.

Chegamos na sala, e o todos nos olharam. O Justin se levantou logo.

-O que esse palhaço quer aqui?- Justin Perguntou, e eu respirei fundo.

-Calma, ele só quer conversar

-Eu não tenho nada pra conversar com ele- Justin falou e eu Revirei os olhos.

-Só escuta. Okay?- Falei e puxei o Chris, levando ele pro centro da sala.

-Oi caras, Cadê o Ryan?- Ele Perguntou

-Na cozinha com a Demi- Falei e na mesma hora eles chegaram

-O que vocês estavam falando de mim…- Ele não terminou e olhou para todos, e depois pro Chris- O que está acontecendo aqui?

-E aí, Ryan- Chris falou- Pode se sentar?- Ryan, e Demi se sentaram ao meu lado.- Podem me escutar por um minuto?- Assentimos- Primeiramente, eu quero pedir desculpas a Selena. Eu nunca deveria ter te dado um tapa na cara por ter me dispensado. Eu deveria ter lidado bem com isso, mas eu não sei o que houve, aquilo foi um impulso, eu estava de cabeça quente, eu te amava. Na verdade ainda te amo- Ele Falou e o Justin o olhou- Mas como um amigo. Eu deveria ter ficado feliz pelo Justin, até porque, ele é meu amigo a uns 10 anos, e não só o Justin, como o Ryan e o Chaz. Vocês são meus irmãos, e foi difícil ficar sem vocês por esse tempo. Eu só queria dizer que eu mudei, que agora eu só quero a felicidade do Justin e da Selena. Confesso que me juntei com a Hailey um tempo pra fazer um plano de acabar com esse casal- Ele apontou pro Justin e depois pra mim- Mas eu pensei melhor e saí. Passei um tempo sozinho, apenas pensando no que fazer, e decidi, depois daquela conversa que tive com a Selena, que eu devia vir pedir desculpas pessoalmente ao Justin, e de certa forma ao chaz e o Ryan, e principalmente a Selena. Até porque, eu lembro daquele juramento de quando tínhamos 13, vocês lembram?- Ele deu uma pausa- Nunca brigar por garota nenhuma- Todos eles falaram essa frase juntos.

-Mas você bateu na cara dela, e ainda Falou muita merda de mim- Justin falou.

-Eu acho que todos merecem uma segunda chance- Chaz falou

-Eu não vou me meter nessa- Ryan Falou

-Quer saber? Justin, todos merecem uma segunda chance. Como ele disse, estava com a cabeça quente. E se eu tiver que esquecer esse tapa para a amizade de vocês voltarem, eu esqueço. Justin, olha pro Chris, vocês são amigos há tanto tempo, e vão acabar essa amizade por uma garota? Esqueçam isso é voltem a ser amigos. Idiotas- Finalizei, e o Justin ficou olhando um tempo pro chão. Chris ficou olhando o Justin, e o Chaz se levantou.

-Vamos Justin, deixa disso, se levanta, eu sei que você está louco para que voltemos a ser o quarteto que ia para as festas e quebravam aquelas garotas no meio- Chaz falou, e puxou o Justin.

-Eu tava com saudade de você, pau no cu do caralho- Justin falou, e nós rimos.

-Eu juro nunca mais fazer nada disso, e espero que possamos voltar ao que éramos antes.

Eles ficaram la conversando, e eu fiquei olhando pro nada. Eu iria perdoar o Chris, mas por uma boa causa. Todos merecem uma segunda chance, não é? E eu não queria ser apontada como a garota que fizeram eles brigarem. Eles são amigos a um tempão, e se o Justin tá feliz, eu estou feliz.

-Selena?- A Taylor Falou enquanto chacoalhava a mão na minha frente.

-Oi?- Falei, balançando a cabeça.

-Cê tava aí olhando pro nada, pensando em tudo- Chaz falou e eu ri

-Mas e aí, como vai os novos/velhos amigos?- Perguntei e o Justin, e o Chris sorriam.

-Selena, eu só quero saber se você me desculpa- Deu uma pausa- Eu não fiz aquilo por mal e…- Não o deixei terminar.

