História Put You Down - Capítulo 152


Escrita por: ~

Exibições 346
Palavras 3.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


<3 Boa leitura amorees! <3

Meu insta: @Jenifer_Olivee :)


**OBS: Durante a leitura vai ter algumas interações que vai ser preciso que você faça, para você ir além da sua imaginação, faça o que for pedido conforme você for lendo e se divirta!**

BJBJBJBJ

Capítulo 152 - Magic Night!


Fanfic / Fanfiction Put You Down - Capítulo 152 - Magic Night!

DE NOITE...

~Justin’s POV:

Eu estava terminando de me arrumar, coloquei uma bermuda branca de um tecido que esqueci o nome, mas é bem confortável, uma camisa vermelha e por baixo pra sobrepor uma regata branca, tênis e já estava pronto quando vejo a Mel em um lindo vestido meio rosa e longo com uma fenda na perna, ela sabe que eu amo quando ela usa vestidos com fenda na perna, e uma linda sandália baixa com pequenas pedrarias. Ela é a mulher mais linda daquele luau a barriga dela bem evidente do jeito que eu gosto. Sorri imediatamente ao vê-la linda daquele jeito.

 

-Está bom? – Nem prestei atenção no que ela falou, mas ela estava muito linda. – Amor?

-Sim você está... Maravilhosa. – Sorrimos ela vem com um cheiro doce e me beija.

-Vamos então?

-Sim!

 

[...]

 

~Melanie’s POV:  

Tínhamos chegado ao luau, estava cheio e bastante animado pessoas por toda a parte, muita musica e inclusive comida. Um ambiente gostoso de ficar, com fogueira e poucas luzes e o céu lindo. Quando vejo aquela garota novamente se aproximando de nós dois. Minha raiva começa, ela nem estava discreta, antes ter vindo pelada. Seu vestido super apertado que parecia que estava embalada a vácuo e os peitos esmagados em um enorme decote, nada haver do que tínhamos visto da praia mais cedo.

 

-Nossa ela veio mesmo... – Fingi um sorriso pra não ter que dar na cara dela, ela nos cumprimenta.

-É eu sou noiva dele e tenho que estar onde ele está. – Cutuquei mesmo. Ela ficou sem graça e o Justin riu que eu vi.

-Bom... Fiquem a vontade e é um enorme prazer tê-lo aqui Justin. – Ela pegou no braço dele, vou arrancar as mãos dessa garota não precisa ficar tocando toda hora. Ele sorri.

-Obrigado Ariane.

 

Ela sai de perto e fomos sentar, estávamos perto da fogueira a noite estava um pouco fria mas nada demais.

 

-Quer beber alguma coisa meu amor? – Ele pergunta passando a mão nas minhas costas.

-Sim, por favor.

-Ok. Fique aqui que eu vou pegar algumas coisas pra comermos também. – Ele beija a minha testa me fazendo sorrir.

 

Estava ventando não muito forte, uma brisa gostosa que vinha do mar que era bem calmo, a lua estava cheia e seu brilho refletia na água iluminando os barquinhos que no mar flutuavam, quando olho ela de novo perto dele, me segurei eu sei que ele não vai deixar ela ficar de graça pra cima dele. Ele tem que falar por si por que ela está dando em cima dele e faltando com respeito comigo e com o nosso filho também. Vagabunda!

 

~Justin’s POV:

Estava curtindo a boa música que tocava enquanto comia um belo queijo com um tempero típico de lá, peguei um pouco pra levar pra Mel, e pegando uma batida sem álcool pra ela quando a Ariane se aproxima já sei que a Mel não vai gostar disso, e nem eu ela é bonita sim, mas não me chama a atenção como a Mel chama.

 

-E ai curtindo? – Sorrindo. Fui simpático apenas nada mais que isso.

-Sim, está maravilhoso... – Peguei outro queijo e joguei na boca.

-E a sua...

