História Purpose - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Jelena, Nerd
Exibições 238
Palavras 4.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ MENINASSSSSSSSSS VOLTEI COM OUTRO CAPÍTULO PARA VOCÊS(LEIAM AS NOTAS FINAIS)

Capítulo 52 - Sober


POINT OF VIEW TERCEIRA PESSOA

DEZEMBRO, 2014

LONDRES, UK.


O garoto colou o corpo da morena ao seu. Os corpos deles exalavam bebida e desejo. A garota não se aguentava em pé alguns segundos atrás, porém depois disso, ela pareceu ter despertado e agora estava pressionando levemente suas unhas no pescoço dele.

-Você tá tão sexy com essa roupa- Justin falou enquanto colocava a Selena sentada na pia.

-Eu sou ainda mais sem ela- Sussurrou ao ouvido dele.

-Vamos ver- Ele tirou a camiseta, e em seguida a blusa dela.

Eles continuaram a se beijar, enquanto o garoto levou uma das mãos até um dos seios dela. Fazendo-a soltar um gemido baixo em seu ouvido. Ele arrancou o sutiã dela, e sem mais delongas, abocanhou o seio direito dela, a fazendo soltar um gemido alto.

-Merda Justin- Ela falou, mas saiu quase como um gemido, ao ele chupar fortemente seu seio deixando uma marca avermelhada, que ficaria roxa.

-Só abra a boca pra gemer.

-Eu quero abri-la para fazer outra coisa agora- Ela desceu da pia, ficando de joelhos enquanto arrastava suas unhas pelo abdômen dele.

-Pra fazer isso, você pode abrir a boca sempre- Ele falou enquanto abria a calça e ela sorriu.

Ela puxou a calça dele, e também a cueca. Ela mordeu o lábio, e segurou o pênis dele, passando a língua por todo membro, o colocando na boca e chupando fortemente em seguida.

-Oh, isso Selena- Ele falou, com a respiração ofegante.

A garota continuou a fazer aquilo na mesma frequência, porém ele passou as mãos pelos cabelos dela, segurando todos os fios dos longos cabelos castanhos, empurrando a sua cabeça.

-Droga, que coisa boa- Ele falou, enquanto Selena ia conforme ele mandava.

-Sua vez, querido- Ela falou, enquanto se afastava. Sem pensar duas vezes, ele tirou o resto da roupa, e eles se deitaram no chão frio, fazendo os pelos de ambos arrepiarem.

-Dessa vez, vamos ter que ir rápido, eles já devem estar nos procurando- Justin falou, e ela assentiu.

Ele rapidamente tirou os shorts dela junto com a calcinha. Levando a mão sem mais delongas até a vagina dela, estimulando o clitóris. A garota rapidamente gozou, e ele engoliu grande parte do líquido.

-Você quer sentir seu gosto?- O garoto perguntou, e ela assentiu.

Ele voltou para cima dela, dando início a um longo beijo. A garota parou o beijo por simples falta de ar.

-Agora, eu quero ver você gemer alto- Ele falou, e sem ela esperar, a penetrou com força, a fazendo soltar um grito alto e abafado.

Ele a penetrava tão forte, que ela já não controlava mais a altura nem intensidade dos gemidos. Ele nunca havia feito assim. Estava realmente doendo pra caralho, mas o prazer que ela sentia, anulava toda dor aos poucos.

-VAMOS, EU QUERO MEU NOME- Justin gritou e a se esforçou para falar, mas apenas saiu um gemido alto- MEU NOME VADIA.

-Ju...Justin- ela falou com uma certa dificuldade.

-Fica de quatro- Ele ordenou.

-O que?

-Faça o que eu mando- Ela assentiu, e fez como foi mando- Curve as costas- Ele falou, e ela curvou- Curve mais- Ela apoiou os cotovelos no chão, e curvou as costas- Perfeito.

Ele começou a penetra-la devagar, mas logo aumentou a velocidade. A Selena estava gemendo alto, e o Justin também. Ele depositou três fortes tapas em sequência na bunda dela, que ficariam as marcas, e por um longo tempo. O Justin ia gozar, então ele tirou o membro o mais rápido possível de dentro dela, gozando fora.

-Quem diria que bêbados iriam conseguir transar- Ele falou, enquanto se deitava ao lado da Selena.

-Eles devem estar atrás de nós.