-Todos merecem uma segunda chance, não é?- Falei e ele sorriu.

-Então vem cá- Ele me puxou, e me abraçou.

-Já que agora estamos todos felizes, o que vamos fazer?- Taylor Perguntou

-Eu não sei- Demi Falou

-Nem eu

-Eu acho que…- Justin ia terminar, mas o celular dele, que estava comigo começou a tocar.

-Pattie- Falei e ele me olhou

-Minha mãe- Ele pegou o celular, e atendeu.

Ele saiu da sala para falar com a mãe.

-É tão bom estar de volta- Chris se jogou no sofá e colocou o pé em cima da mesinha de centro.

-Hey- O repreendi, e ele tirou o pé da mesa.

-Foi mal

Algum tempo depois, o Justin voltou.

-Minha mãe voltou, e saiu agora do jatinho. Ela tá vindo com o segurança- Justin falou, e eu o olhei. Ele tinha um jatinho?

-Até que fim né? Tava com saudade da tia Pattie- Chaz falou

-Espera, eu vou conhecer ela?- Perguntei

-Exato- O Justin falou

-Então acabou festinha hoje à noite?- Ryan Perguntou

-Tá louco? Só vou apresentar a Selena, e pronto.

-Se ela quiser ficar conversando comigo, eu vou ficar- Falei e todos me olharam.

-Pois vai ficar só

-Fico, ué

-Tá

-Tá.

-Eu tô com fome, vocês não estão?- Chaz falou enquanto se levantava

-Vamos lá na cozinha, deve ter algo- Falei, e me levantei

-Eu vou também- O Justin falou

-Ih, Jaybee tá com medo de nos deixar ir só para a cozinha?

-Não, eu apenas estou com fome também.

-Tá, vamos logo.

Saímos de lá, e fomos para a cozinha.

-Chaz, aqui tem muita coisa- Falei, enquanto abria a porta da dispensa.

-Vou pegar uns salgadinhos e levar pra sala, porque eu tenho certeza de que os outros vão comer também- Ele Falou e eu peguei 3 pacotes, coloquei em uma vasilha, e o entreguei.

-Selena, eu preciso que você me ajude a pegar um negócio aqui- O Justin falou

-Vou indo- ele saiu e eu olhei o Justin

-Quer ajuda com o que?- Perguntei, enquanto fechava a porta.

-Nada- ele me encostou na mesma, e ficou olhando fundo nos meus olhos.

-Entendi- O puxei pra perto e colei nossos lábios. O beijo era lento, calmo, sem pressa. Minha mão estava nos cabelos dele, e as mãos dele estavam na minha cintura.

-Faltou o refrigeran…- O Chris Falou, enquanto entrava na cozinha- opa

-Claro- empurrei o Justin, e eles dois riam- Podem ir, eu pego- Falei e eles assentiram.

Peguei o refrigerante e alguns copos.

Cheguei na sala, e eles me olharam.

-”Selena, eu preciso que você me ajude a pegar um negócio aqui”- Chaz falou, imitando o Justin e todos rimos

-Peguem logo esses copos- Falei, enquanto colocava tudo em cima da mesa.

Me sentei no sofá, ao lado do Ryan é da demi. A Taylor estava em uma poltrona. Chaz, e Chris estavam em um sofá, e o Justin estava em outra poltrona.

-Põe um filme aí- Falei enquanto jogava o controle no Chris e no Chaz.

-Okay.

-Eu quero ir pro lado da Selena- O Justin falou

-Aqui não tem mais espaço- Demi Falou

-Pois é Justin, vai ter que ficar aí com essas almofadas de bichinhos- Ryan Falou

-Qual é Selena, vem cá- Ele Falou enquanto apontava para um pequeno espaço do lado dele.

-O espaço é muito pequeno- Falei

-Então eu vou aí- Ele se levantou, e se sentou no meu colo

-Você é pesado- Falei, enquanto me ajeitava embaixo dele.

-Já podem me chamar de castiçal- A Taylor falou- Segurando vela pra três casais- Ela Falou e nós rimos

-Se você vier aqui pro meio, não vai mais segurar vela nenhuma- Chaz falou.