-Noiva! – Falei logo em seguida.

-É noiva, ela é bem quieta não é?!

-Bom se não percebeu ela está grávida, e então ela se cansa rápido então eu prefiro que ela fique quieta. – Falei sem querer dar continuação na conversa.

-Você está muito bem, ficou lindo nesta roupa...

-Obrigado!

-Ela parece não gostar que garotas venham e conversem com você.

-Bom, garotas que dão em cima de mim, é ela não curte muito, ainda mais se não for minha fã ela se irrita bastante. – Falei ainda sério e com firmeza a fazendo ficar sem graça.

-Não se cansa disso? – Estava tomando um pouco do drink que pedi e esperando o da Mel, demorou por que tinha muitas pessoas.

-Disso o que?

-Dessa vidinha de casal, não curte... Algo mais, uma aventura?

-Eu curto sim desde que eu esteja com ela, nos divertimos bastante inclusive, não somos tão clichês, fazemos de tudo pra não ser e nem cair na rotina por isso estou aqui com ela. – Ela ainda não percebeu que eu não estou a fim de nada.

-Você não combina com isso Bieber... – Ela se aproxima e eu fecho a cara. Ela pegando em meus braços termina de dizer. – Você combina com algo mais quente, tipo... Eu! Posso dar tudo o que você precisa. – Não aguentei e ri na cara dela, e ela totalmente sem graça e sem entender nada.

-Você é engraçada demais Ariane, olha... – Peguei o drink da Mel. – Foi boa a sua tentativa, mas da próxima vez tenta ser menos atirada, caras como eu gostam de mistérios e de garotas que não falam e que sim vão lá e fazem, você tem cara de que só late, mas na hora brocha qualquer um. Quem sabe em uma vida distante quando eu não tive a mulher maravilhosa em meu mundo eu possa te dar uma chance e enquanto isso não acontece, fique longe de mim e respeite a minha noiva, por favor, ela é BEM MAIS do que qualquer uma desse lugar ela é BEM MAIS GOSTOSA do que você então eu não preciso de outra carne eu já tenho a minha... – Pisco pra ela que ficou com a cara no chão. – Se cuida garota... – Dei as costas e terminei de falar. – Ah, não seja vadia assim eu sei que você é capaz de ser bem melhor que isso.

 

Eu voltei rindo e a Mel me olhando querendo sorrir sem entender nada aposto que ela me ouviu chamando a Ariane de vadia, acho que a praia toda ouviu, eu não queria ter que pegar pesado assim, mas a garota não me deu escolhas, ela acha que sou o que? Porra vou ser pai tem que respeitar primeiramente a Mel que está comigo, meu filho e depois me respeitar.

 

~Melanie’s POV:

Não fazia ideia ao certo do que tinha acabado de ouvir, mas eu ouvi exatamente vadia saindo da boca do Justin, me deu uma pontada de felicidade ao imaginar que ele deu um chega pra lá nela. Bom deu pra perceber pelo jeito que ele conversava com ela. Ele vem sorrindo em minha direção com os copos e alguma coisa de comer nas mãos. Olho pra ele sem entender e logo se senta ao meu lado.

 

-Justin... – Ele comendo.

-Huh? – Ele olha pra mim com a boca suja, eu rio e limpo.

-Eu ouvi direito OU você chamou a Ariane de vadia? – Peguei um queijo e comi.

-É eu chamei! – Ele fala de um jeito que me faz rir. Rimos juntos.

-Você é louco... – Brinquei. Ele chegou mais perto.

-Sou louco por você! – Falou sério enquanto me olhava. Dei um sorriso de lado e de lábios cerrados.

-Toma... – Coloquei um queijo em sua boca, quando largo ele chupa lentamente os meus dedos, ok! Isso me excitou. Ele me dá um sorriso safado eu balanço a cabeça e tomo um gole do meu drink.

 

Ele me provocava de todas as formas, eu não sei se posso resistir a isso.

