História Quadribol - Nova geração - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Rose Weasley, Scorpius Malfoy
Tags Rose Weasley
Visualizações 8
Palavras 860
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, minha primeira fic de Harry Potter.
História de J.K. Rowling. (minha mãe)!
Espero que gostem!

Capítulo 1 - 01


Era verão, e eu mais do que todos amavam essa estação, eu nasci em uma das famílias de bruxos mais conhecidos do mundo, o nosso nome no passado já teve grande destaque e prestigio, mas meu avô e pai se juntaram a você-sabe-quem. Sujando assim, o que nossos antepassados construíram, meu pai nunca gostou der servir ao lorde, então ele tem tentado se redimir todos esses anos depois da queda, ele é um médico bruxo muito famoso e requisitado, eu e ele somos ligados, e eu sei que sou a sua favorita (não contem ao meu irmão), papai faz de tudo para me agradar, e eu acredito em seu fiel amor por nós, porque eu lhe pedi um hipogrifo no natal e por mais que tenha péssimas lembranças, ele atendeu o meu pedido o qual eu chamei de “Chamas da noite”, eu acabei esquecendo de apresenta-lo, o nome do meu pai é Draco Malfoy. Minha mãe por outro lado, me repreende, e diz que eu tenho que me portar como uma “bruxa educada”, e ela desaprova todas as minhas ações, mas ultimamente ela tem se esforçado e aceitado minhas escolhas, seu nome é Astória Malfoy, ela tem longos cabelos loiros, e apesar de ser dura, ela sabe contar as melhores histórias do mundo. Há alguns anos sua irmã Helena teve um filho com um bruxo que já era casado, este não quis reconhece-lo por medo que sua esposa o deixasse, então meu pai o adotou, mas minha tia não deixou colocar nosso sobrenome, alegando que meu primo perderia seu direito à herança quando fizesse 17 anos, Anthony chegou em uma primavera, eu me lembro muito bem, eu no começo não o aceitei, mas depois ele virou meu melhor amigo. Anthony ou Thony como eu o chamo, possui cabelos negros e olhos castanhos, ele diz que é o mais bonito da família por que não se parece uma barbie (boneca trouxa que eu descobri quando era criança). Então, nós temos meu querido irmão gêmeo, Scorpius Malfoy, um ser totalmente diferente de mim, ele gosta de ler, e aprender sobre magia, e diz que quer se tornar o ministro da magia, o que eu acho que ele faz para chamar a atenção do nosso pai, apesar de nossas diferenças somos unidos, ele e Thony me protegem de tudo, claro que na maioria das vezes eu sempre estou salvando a pele deles.

Por último, eu. Melinda Malfoy, mais conhecida como Mel, sou uma garota viciada em quadribol, e tenho paixões por criaturas magicas, tanto que espero um dia poder ter um dragão, todos nós estamos esperando nossas cartas de Hogwarts, o que eu não entendo é porque estão demorando tanto!

- Mel? – ouvi a voz de Thony me chamando.

- Sim? – respondi meio perdida.

- Pensando novamente nas cartas? – Ele me perguntou, e eu apenas assenti, ele sabia que eu estava ansiosa – Elas vão chegar, padrinho já te disse isso mil vezes! – Ele disse sorrindo.

- E se elas não chegarem? – Eu perguntei aflita mais uma vez.

- Então nós teremos que invadir Hogwarts! – ele disse rindo, e me fazendo rir, este era o meu primo sempre conseguia me fazer rir na pior das hipóteses.

- Não brinque com isso, sabe que eu seria louca para isso! – eu afirmei, mas deixei um pequeno sorriso escapar.

- Sei que sim, mas apenas relaxe! Elas vão chegar – ele disse e continuou – Madrinha está nos chamando para jantar, e sabe que ela não gosta de atrasos – ele disse e eu suspirei, sai da enorme sacada que dava de frente ao nosso jardim, e segui meu primo até nossa sala de jantar.

- Sempre atrasados! – Minha mãe nos repreendeu, e eu apenas dei os ombros, papai estava trabalhando e não viria esta noite, e eu odiava quando isso acontecia.

O jantar seguiu em silencio, e depois Scorp e Thony quiseram jogar xadrez bruxo, mas eu não estava disposta a isso, então decidi ir dormir mais cedo.

Ouvi algumas batidas na porta, era minha mãe.

- Está preocupada com sua carta de Hogwarts? – ela perguntou entrando, esse era um dos poucos momentos que ela agia com carinho comigo.

- Sim, está demorando demais – respondi suspirando.

- Sabe que se não for a Hogwarts, irá para Beauxbatons como eu e sua tia fomos! – ela disse animada, esse seria o sonho dela, mas não é o meu!

- Mamãe, eu quero ir mesmo para Hogwarts! Sabe que de lá saíram os melhores jogadores de quadribol do mundo, e eu tenho esperanças de ser uma boa apanhadora! – eu disse firme, e eu sabia que meus olhos estavam brilhando agora, quadribol era mais do que um esporte, era a essência da minha vida.

- Eu sei – ela disse sorrindo e balançando a cabeça, como se desistisse de me mudar – Sua carta chegará logo, não se preocupe! – Ela disse, beijou minha testa e deu boa noite.

Eu adormeci pensando quando chegaria a minha vez, sei que eu tenho que ir para Sonserina para orgulhar meu pai! Mas meu foco não é casa, e sim Quadibol.

Fui acordada na manhã seguinte com Scorp e Thony gritando em cima da minha cama, as cartas chegaram.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...