-Só o senhor Montgomery, mas eu dou um.jeito nele. Se veste e vai no elevador aqui perto que eu vou no outro.

-E se ele perguntar onde estávamos?

-Eu digo que estava sem conseguir dormir e vim dar uma volta aqui embaixo e não sei de você.

-Mas agora, eu preciso me levantar, porque estou pelada, com um cara também pelado, do meu lado, deitados em um chão de banheiro- A garota tentou se levantar, mas não deu muito certo.

-Eu te ajudo a levantar- Ele levantou, a puxando em seguida.

-Não me coloca perto de você desse jeito- Ela sussurrou, enquanto tentava se afastar.

-Ah é, porque?- A garota riu baixinho e apanhou a roupa que estava no chão.

-Cínico- Ela falou enquanto se vestia, e o Justin também.

-Vem cá- Ele falou, quando ambos já haviam se vestido.

-Oi?

-Eu te amo tanto- Ele a beijou, e ela abriu um sorriso bobo no rosto.

-Eu também te amo, Bieber.

Eles se recompuseram, e saíram do banheiro, o Justin foi para o elevador mais longe, e a Selena ficou no que era perto de lá.


SELENA GOMEZ POINT OF VIEW.


Eu estava bêbada, não conseguia nem acertar a combinação de números. Qual o problema? Era só pôr um 2 e um 4, mas não, eu coloquei umas 3 combinações diferentes para poder acertar. O Justin havia deixado minhas pernas doendo, minha bunda ardendo pela tapa que me deu, e meu peito com uma marca roxa. Ele me paga.

Saí do elevador, e tentei andar em linha reta até a porta do meu quarto. Chegando lá, a abri, e as meninas já estavam dormindo. Caitlin estava junto com a Barb. Andei até o banheiro, e eu precisava de um banho, tipo, muito, mas eu estava cansada, então apenas me joguei na cama, adormecendo logo.


JUSTIN BIEBER POINT OF VIEW.


Cheguei no meu andar, e não havia nenhum inspetor. Abri a porta do quarto, e o Chaz, Chris e Ryan estavam acordados. Ryan estava chorando.

-O que aconteceu?- Perguntei.

-Eu a Demi não vamos mais voltar. Terminamos cara, dessa vez é de verdade.

-Por que?

-Você ainda pergunta porque? Eu traí, quebrei o coração dela, e nunca a vi chorar tanto hoje como enquanto nós conversávamos.

-Ela falou que não ia mais voltar?

-Ela disse que o melhor éramos terminar de uma vez por todas.

-Você concordou?

-Não. Eu comecei a falar que ela era o amor da minha vida, e que não desistiria.

-E ela?

-Ela apenas abaixou a cabeça, e começou a jogar na minha cara tudo o que eu já havia feito de ruim. Ela estava com razão.

-É Ryan, o melhor agora é dar um tempo para ambos pensarem.

-Eu não quero pensar cara, eu quero a demi, mas eu sou um gênio e não faço nada que preste.

-Calma, vocês vão voltar.

-E o pior, é que não vamos

-Vão sim, pensamento positivo.

-Vamos mudar de assunto- Ryan falou- onde estava com a Selena?

-Por aí.

-Trepando por aí, né?- Chaz perguntou

-No chão de um banheiro para ser mais exato

-Puta merda, esse Bieber não perde uma.

-Quem não perde uma é você. A Effy cara?- Ele riu.

-Nós só transamos.

-Ah claro. Onde que a Caitlin estava?

-Ela estava no quarto.

-E o Marty?

-Sei lá, devia estar por aí.


8:30 AM.


-Puta merda, a gente foi dormir de 2:00 e pouco, e acordamos de 8:00- Falei enquanto vestia a camiseta.

-Nem me fale dessa merda.

-Esse diretor é um pau no cú.

-Acha que não sei?

-Eu não quero ir caras- Ryan falou

-Por que?

-Eu não estou bem.

-Demi?

-Sim.

-A gente fala pro diretor que você está mal

-Amo vocês.

-Sai dessa.

-Viadagem cara.

-O Chris vai?

-Não né.

-Ah, beleza então.

-Nós vamos para um museu né?

-uhum.

-Otários

-Quer que a gente fale pro diretor que você não vai só porque quer dormir?

-Não, foi mal aí.

Terminamos de nos arrumar, fomos para o ponto de encontro que o diretor havia falado. O saguão. Eu e o Chaz descemos, e chegando lá, eu não vi a Selena.

