História Qual a maldade nisso? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gay, Incesto, Irmãos, Ruivos
Visualizações 18
Palavras 667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eae, leia as notas finais por favor, tem coisas importantes nela!

Capítulo 3 - As piores descobertas da vida!



P.O.V Kyle

18 anos (Ou seja, os gêmeos estão com 14)

     Eu vou me mudar daqui á dois meses para Nova York, somos britânicos mas meu pai é americano, então tenho passagem livre pra lá. Essa mudança vai ser algo muito difícil pra mim... deixar minha família, minha cidade... amigos não importam, pessoas são substituíveis! Mas vai ser pro melhor.

Entro na van com Charlie e James como de costume (eu não estudo mais, mas eu trabalho e pego uma carona com eles), eu pego meus fones de ouvido e começo a ouvir umas músicas ao esperar, os gêmeos estão agarradinhos do meu lado enquanto esperam seu destino chegar, eles são muito fofos! Sim, nesses últimos dois anos eu aprendi a gostar do relacionamento do dois, e eu acho incrivelmente fofo, me julgue!


Muitas horas depois...


     Depois de um dia de trabalho eu sentei no meu maravilhoso sofá da sala de estar, e descansei... Quando meu celular começou a tocar e eu atendo:

- Eaí, Kevin.

Kevin é meu amigo americano, ele é um dos motivos de eu estar indo pra Nova York. (Meu deus. Isso soou muito gay) (Eu juro que eu não gosto de homens, sério!) Nós vamos dividir um apartamento para rachar aluguel, só isso.

Nós estávamos tendo uma conversa beeem longa quando do nada eu escuto uma gritaria e corro para ver o que está acontecendo.

5 minutos antes...

P.O.V Charlie

    Eu me aconchego na sala de TV com James e ficamos lá, simplesmente assistindo filmes enquanto trocamos carícias, nossa vida tem estado um pouco parada, mas para compensar estamos sempre juntos.

Quando do nada... nossos pais chegam mais cedo e abrem a porta. Minha mãe viu que nós estávamos abraçados como um casal, e era impossível não sacar tudo dali. Não demorou nada, e uma gritaria estaurada começou, eram gritos choros, discussões sem fim, Kyle chegou e começou a nos defender... Tava uma loucura!

- Vocês precisam mudar! Eu não vou sustentar esse ato nojento de vocês! - Dizia meu pai aos berros, eu chorava muito e James me abraçava pra me consolar, mas minha mãe o tirou de perto de mim!

- Pai, eles não tem culpa se eles se amam! - Kyle nos defendia com unhas e dentes, nada ia faze-lo desistir.

- Isso não é amor, é uma doença! - Nossa mãe reprovava nossos atos de carinho como se fossemos doentes.

Eu vou poupa-los de toda a merda que aconteceu e ir direto ao ponto:

Eu e o James vamos para Nova York com o Kyle. Não fomos expulsos, a ideia foi do próprio Kyle, eu senti medo, mas sabia que era o melhor pra gente, James concordava.


2 meses depois... (quanta passagem de tempo, cacete!)

P.O.V James

    Charlie e eu desembarcamos do avião e vamos em direção ao ponto de encontro marcado pelo amigo do Kyle, espero que esse cara seja legal, afinal vamos morar com ele pelos próximos anos...

Depois de um tempo ele chegou de carro (muito bêbado), e cumprimentou a todos nós, ele não parava de cantar e tagarelar de como era bom ter todos ali e outras coisas impossíveis de entender devido sua embriaguez.

Quando eu e Charlie entramos no nosso quarto, nos deparamos com uma fucking cama de casal! Kyle fica feliz com nossa reação e pisca um olho só, indicando que foi ideia dele (também indicando que ele contou nosso segredo ao seu amigo), eu tenho o melhor irmão do mundo!

Nós tomamos um banho e nos deitamos de conchinha como de costume. Eu aperto sua bunda (que por sinal, anda bem grandinha) em uma brincadeira safada mas ele tira minhas mãos dali e diz:

- Desculpa James, mas eu não estou muito no humor pra isso! - Ele diz com uma voz chorosa!

- Claro, querido!

Ele ainda está bem triste com tudo que aconteceu e eu devo respeitar isso. Enfim, nós dormimos agarradinhos como de costume, mas dessa vez em uma cama e espaço bem mais digno de um casal.

Chegamos em NY hoje, mas não acho que vai demorar muito para nos acostumarmos com a vida nova, mas nossa jornada apenas começou!



Notas Finais


Oieeeee, sem mais passagens de tempo bruscas por agora hahaha, então relaxe e deixem eles com 14 anos na cabeça de vcs! Ah, no próximo cap tem lemon.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...