-Pois é né- Chris Concordou

-Ih, chamou- Justin falou

-Eu não

-Então fica ai segurando vela para 3 casais… Espera, aqui só tem 2 casais- Chaz falou

-Ela contou com vocês dois, gênios- Demi Falou

-Ahhh

-Eu vou aí no meio de vocês dois, mas olhem, é só pra conversar- Taylor se levantou, e foi até o sofá dos garotos.

-Vai rolar umas surubas massa- Ryan Falou e nós rimos

-Tá louco?

-Aqui nós respeitamos as garotas

-Claro.

-Justin, se não for muito incômodo, pode sair de cima de mim?- Perguntei

-Só se você concordar em ficar perto de mim

-Tá- Falei e ele levantou

Acabei me sentando no colo dele na poltrona onde a Taylor estava.

UMA HORA DEPOIS.

A mãe do Justin havia ligado, e nós estávamos tirando o filme.

-Eu vou indo pra casa- Taylor Falou

-Eu te ligo a noite pra falar sobre a festa- Falei

-Okay- ela me abraçou, depois abraçou a demi, e depois todos os meninos- Tchau

-Tchau- respondemos todos.

Levamos as coisas para a cozinha e voltamos para a sala.

-Eu e a Demi não Vamos- O Ryan Falou

-Porque?- Perguntei

-Porque nós vamos sair com a mãe do Ryan

-Tia ash é mó Gostosa- Chaz falou, mas recebeu uma tapa do Ryan

-Respeito

-Então acho melhor só ir vocês dois- Chris Falou

-Verdade. Chris, vamos lá pro bar arranjar umas gatinhas?- Chaz falou

-Já é.

Nos despedimos todos, e eu fui com o Justin para a casa dele.

Justin ligou a música, e era My way- Fetty Wap.

-Baby, won't you come my way?- Cantei, e o Justin me olhou surpreso

-Got something I want to say. Cannot keep you out my brain- Sorri

-But first off I'mma start by saying this, ayy

-All headshots if you think you could take my bitch, ayy. And I'm too turnt, when I shoot, swear I won't miss, ayy.

Continuamos cantando, e ele mudou a música.

-Duvido você saber essa- Ele mudou era 679- Fetty Wap.

-Baby girl, you're so damn fine though- Cantei e ele me olhou.

-Eu amo essa música.

-Então, cantemos juntos- Voltei a música, e começamos a cantar juntos.

Baby girl, you're so damn fine though

(Garota, você é tão gostosa  apesar disso)

I'm tryna know if I could hit it from behind though

(Estou tentando saber se poderia te pegar por trás apesar disso)
I'm sipping on you like some fine wine though

(Estou te bebendo como se você fosse vinho apesar disso)
And when it's over, I press rewind though

(E quando acaba, aperto rebobinar apesar disso)
You talking bands, girl, I got it

(Você está falando de dinheiro, gata, eu tenho)
Benjamins all in my pocket

(Notas de cem no meu bolso)
I traded in my trues for some robins

(Troquei minhas calças jeans por outras mais caras)
He playing batman, fetty's gon' rob him

(Ele está se fazendo de Batman, Fetty vai roubá-lo)
I got a glock in my 'rari, 17 shots, no 38

(Eu tenho uma arma enquanto ando de Ferrari, sem 38)

-Apesar de fazer 1 mês que estamos juntos, eu nunca imaginaria que você gosta dessas músicas- Justin falou enquanto me olhava

-Tem tanta coisa sobre mim que ainda não sabe.

-Então, permita-me descobrir.

-Claro.

-Mas agora, Ayo do Chris Brown, ou Dope do Tyga?

-Com certeza, Ayo.

Passamos o resto do caminho cantando, até chegarmos. Justin estacionou, e eu toquei a campainha. A Neide abriu, e logo o Justin chegou.

-Vai conhecer a sogrinha- A Neide Falou baixo.

-Até que fim- Falei baixo também.

A Neide deu espaço, eu e justin entramos, e chegamos na sala.