-Barbara, cadê a Selena?

-Ela não vem

-Por que?

-Ela tá com uma puta dor de cabeça, e uma dor nas pernas.

-Sério?

-Eu mentiria?

-Não

-Então.

-A Demi também vai ficar?

-Não, ela vai também

-E com quem a Selena vai ficar?

-Ela já sabe se cuidar só, aliás, é só uma dor de cabeça.

-E o senhor Montgomery não vai te deixar voltar.

-Merda.


12:30


Eu não havia ido ao passeio. Eu estava com a cabeça doendo e uma dorzinha nas pernas, então dormir novamente e ninguém chegou até agora. Eu havia tomado um remédio que Demi trouxe, então já estava bem melhor.

Levantei-me e tomei um banho, logo depois, desci para tomar café da manhã, ou melhor, almoço. Chegando lá, encontro o Ryan sentado numa mesa.

-Não foi também?- Perguntei ao me aproximar.

-Não, eu não estou com condições.

-Por que?

-Eu e a Demi

-O que houve?

-Ela não te falou?

-De que? Eu não tive tempo de conversar sobre nada com ela.

-Você ainda se lembra de alguma coisa que aconteceu ontem?

-Pra ser sincera… não.

-Eu e ela fomos conversar.

-Ah, sim.

-Ela não te contou?

-Não conversamos direito. Ontem eu acho que ela estava dormindo, e hoje de manhã eu estava com dor de cabeça.

-Nós terminamos de vez.

-Vocês o que?

-Terminamos

-Por que?

-Achamos que era melhor para nós.

-Puta que pariu vocês são burros?

-Conscientes

- “Ah, vamos terminar”

-Não foi assim. Nós conversamos, ela estava mal, eu estava mal. Nós precisamos que você entenda, nós precisamos de um tempo para pensar em nós dois.

-Mas…- Dei uma pausa- Se vocês tomaram essa decisão juntos, é porque é certa.

-Eu fiquei tão mal

-Aposto que ela também.

-Mas ela nem demonstrou nada hoje

-Eu conheço a Demi, ela está guardando tudo dentro dela.

-Ontem ela estava abalada. Nunca a vi chorar tanto.

-Você também chorou?

-Claro né. Terminei com o amor da minha vida.

-Eu sinto tanto por vocês. Se tem alguém além de você que sabe o quanto ela se amava, sou eu.

-Fazer o que né? Eu fiz isso, eu sou o culpado.

-Não, você não é.

-Se eu não tivesse beijado uma puta qualquer, nós estaríamos bem, mas não, eu, Ryan burro Butler, não consigo passar tanto tempo com algo e não estragar.

-Para de se condenar.

-Eu não consigo evitar. Eu não vou conseguir ficar com mais ninguém sem lembrar dela.

-Eu vou ser bem sincera. Do fundo do meu coração, eu quero MUITO que vocês voltem. Mas se não der certo, vocês vão ter que seguir em frente, quer queiram, quer não.

-Se nada der certo, posso pedir sua ajuda?

-Eu estou aqui para ajudar os dois- Sorrimos e eu o abracei.

-Sempre quis ser seu amigo.

-Sempre?

-Sim. Desde antes de você namorar com o Justin. Lembra que eu briguei com Justin uma vez, que foi notícia na escola inteira?

-Como esquecer a briga entre dois melhores amigos?

-Ele queria fazer algo com você, algo que ia extrapolar os limites

-Eu não vou nem perguntar o que era.

-O Justin era muito babaca. Eu deixava ele fazer, mas não me envolvia, se ele fizesse, que fosse longe de mim, então Selena, eu quero pedir desculpas, e se for possível, gostaria de me tornar seu melhor amigo- Sorri.

-Olha, eu estou começando a deixar o passado no lugar dele. Claro que eu quero ser sua melhor amiga cara. Eu iria amar te dar conselhos.

-Chaz vai ficar com ciúmes.

-Que nada.

-Ha, duvido que ele não fique.

-Ele é meu irmão

-Você e a Demi são muito amigas né?

-Somos, ela é minha irmã

-Ela não vai ficar chateada se você for minha amiga?

-Claro que não.

-Eu a amo tanto- Ele falou, e abriu um sorriso bobo.

-Eu sei que você a ama, tenho certeza que ela te ama também. Mas como você disse, vocês precisam de um tempo para pensar.

-Precisamos mesmo.