 

-Vem vamos dançar... – Ele me chama.

                                                                     (Leia ouvindo: Duke Dumont- Ocean Drive Liva K remix)

 

Então fomos dançar, a música era boa, e dançamos mesmo e eu dancei sem medo. Nunca me diverti assim com o Justin está sendo um sonho.

 

[...]

 

~Justin’s POV:

 Não teria melhor pessoa pra estar comigo ali naquela hora a não ser ela, tudo ficava mais intenso e melhor, a música boa, jogo de luzes pessoas dançando e nós dois lá no meio, parecia que ela se mexia em câmera lenta, ela esta tão linda com essa barriga saliente, mesmo assim não perdeu o rebolado nunca tinha visto ela dançar e hoje está sendo a primeira vez, acho que estou loucamente apaixonado... Engraçado dizer isso sendo que estou mesmo, ela me fascina de uma forma que nunca vou conseguir entender, eu nunca me diverti dessa maneira, sóbrio sempre era bêbado ou chapado e hoje pela primeira vez tenho a certeza de que fiz a escolha certa.

Essa vida nova, não quero abandonar ou deixar afundar nunca mais, dançávamos como se fossemos um só e como se tivesse só nós dois naquele lugar, ela começou a ficar suada e eu também mas não queríamos parar de dançar, ela tirou os sapatos e eu também, então dançamos juntos até nossos pés doerem. E dançamos umas três músicas, em toda a minha vida nunca senti isso, essa coisa boa dentro de mim, o que ela me transmite, é um presente de Deus na minha vida. Ela foi um anjo enviado pra me salvar e não vou troca-la por nada e nem ninguém desse mundo.

 

[...]

 

~Melanie’s POV:

Depois de dançar muito como nunca, NUNCA tinha dançado na minha vida, sentamos, ele pediu uma água pra mim e continuou tomando o drink, estávamos suados e exaustos, eu não senti nada ainda bem o bebê se mexia de vez em quando o que me fez ficar mais feliz ainda. A sensação de felicidade e liberdade é a coisa mais importante pra mim, e me sentir assim com o Justin torna tudo ainda mais especial.

 

-Quer ir agora meu amor? – Ele me pergunta. Senti o cheiro de frutas quando ele falou. É melhor do que sentir cheiro de vodca.

-Acho que sim, está começando a ficar vazio amanhã quero aproveitar bem o dia. – Ele termina de beber e levantamos. Cheios de areia nas pernas, e nos pés também, fomos caminhando até a pousada resort em que estávamos era perto então ficou fácil.

 

Chegamos ao resort e fomos pro nosso quarto, cheguei e a primeira coisa que tirei foi o sutiã estava me apertando, quando sinto as mãos do Justin sobre eles apertando e seu corpo contra o meu que até pude sentir seu membro entre meu bumbum, dando fortes suspiros em minha nuca me fazendo arrepiar, até assustei, mas não nego que foi gostoso. Sinto seus lábios molhados em minha nuca, ele não liga pro gosto salgado que eu estava e tão pouco eu pro dele.

Me virei e percebi que ele estava meio alterado, ele é fraco pra bebidas, mas não estava totalmente bêbado só animadinho demais.  

                                           (Para esta parte escute: Martova-Say My Name/ Cry Me A River)

 

-Hey Bieber vai com calma. – Ele me beijando.

-Mel eu quero você... – Olhando fixamente em meus lábios que os mesmos eu mordia querendo o mesmo que ele. – Eu quero agora... Nosso filho não vai nem saber disso. – Rimos.

-Você está muito animado, o que te deu?

-Nada, só quero amar você em cima dessa cama, quero fazer valer a pena cada momento da nossa viagem antes de voltarmos a nossa vida “normal”. – Sorrimos, eu o beijo lentamente, nossas línguas dançam juntas em um beijo molhado e excitante.