-FILHO- Uma mulher branca, de cabelos escuros e olhos extremamente azuis, gritou. Ela usava uma calça branca social, com uma camiseta preta, um blazer branco, e saltos pretos.

Ela abraçou o Justin tão forte, e tinha uma expressão feliz.

-Tá bom Pattie- Ele Falou, enquanto tirava os braços dela do corpo dele.

-Eu estava com tanta saudade- Ela o abraçou novamente.

-Sei

-Você está tão lindo

-Hum

-Poxa, eu passei 3 meses fora. Será que você pode demonstrar que ficou com um pouco de saudades?

-Em fim, como foi?- Ele Perguntou, mas dava pra ver que ele não se importava

-Depois do Canadá, fui para os desfiles da minha marca, que encheram dos mais importantes críticos de moda

-Legal

-Tem um presentinho para você na garagem- Ela Falou e o Justin sorriu

-E comprei uma Ferrari GTC 4Lusso- Até me assustei e engasguei com o nada. ESSA COISA AINDA NEM FOI LANÇADA NO MUNDO TODA, É EXCLUSIVÍSSIMA.

-A mais nova Ferrari de 4 Lugares?

-Sim, e trouxe muitas roupas da Calvin Klein, e daquela marca que você ama- Dava pra ver que ela amava o Justin, e fazia de tudo para o agradar, mas ele não dava a mínima.

-Valeu, onde estão?

-James já deixou tudo no seu quarto. Depois vá na garagem vê seu presente

-Valeu- Justin falou simples.

Fiquei lá, parada, sem fazer nada. Estava um pouco nervosa. Até a Pattie me olhar.

-Olá, é alguma amiga do Justin?- Ela Falou, e eu olhei para o Justin.

-Minha namorada. Pattie, essa é a Selena, Selena, essa é a Pattie.

-NAMORADA?- Ela Falou animada, e eu sorri.

-Sim- Falei.

-MINHA NOSSA, VOCÊ É TÃO LINDA- Ela Falou enquanto me abraçava

-Você também é maravilhosa- Ela me olhou

-Você não é chata igual a Ally não, né?- Ela Perguntou com uma sobrancelha arqueada.

-Não mesmo- Falei

-Até que fim meu filho tomou jeito e arranjou uma garota maravilhosa. Sabe, eu acho que você seria perfeita para algumas fotos da nossa nova coleção de biquínis- Ela Falou e eu fiquei sem graça.

-Pattie, não a envolva em assuntos da sua empresa. Muito menos pra ela ficar posando de biquíni.

-Eu estava apenas brincando- Ela Falou, e eu sorri sem graça.

-Sem problemas- Falei.

-Finalmente uma mulher com quem eu possa conversar, sair, e fazer comprar- Sorri

-Ela é minha namorada, e não uma das suas bonecas que você compra com dinheiro

-Justin, não tem pra quê isso- Falei.

-Ele é assim mesmo- Ficou um clima tenso.

-O Justin me falou bastante sobre você- Menti, e o Justin me olhou.

-Sério?- Ela Perguntou com um sorriso enorme no rosto

-Claro- O Justin fez um olhar de desentendido e eu lancei um olhar tipo “É melhor confirmar o que eu disse”

-Foi sim- Justin falou e ela o abraçou novamente.

-Eu te amo tanto filho

-Sai mãe- Espera, ele a chamou de mãe?

-Em fim, vamos nos sentar aqui- Ela Falou enquanto andava até o sofá.

-Pattie, nós temos que sair- Justin falou

-Justin, vamos conversar um pouco- Falei e ele revirou os olhos

-Eu vou ali na cozinha- ele falou.

Eu e Pattie nos sentamos e ela ficou me olhando.

-Nunca pensei que ninguém pudesse fazer meu filho se apaixonar depois da Ally- Ela Falou e eu sorri sem jeito.

-Ouvi falar bastante sobre essa Ally.

-Eu gostava dela, mas aí, ela acabou se tornando uma pessoa arrogante

-Você sabe o porque?

-Queria eu saber porque. Mas agora, me conte mais sobre você.

-Bem, eu tenho 17, e me chamo Selena Marrie Gomez- Ela sorriu

-Como vocês dois se conheceram? Adoro escutar histórias de amor- Ri.