-A Demi é tão complicada as vezes.

-Ela é. Mas isso é o que me deixa mais apaixonado por ela, sabe? As vezes ela é confusa, chata, e essas coisas, mas isso a deixa tão sexy…

-O que acha de sairmos?

-Agora?

-Sim

-Para onde? Eu não conheço Londres.

-Tem Google para isso, não?

-Para onde vamos?

-Sei lá, um boliche, Mc Donalds, qualquer lugar onde tenha comida melhor que a daqui.

-Então vai ser fácil achar- Ele falou e eu ri.

-Vem, vamos.

-Mas e o Chris?

-Cadê ele?

-Sei lá

-Então ele não vai

-Okay.

-Será que eles vão demorar para chegar?

-Provavelmente.

-Então vamos sair para você esfriar a cabeça.

-Eu acho que a Demi não vai gostar.

-Por que?

-Primeiro porque você vai sair com o ex dela, e segundo você vai estar me ajudando.

-Eu sou a irmã da demi, ela não vai ficar com raiva por isso. Eu vou ajudar vocês dois.

-Eu to precisando mesmo respirar.

-Então vamos. Aí nos conhecemos melhor é você desabafa sobre a Demi.

-É uma ótima proposta.

-Então vamos.


(...)


-Eu vomitei umas 10 vezes depois disso.

-Claro né Ryan. Você foi bêbado numa montanha russa.

-Parecia uma boa idéia, tá?

-Claro, para uma pessoa bêbada- Rimos.

-Mas depois da Demi, nunca mais fiz isso

-Claro, a Demi é lúcida.

-Não quando tá bêbada…

-Poupe-me desses detalhes.

-O Justin é tão apaixonado por você- Sorri.

-Como sabe?

-O modo como ele fala de você

-Eu também o amo…- Falei e meu celular começou a tocar.


LIGAÇÃO ON


-Olá Justin.

-Você sabe onde o Ryan está? Nós chegamos e o Chris disse que ele estava aqui e depois sumiu e não achamos ele em lugar nenhum… Só um minuto- Ele ficou em silêncio e escutei alguém falar “A Selena também não está no quarto”- Você está com o Ryan?

-Ah sim, estamos aqui comendo. Manda um oi Ryan- Falei

-Fala aê. Eu sei que me amam, mas não precisam se preocupar.

-Filho da puta, e nós aqui preocupados. O diretor quase teve um infarto.

-Vocês chegaram agora?

-Sim

-Como foi o passeio?

-Uma merda.

-Que pena né

-Onde vocês dois estão? Eu o Chaz, e o Chris vamos aí

-Não, vocês não foram convidados- Ryan falou.

-Puta sacanagem de vocês dois, saem e me deixam aqui, tendo que comer essa gororoba- Chris falou.

-Foi mal

-Andem, falem logo.

-Não. Eu e o Ryan estamos conversando. Nós iremos voltar logo.

-Selena Gomez, me fale onde vocês estão…- Não o deixei terminar e desliguei.


LIGAÇÃO OFF.


-Onde estávamos?- Perguntei.

-Se eu conheço o Justin, ele não está nada feliz agora.

-Ele é sempre assim.

-Ele só não te rastreia até aqui, porque sabe que eu sou apaixonado pela Demi.

-Sim.

-Enfim, você tem irmãos, ou irmãs?

-Filha única, porém, por parte de pai eu tenho uma irmã, Gracie.

-Mas o seu pai não… bem, se foi?

-Bem, é uma longa história…

-Se você não quiser falar…

-Eu te falo qualquer dia aí.

-Sua mãe gosta do Justin?

-Sim, e muito.

-Minha mãe vai ficar feliz quando souber que eu e a Demi terminamos- O vi mudar a expressão para triste.

-Não fica assim. Vocês se amam, tenho certeza que quando pensarem, e colocarem as idéias no lugar, vão reatar.

-Você acha que eu deveria ficar na minha e não pegar ninguém?

-Sinceramente?

-Sim

-Eu acho que durante esse tempo, ambos deveriam focar em outras pessoas, novas experiências, entendeu?

-Mas ela não vai ficar com raiva?

-Eu não sei. Mas eu acho que vocês deveriam ficar livres nesse tempo, e aproveitar. Não quero ser uma péssima amiga ou egoísta, não pense que eu não quero ver vocês dois juntos…

-Eu sei que você quer nos ver juntos.

-Ah, sim, ainda bem.