-Então me ame, quero ouvir você dizendo o meu nome... – Já estávamos respirando mais intensamente enquanto olhávamos um nos olhos do outro.

 

Ele pega em minha nuca fortemente e me puxa pra outro beijo molhado e intenso, já estava sentindo seu membro duro, então tiro sua camisa e exibindo aquele corpo maravilhoso que ele tem com seus músculos saltados e tatuagens por todo ele. Ainda nos beijando ele me deita na cama minhas pernas em volta de sua cintura e seu membro encostando contra a minha intimidade que já estava húmida.

Lentamente ele vai abaixando a alcinha do meu vestido e dando beijos molhados por todo o meu ombro eu com uma mão parada em sua costa a outra em sua cabeça, puxando o cabelo que estava crescendo não puxei com força, estava excitante, seu toque era como brasa quente contra a minha pele, me fazia delirar de prazer e ainda sentir coisas que nunca senti. Com os seios fartos e já de fora ele começa a ir de encontro com os meus mamilos, logo sinto sua boca por todo ele o chupando levemente e dando leves mordidas me deixando excitada, e mais molhada, arfei de olhos fechados queria mais.

 

[...]

 

~Justin’s POV:

Fazer amor com ela é uma das coisas que mais gosto de fazer, não é por que é sexo, mas é algo mais especial que isso que ninguém mais vai ter. Seus rosados mamilos estavam enrugados o que me deixa excitado e o que me faz saber que ela também está sentindo prazer. Os chupei lentamente enquanto ela suspirava de um jeito manhoso e gostoso, com suas mãos em minhas costas e suas pernas travadas nas minhas, voltei a beijar seus lábios carnudos e molhados. Eu quero ama-la esta noite, quero dar prazer a ela e quero sentir também.

Ela era tão quente, e gostosa como poderia olhar pra outra pessoa? Outro corpo? Tendo o que tenho? Não sou burro de deixar tudo isso aqui pra trás mesmo grávida ela continua gostosa e me deixando de p* duro toda vez que tira a roupa. Com ela faço o melhor sexo de toda a minha vida, ela deixa tudo especial com o seu jeito meigo e doce que nenhuma outra mulher tem esse é o segredo que ela tem essa essência que ela tem de ser tão pura e faz as coisas sem deixar com um ar vulgar.

                                                                                           (Escute até o final: Hozier – Better Love)

 

Eu quero o corpo dela, eu quero senti-la em mim. Tirei o vestido dela a deixando apenas de calcinha que por sinal era linda e sexy, ela olhava pra mim com um sorriso safado no rosto, a beijo e ela morde meu lábio inferior me arrancando um suspiro, sinto suas mãos dentro da minha calça enquanto a olho nos olhos.

 

-Eu quero! – Com a voz sexy e falhada me fala, ela começa a massageá-lo e eu sinto mais prazer ainda, fechei os olhos e suspirei. – Quero ouvir você dizer o meu nome Bieber... – Sorrimos e nos beijamos.

 

Eu estava apenas de cueca box azul escuro, estava evidente que eu estava excitado ela ainda me provoca virando de costas pra mim, sua bunda rosada e bem redondinha na minha frente, a menina de quando eu conheci já não existe mais agora eu vejo uma mulher em minha frente, que me deixa louco só com o suspiro que dá. Apertei com força sua bunda a fazendo gemer manhosamente, então mordi cada lado de seus glúteos dei um beijo, mordi, e dei um forte chupão pra deixar marcado que eu sou dono disso tudo, ela me deixa louco de tesão me faz ir no céu.

A virei pra mim e tirei sua calcinha lentamente com a boca, distribui beijos molhados em volta de sua intimidade, ela puxava o lençol e se contorcia toda, gemendo pausadamente a cada beijo que eu dava pra provocar ainda mais, então comecei a chupa-la e ela gemia baixinho só pra me provocar, eu brinquei com a língua em volta e em cima, ela estava bem excitada e molhada a ponto de gozar ali mesmo. Mas eu não deixei.