-Bem, nós estudamos na mesma turma de História, Matemática, biologia e química. Então um dia eu encontrei o Justin em uma festa, começamos a conversar, ele pediu meu número, e eu dei. A partir daí, começamos a conversar com mais frequência, e aqui estamos nós.

-Eu pensei que depois da Ally, ninguém fosse laçar o coração do meu garoto de jeito. Mas pelo visto, você com seu jeito e sua beleza o pegaram de jeito mesmo, não é?

-Acho que sim

-Sinto que seremos ótimas amigas- Ela Falou e eu sorri

-Espero

-Mas me conte, sua mãe já sabe?

-Sabe sim

-E porque não me contaram?

-O Justin quis fazer uma surpresa- Menti.

-Neide me contou que você mudou o Justin

-Mudei?

-Sim, agora ele a trata bem, e para essas provas finais, ele até estudou.

-Ah, eu só dei uma força, nada demais- Falei e ela me olhou fundo nos olhos.

-Você parece ser tão simples. Uma simples garotinha, que achou o amor. É a primeira vez que você namora não é?- Ela Perguntou, e eu assenti- Você o ama, eu consigo ver isso

-Amo, e muito- Falei

-Só peço uma coisa, não quebre o coração do meu filho. Posso depositar minha confiança em você?- Ela pegou minhas mãos.

-Claro que pode- Sorri e ela sorriu também.

-Eu adorei te conhecer

-Obrigado, eu também adorei conhecer você.

-Nunca pensou em ser modelo?- Ela Perguntou e eu parei pra pensar.

-Nunquinha- Respondi.

-Deveria tentar. E se quiser, eu tenho vários contatos, isso te ajudaria muito. Pense bem nisso.

-Irei pensar- Falei e ela sorriu.

-Eu vou tomar um banho bem demorado agora. Quando eu sair, tenho uma coisa para falar.

-Estarei esperando.

Nos despedimos e ela saiu. Eu gostei muito da mãe do Justin.

Levantei-me e fui na cozinha. Justin estava encostado na gigante geladeira, enquanto terminava de comer algo.

-O que achou da dona Pattie?- Ele Perguntou

-Amei- Falei

-Todos amam ela, menos o próprio filho. Irônico, não?

-Para com isso Justin- Falei

-Parar com o quê?

-De odiar sua mãe

-Eu não a odeio. Só não sou próximo.

-Porque?

-Ela só pensa em trabalho, trabalho, e mais trabalho.

-Ela está se esforçando para mudar.

-Não.

-Tenta se esforçar e passa o tempo que tem com sua mãe.

-Mas você vai ver, amanhã ela já vai viajar de novo

-Justin, só tente.

-Tá. Enfim, vamos meu novo bebê- Justin falou enquanto me puxava

-Nunca fui na garagem dessa casa

-Prepare-se, porque você nunca vai ter visto tanta Ferrari, Mercedes, Lamborghini, BMW e mais Ferrari juntos.

-Se acha- Revirei os olhos

-Você vai escolher com qual vamos dar uma volta hoje, a não ser que eu goste do meu novo bebê.

Continuamos à andar, em direção a um lugar da casa que eu nunca havia visto antes.

-Porque você nunca me disse que aqui tinha elevador?- Falei enquanto parávamos em frente de um.

-É porque só uso para ir na garagem.

-Ah tá né.

Descemos, e quando a porta se abriu, puta merda. Ele tinha razão. Haviam diversos carros de marca. Vi várias Ferraris, Mercedes, Lamborghinis, e BMW. A garagem era simplesmente gigantesca, tipo, muito grande mesmo. A medida que andávamos em meio aos carros luzes se acendiam.

Comecei a contar mentalmente os carros. Tinham 6 Ferraris, 3 Lamborghinis, 3 Mercedes e 4 BMW.

-PUTA QUE PARIU NÃO ACREDITO- Justin falou enquanto olhava para um conversível azul da Ferrari. Então, agora eram 7 Ferraris- UMA FERRARI 488 SPIDER- Ele começou a passar as mãos pelo carro, e eu olhava para tudo, impressionada. Eram muitos carros.