-Será que ela gosta de mim?

-Vocês namoravam há uma semana atrás. Com certeza ela não superou, e nem vai, tão cedo.

-Eu a amo tanto.

-Todos sabem. Você quer voltar com ela?

-Claro que eu quero.

-Então dá um tempo para ela pensar, colocar tudo no lugar.

-Ela foi a primeira mulher que mandei flores- Ele sorriu e baixou a cabeça.

-Você a ama tanto

-Amo sim, e muito. Ela foi a única mulher que eu amei de verdade, tipo, de verdade mesmo, sabe?

-Sei

-A única mulher que eu escutava os desabafos e gostava de ouvir ela falar e falar e falar e falar sem parar. Eu podia escutar ela cantarolando Lady Gaga o dia inteiro. Amo a voz dela, é tão linda.

-Eu conheço a Demi, ela nunca foi dessas de um homem. Mas o com você, foi um amor tão intenso.

-Ontem enquanto conversávamos ela me disse isso. Eu sinceramente, me quebrei por dentro.

-Quando vocês derem esse tempo e colocarem a cabeça no lugar, conversam novamente.

-Espero que dessa vez dê certo.

-E vai dar.

Ficamos em silêncio enquanto o garçom trouxe nossos pratos.

-Eu tava com tanta fome- Ele falou e eu ri baixo.

-Percebi…


(...)


O táxi nos deixou em frente do hotel, e tenho que dizer que foi agradável o almoço com o Ryan.

-Já to preparado para escutar o Justin, e você?- Ele falou

-Tem que estar né?

Entramos, e assim que chegamos no saguão, vejo Justin sentado, com Chris e Chaz.

-Pensei que não iriam chegar hoje- Chaz falou.

-Ótimos amigos vocês dois, né?

-Porque raptou minha namorada

-Eu não raptei ninguém

-Nós fomos almoçar e conversar sobre vocês sabem o quê

-Ah, sim…

-Chaz, você perdeu sua melhor amiga para mim- Ryan falou enquanto me abraçava de lado.

-Como é a história?- Chaz falou e eu ri

-A que você ouviu, perdeu cara, perdeu- Ele me deu um abraço apertado e o Justin pareceu não gostar.

-Já pode soltar- Justin falou.

-Ela continua sendo MINHA melhor amiga, entendeu?

-Dá para ser melhor amiga de 2 pessoas ao mesmo tempo, tá?

-Acho bom

-Mas agora vamos parando com isso que a namorada é minha- Justin falou e eu me sentei no colo dele, o abraçando.

-E aí, como foi o passeio?- Perguntei

-Um saco, só fomos a uns museus, aprendemos sobre qualquer merda ai, e agora estamos aqui.

-Não vai contar sobre a Hailey?- Chris perguntou e o Justin o olhou.

-O que houve com ela?

-Desmaiou e o Justin fez respiração boca a boca…- Chris falou e eu olhei pro Justin.

-MAS QUE PORRA JUSTIN- Gritei me levantando e eles começaram a rir- Qual o motivo de rirem?

-É brincadeira. O Justin só levou ela no colo pro ônibus, nada mais- Chaz falou e eu me sentei novamente no colo do Justin e ele passou as mãos na minha cintura.

-Com tantos outros homens porque não deixaram eles levarem?

-Não sei. Me chamaram q eu não podia deixar a coitada morrendo lá né.

-Eu deixava

-Credo Selena.

-Brincadeira

-Selena, vem cá- Demi me chamou, e eu imediatamente me levantei para ir até ela.

-Sinto muito- Falei a abraçando.

-Podemos conversar? Eu preciso desabafar sobre tudo.

-Claro que podemos, vamos lá.


18:30


-Não senhor Montgomery, nós só vamos sair, como eu disse, é para um restaurante. Nós voltamos antes das 22:30.

-Vou deixar só porque vocês estão no último ano e a maioria já são maior de idade.

-Muito obrigado, prometo que não vamos desapontar.

-Espero.

Saí de lá quase pulando. Eu havia ido pedir porque todos decidimos que eu seria a melhor para pedir isso.

Eu não sabia se os garotos(Harry, Niall, Louis, Liam e Zayn) iriam, eu precisava muito conversar com eles. A Demi enviou uma mensagem para eles avisando para onde nós iríamos e que ficaríamos na VIP 2. Se eles fossem ótimo, mas se não fossem, que se dane. Mentira, que se dane não, eu estava com uma sensação de culpa horrível, e o Justin não estava legal com o fato de saber que eu queria muito vê-los.