 

-Não goza agora! – Falei.

 

Ela senta então e tira a minha cueca, e logo estava com ele dentro de sua boca, ela começa apenas na cabeça, lentamente quase parando me fazendo delirar, fechei os olhos travei o maxilar de tanto tesão que estava, segurei forte em seus cabelos a estimulando a me chupar mais rápido, gemi e arfei enquanto revirava os olhos, ela chupa gostoso demais. Não demorou muito pra ela estar em cima de mim, sentei na cama e ela por cima de mim, então penetrei devagar, olhares fixos, eu amo ver as reações dela, eu amo essa mulher!  Suas mãos em meus ombros e as minhas apertando sua bunda e dando tapas estalados, ela começa a cavalgar em mim, é gostoso fazer amor com ela, só ela faz do jeito que me deixa com tesão mesmo depois de gozar. Gemíamos quase que em sintonia, seu gemido acanhado e manhoso me provocava arrepios, enquanto cavalgava em mim, ela chupada o lóbulo da minha orelha. Porra! Isso me deixou ainda mais excitado, aperto novamente sua bunda, e abocanho os seus seios rosados, ela arfa.

 

~Melanie’s POV:

É gostoso do jeito que só ele sabe fazer, eu estava quase explodindo de prazer, queria ouvir ele chamar o meu nome... Eu quero ouvir. Cavalguei mais rápido.

 

-Vai... – Enquanto ele gemia. – Fala o meu nome Bieber... Quero ouvir você gritar o meu nome... – Em meios de gemidos eu disse.

-Aai... Melanie... – Sua voz rouca e falhada e também em meios de gemidos. Caralho! Ele é gostoso demais. – Melanie...

-Isso!... – Suspirávamos.

 

Fechei os olhos e pude sentir o meu corpo estremecer, e um liquido quente se espalhar por todo o seu membro. Eu havia gozado, ele beija meus seios, e dá chupões fortes por todo o meu colo e ao arredor dos seios, vai ficar marcado.                                                                             

Ele estava no limite, quando tira seu membro de dentro de mim e logo entra em ápice também, com os olhos fechados gemendo com sua voz rouca, e dando suspiros intensos. Ele é maravilhoso e incrível e me provoca sensações que não sei descrever ainda.

 

[...]

 

~Justin’s POV:

Com a porta da sacada aberta, a praia deserta e com a lua iluminando quase todo o quarto, nus com apenas um lençol por cima de nós ficamos ali observando aquele mar incrível. Eu estava sentado e ela atrás de mim deitada de lado apoiando a cabeça na mão. Senti seus lábios em minhas costas me dando beijos molhados , enquanto a outra acariciava meu peito , beijei suas mãos, seus braços me envolveram em um abraço, o único lugar em que posso repousar, meu ponto de paz, meu porto seguro. Incrível sentir tudo isso com uma única pessoa. Ela me faz sentir assim.

 

-No que está pensando? – Ainda por trás de mim beijando o meu ombro.

-Em nós... – Sorri deixando o ar somente pelo nariz.

-É bom ou ruim? – Sua voz doce, meiga que me acalma.

-É bom, muito bom... – Virei pra ela, a luz da lua batia em seu rosto acendendo seus lindos olhos cinza. – Eu te amo, você é a pessoa mais incrível que eu já conheci. – Ela sorri e fica vermelha com o elogio.

-Eu te amo, você é maravilhoso pra mim. – Sorrimos.

 

Ficamos ali, observando aquela imensidão, algumas estrelas no céu, o silêncio tomava conta de tudo, a cidade dormia e nós dois ali sonhando juntos como se fossemos um só.


Notas Finais


E ai quero saber do que acharam sobre essa interação? Quero saber o que acharam... E que noite hein?? :3

( ) Atrapalhou
Ou
( ) Ficou ainda melhor!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...