Olhei ao redor, e enquanto o Justin namorava seu novo carro, fiquei intrigada com a única moto que tinha lá. Me aproximei, e era uma Ducati 1299. Era linda. Voltei para o Justin, ainda abismada com a quantidade exagerada de carros lá.

-Já terminou de namorar seu novo bebê?- Perguntei e ele me olhou

-Já mandei foto pros caras. Hoje, sem dúvidas, vamos sair com essa belezinha aqui, porque é um modelo exclusivo, e eu quero mostrar pro mundo.

-Por mim, sairíamos na Ducati 1299- Ele me olhou

-Você gosta de motos?

-Sim

-Então amanhã nós vamos dar uma volta nela.

-Porque você tem tantos carros?- Perguntei e ele me olhou

-Ah, sei lá, eu gosto

-Isso chega a ser compulsivo- Falei- Aqui tem muitos carros que você não deve usar há uns 2 anos

-Não vou vender meus bebês

-Eles não ficam com poeira não?

-Neide limpa todos de dois em dois dias

-Por isso que eles estão sempre brilhando.

Ficamos um tempo em silêncio.

-Você sabe andar de moto?- Ele Perguntou

-Meu pai me ensinou- Falei, e lembrei de quando eu tinha 14 anos. Meu pai era apaixonado por motos, e eu acabei me apaixonando também. Ele tinha várias motos, tinha BMW, Kawasaki, Ducati, e várias outras. Ele me ensinou a andar em uma Ducati.

-Selena?- Justin falou, tirando-me de meus pensamentos.

-Oi?

-Ainda sabe pilotar?

-Quer ver?- Perguntei e ele riu

-Eu tenho medo de morrer

-Ah, então está duvidando da minha capacidade de pilotar motos?

-Estou

-Um dia eu mostro para você que eu sei- Ele pareceu pensar em algo.

-Acho melhor deixar para mostrar meu bebê novo amanhã para os caras- O olhei.

-Porque?

-Eu não quero ir para festa nenhuma

-E para onde você quer ir?

-Topa sair agora comigo?

-Agora? Mas eu não tenho nada

-Eu pego algum dinheiro, e nós saímos

-Sair pra onde?

-Minha mãe tem uma mansão em São Francisco, podíamos ir para lá- Comecei a rir.

-Tá doido? São 5 horas daqui pra lá

-3 horas se formos pela I-5 norte.

-Mas eu tenho que passar em casa, pegar algumas roupas e essas coisas

-Não tem pra quê. Vamos, por favor, por favor, por favor, por favor, por favor.

-Tá- Revirei os olhos

-TE AMO- Ele me deu um selinho- Agora vamos lá em cima pegar dinheiro e avisar minha mãe.

Subimos, e a Pattie estava andando pela casa.

-Valeu mãe, pelo presente- Ele falou, e ele a chamou de mãe novamente.

-Gostou filho?

-Gostei sim

-Selena, eu tenho um presente para você- Ela Falou enquanto tirava uma sacola da Calvin Klein gigante detrás dela.

-Não Precisa- Falei e ela riu

-Nada disso, pode ir pegando. Aí tem 2 camisetas, 5 roupas íntimas, e um Euphoria, o novo perfume.

-Muito obrigado, eu não sei nem como agradecer- Falei enquanto pegava aquela sacola das mãos dela.

-Continue sendo essa pessoa maravilhosa

-Pode deixar- Sorri.

-Filho, preciso falar com você- Ela Falou e o Justin assentiu

-Pode falar

-Vamos nos mudar- Ela falou.


Notas Finais


Então, o que acharam? A Pattie volta só para mexer no que está quieto.
Beeeeeem, como todos sabem, eu estou tentando mantes um padrão. Postei hoje(domingo), e agora, só tem capítulo novo quinta, ou sexta, mas se eu terminar antes, posto do mesmo jeito. Well, vou tentar continuar no padrão de 2 capítulos por semana, oi as vezes 3. BEIJOSSSSS ATÉ O PRÓXIMO(Não esqueçam de comentar, favoritar e tals)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...