-VAMOS CAMBADA- Gritei enquanto chegava no saguão e via mais ou menos 15 pessoas. As outras estavam dormindo, porque não aguentaram o porre de ontem.

-AEEE- Scott gritou.

-Lembrem-se, nós fomos para um restaurante.

-Okay.

-Cadê o Chris?

-Lá fora com o quarto que alugou.

-Ele alugou um carro?

-Sim, e eu não posso alugar porque não trouxe minha carteira de motorista- Justin falou.

-Já diminui nos táxis. Dá para ir ele e mais 3 pessoas.

-Chaz, Justin e você- Barb falou.

-Não, não vou mesmo, eu vou com a Demi- A abracei.

-Então, Justin, Chaz, e Ryan- Bella falou.

-Tem razão, vão vocês ué- Falei

-Não, eu vou com você.

-Nós não nascemos colados.

-Chaz, Ryan, querem ir com o Chris?

-Não. Eu acho apropriado ele levar a Effy, Barb, Hanna, Alex, Caitlin, e Bella já que elas são as únicas meninas além de Demi e Selena aqui.

-E como vai caber 7 pessoas?

-Demi, se você quiser ir no carro, eu vou com você- Falei e a Demi me chamou mais para perto.

-Não quero ir no carro, mas por favor, vamos em um táxi que não seja com o Ryan.

-Mas Demi, o táxi é uma van, onde cabem 10 pessoas fora o motorista.

-Vamos longe dele, por favor?- Ela falou baixo

-Claro.

-Enfim, como vão caber 6 pessoas além do motorista?

-Ué, uma felizarda vai na frente, e as outras 5 vão atrás. Vão 4 sentadas e uma no colo.

-Acha que vai caber 4 de nós atrás?- Hanna falou.

-Vocês são magras, claro que vai.

-Então se acham ruim, vão 3 sentadas e duas no colo. É uma Land Rover, com certeza vai caber.

-Tá.

-Então, vamos?

-Vamos né.

Não desgrudei da Demi, e fomos para fora, onde o táxi já estava à nossa espera. Eu amo Londres por isso, os táxis são maiores, e chegam rápido. O Chris estava na frente do hotel, dentro do carro. Ele nos olhou e Justin fez um sinal com a mão, o chamando.

-Quem vai comigo?- Ele perguntou

-Effy, Barb, Hanna, Alex, Caitlin, e Bella- Respondi e ele me olhou.

-Como vai caber essa porrada de mulher?

-Você sabe que cabe Chris, ou prefere que eu lembre o que nos aconteceu em Ibiza nas férias de verão desse ano?- Chaz falou e o Chris riu.

-Quem vai na frente?- Barb perguntou ao Chris

-Effy- Ele respondeu rápido e todos o olhamos- Quer dizer, se decidam- Ele corrigiu e eu fiquei olhando a Effy. Ela era linda. Tinha uma estatura baixa, pele branca, cabelos longos escuros, olhos azuis e uma boca linda.

-Você quer ir na frente, Effy?- Hanna perguntou e ela sorriu olhando para o chão.

-Tanto faz- Ela respondeu com a voz extremamente fofa.

-Então, a Effy vai na frente- Alex falou.

-Então… Ahn… Vamos?- Chris falou e todos assentimos.

Nós fomos para o táxi, e falamos para o motorista ir para a balada Maddox. Foi bem elogiada pelos caras desse hotel.

-O Chris nem abre a porta para a Effy entrar- Justin falou e nós rimos.

-Cara, ele tá caidinho por ela- Scott falou.

-Está.

Na van, o Scott, Marty, e Zack ficaram nos primeiros bancos, Justin, Chaz e Ryan ficaram nos segundos e eu e Demi ficamos afastadas de todos.

-Os amigos de vocês vão?- Chaz perguntou.

-Eu não sei- Respondi.

-Espero que não- Justin falou.

-Ah Justin, nem vem.

-Ele tá com ciúmes da namoradinha- Zack falou.

-Ah, vão se foder.

-Vocês já pegaram algum deles?- Marty perguntou.

-Ah, eu peguei o Harry.

-E eu o Zayn

-Uau.

-Sempre odiei esse Harry.

-Ah Justin, vai a merda.

-Sem briga por hoje.

-Eu não vou brigar- Falei.

-Nem eu.

O resto do caminho foi silencioso. Ao chegarmos o motorista disse o preço, e nós descemos. O Chris e as meninas estavam na frente nos esperando.

-O que vocês estão fazendo aqui? Vamos logo- Falei e eles me olharam.

-Hoje ela está bem animada.

-Estou.

-Quanto é a área vip?

-Aqui é mais caro. 1.500 euros- Chris falou.

-Caro? Você chama isso de caro?- Justin falou e eu revirei os olhos.

-Vamos para a VIP ou normal?

-VIP. Não vou para baladas se não for para ser VIP.

-Uhum- Falei simples- Todos vão ajudar a pagar? Porque se não der para alguém pagar, eu pago.

-Não, eu pago- Justin falou.

-Tá.

Entramos lá, e fomos para a área vip. Lá dentro era lindo. O teto de todo lugar era colorido preenchido com luzes de LED coloridas. Onde nós estávamos, até os sofás brilhavam. Tinham várias mesas iluminadas com sofás iluminados ao redor, as paredes eram preenchidas de luzes rosas e azuis. Fora que tinha uma ótima vista para a área normal.

-Fui pagar e o cara disse que era bebida de graça- Justin falou.

-Não podemos ultrapassar os limites- Falei.

-Credo, tá igual minha mãe- Justin falou novamente e eu revirei os olhos, sentando-me no sofá.

-Como acabou de abrir, ainda vai chegar muita gente.

-Quer beber algo?- Perguntei a Demi e ela assentiu.

-Hoje eu quero beber- Demi falou.

-Já vi que vou ter que virar babá.

-Vai

-Okay, eu não tô muito afim de beber, então, fique à vontade. Eu cuido de você.

-Cara, você é a melhor.

-Sim, eu sei.

Chegamos lá, e não era um barman, e sim uma mulher.

-Olá- Falei, sentando-me ao balcão, sendo acompanhada pela Demi.

-Olá garotas, o que desejam?

-A bebida mais forte que tiver para ela, e para mim, uma dose de tequila.

-Uau, decepção amorosa?

-Quase isso.

-Entendo bem- Ela colocou as bebidas e nos entregou.

-Terminaram um namoro?

-Sim- Demi falou

-Mas eu ainda namoro

-Ele está aqui hoje?

-Sim

-Ah sim. Então o que estão fazendo sentadas aqui? Vão dançar, se divertir.

-Tem razão.

-Voltem para pegar mais bebida depois.

-Claro que voltaremos.

Voltamos para o nosso sofá. Demi estava bebendo, e eu não.

-É impressão minha ou o Justin não está te dando atenção alguma?

-Pois é- Respondi simples, e continuei a pensar nisso.

-Porque não vai lá para perto dele?

-Primeiro: Não vou te deixar aqui, segundo: Ele está bebendo com os amigos, não quero estragar isso.

-Então vamos beber com as meninas.

-Talvez eu vá quando tiver vontade. Vai você lá.

-Não mesmo, elas estão perto do Ryan

-E qual o problema? Qual é Demi, vai lá, você não vai fugir dele. Ele está bebendo, você vai dançar e pronto. Qual o problema?

-Eu não quero te deixar só.

-Eu não vou ficar só.

-Não?

-Não mesmo, eu quero pensar um pouco.

-Ah não, você está poderosa com esse batom vermelho e esse vestido preto para vir pra uma boate e ficar pensando?

-Falou a garota que não quer ir dançar porque vai ficar perto de um garoto.

-Vamos lá. Eu não quero estragar a noite te fazendo ficar de babá.

-Vai lá Demi, eu vou daqui a pouco.

-Não, você vai agora. Vem- Ela me puxou e eu ri.

-Tá- Revirei os olhos e andamos até as meninas.

-Elas vieram- Barb falou, dando pulinhos.

-A Selena veio porque eu obriguei.

-Vamos dançar, o que acham?

-É, vamos descer para a pista de dança

-Vamos.

Nós estávamos nos dirigindo para as escadas quando o Justin me chama.

-Para onde vai?- Ele perguntou frio.

-Me divertir.

-Com quem?

-Como se você se importasse- Falei baixo

-Oi?

-Nada.

Desci as escadas rápido, e fomos lá para baixo.

-EU AMO ESSA MÚSICA E O CANTOR- Gritei quando começou a tocar The Hills, do the Weeknd.

-ENTÃO VAMOS DANÇAR VAGABUNDAS- Hanna gritou e nós rimos.


Um bom tempo depois, as meninas já estavam alteradas. Eu estava sóbria.

-Eu vou lá em cima, já volto- Falei

-Okay- Elas falaram.

Enquanto eu subia, lembrei dos meninos, eles ainda não haviam chegado. Será que viriam?

Chegando lá em cima. Vi o Justin dançando com os amigos e tinham um grupo de garotas se aproximando.

Não me importei, e sentei em um dos sofás, enquanto observava a parte lá de baixo, na esperança de um dos garotos ou todos eles chegarem. Porém, só quem chegou foi o Justin bêbado do meu lado.

-Olá meu amor- Ele falou e eu levantei.

-Você já está bêbado, não é?

-Estou alterado. E você está tão linda hoje, tipo, muito linda mesmo.

-Obrigada- Falei seca e ele me olhou.

-Vem cá meu amor- Ele me puxou e eu senti o cheiro de bebida forte- Você está maravilhosa hoje. Na verdade todos os dias, eu te…- Não o deixei terminar, e me afastei.

-Você não sabe me amar quando está sóbrio. Quando a garrafa acaba, você me puxa para perto e diz todas as coisas que deveria. Porque não me ama assim quando está sóbrio?- O empurrei, e saí em direção ao bar. Ele não venho atrás de mim. Que se foda.

-Acabei de ver você empurrando aquele bonitão ali.

-É meu namorado.

-Brigaram?

-Sim. Ele não consegue me amar quando está sóbrio, me entende?

-Claro que entendo. Mas você falar isso para ele bêbado, não vai levar a nada.

-Eu sei, mas eu precisava falar. Quando ele estava sóbrio, nem me olhou. Preferiu ficar bebendo com os amigos. Aí quando a garrafa acabou, veio falar comigo, dizendo que eu estou linda.

-Cadê suas amigas?

-Lá embaixo.

-Porque não vai ficar com elas?

-Eu não tô com cabeça para isso.

-Ah sim.

-A propósito, qual seu nome?

-Hope

-O meu é Selena.

-Que nome lindo

-O seu também

-E Eu vou querer só mais uma dose de tequila mesmo- Ela assentiu e foi buscar. Enquanto isso, uma garota alta, de cabelos pretos e pele branca sentou-se ao meu lado. Ela era linda.

-Aqui está- ela entregou minha dose.

-Olá- A garota bonita falou.

-Olá- A Hope respondeu.

-A bebida mais forte que você tiver aí

-Decepção com o namorado que só sabe te amar quando está bêbado também?- Perguntei

-Antes fosse. Eu vi meu ex namorado. Ele é a última pessoa que eu queria ver na face da terra.

-Não tiveram um término muito bom, né?

-Não mesmo. Eu o traí com um amigo dele da época, e fui embora. Mas eu sinto que deveria ter ficado e explicado a ele. Agora ele está aqui em londres, com os amigos. 

-Nossa- Falei e tive a sensação de que já havia escutado essa história.

-E o pior é que ele está tão lindo. Ele fez mais algumas tatuagens, está mais forte, e aquele topete dele está lindo- Espera, seria o Justin?

-Espera, qual o nome dele?

-Acho que você não conhece, mas é Justin, Justin Bieber. Eu não sei o que ele veio fazer em Londres- MERDA, EU JÁ SABIA QUEM ERA A VADIA.

-Qual seu nome?

-Ally, Ally Asknes.




Notas Finais


BRIGA, TÉRMINO, E ALLY DE VOLTA? UUUUUUUUH QUE VIAGEM ÓTIMA.
Bem, vocês devem estar se perguntando: Porque ela nos trouxe esse capítulo horrível para nós?
A resposta é simples: Amanhã serão as entregas dos boletins, sabem como é né? Minha mãe vai tirar meu celular quando vir a quantidade de matérias que eu vou ficar e a entrega dos boletins da recuperação é só dia 19 de dezembro, ou seja, eu vou pedir imensas desculpas para vocês pelo tempo que ficarei sem postar. Dia 19, serão as entregas dos boletins finais, tipo, se eu não passar, eu reprovo, e se eu reprovar, adeus celular até o ano que vem. Eu peço desculpas, e juro que se eu passar, vai ter 3 capítulos de uma só vez, amo vocês, e juro que volto assim que der.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...