História Qual O Seu Número? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Youngjae
Tags 2jae, Genie Project, Loreal É Linda, Sincheng Ficfest, Sincheng Loves Giris
Visualizações 142
Palavras 490
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Por maior que seja a ironia do destino, aqui estou eu, pleníssima, escrevendo uma fanfic de Gor- ops, GOT7, para a primeira pessoinha que pediu uma fanfic no Genie Project, que acabou por ser minha armyga secreta no Amigo Secreto do The Red. Pode entrar, dona Andrea, esse momento é todinho seu. Eu tive que encher o saco da Helô e da Joy pra verem se o plot estava bom, mandei um monte de gente ler e opinar porque eu fiquei muito insegura ao escrever fanfic de um grupo no qual eu não conheço praticamente ninguém (oi Jackson tudo bem contigo?).

Obrigada dona Polar pela capinha!

ENFIM, dona Andrea, eu espero com todo meu coração que você goste dessa fanfic. Não sei se vai ficar bem como você queria, mas enfim, vou deixar de ser insegura e postar logo, lololol. Boa leitura ♡

Capítulo 1 - Fale com o meu advogado!


Tudo que Choi Youngjae queria era uma ida pacífica ao veterinário. Coco, sua cadelinha, porém, parecia ter outros planos. Pleníssima, a cadelinha não parecia nem um pouco afim de poupar seu humano de estimação do famoso micão em vias públicas. Era compreensível que ela fosse mimada e manhosa, uma vez que Youngjae era um dono muito babão – seu colega de quarto, Mark, também era um total otário quando se falava em Coco. Ter uma cadelinha mimada e manhosa não era grande problema, pelo menos, até irem ao veterinário. Coco odiava o veterinário, Youngjae sabia – pena que ele não tinha bem opção; check-ups regulares eram necessários, afinal.

O consultório estava praticamente vazio. Além de Youngjae e Coco, tinha um cara e sua gata, além de um outro carinha com um papagaio no ombro. Assim que o cara e seu papagaio foram chamados, ficaram Youngjae e o outro, calados, sentados a lado. A guia de Coco estava atada ao pé da cadeira onde seu dono sentava e lá estava ela, passeando pela sala de espera do consultório, farejando tudo ao seu redor.

Foi só Youngjae se distrair por cinco segundos com o celular que Coco decidiu que era uma ótima ideia mijar na perna do carinha ao lado. O Choi riu, mas foi de nervoso, e logo pegou a cadelinha no colo. Abriu um sorriso amarelo. Pronto, fodeu. O cara ‘tava muito puto.

— Qual o seu número? — perguntou, sério, e Youngjae engoliu em seco.

— Pra que você quer o meu número?

— Pra mandar seu número pro meu advogado e deixar ele tratar do processo diretamente com você.

— Que processo?

— O que estarei abrindo contra você amanhã. Exijo uma indemnização por conta de danos morais e de propriedade privada.

— Indemniza o quê? Que danos morais?

— Você tem noção do quão caras são essas calças nas quais o seu animal urinou? — disse, arrogante — Elas provavelmente valem mais que o seu apartamento, e agora elas estão arruinadas. Você vai pagar por isso.

— Você não pode me processar! Eu não fiz nada!

Aí o cara riu. Não foi uma risada cínica ou arrogante ou assustadora; ele estava rindo como se tivesse acabado de contar a piada mais engraçada do mundo. Perplexo e confuso, Youngjae o olhou de lado, desconfiado. Que porra?

— Eu não sou bom com cantadas. Perdão.

— E você achou que a melhor maneira de puxar assunto comigo seria dizer que vai me processar?

— Como eu disse, não sou bom com cantadas — disse, rindo, e sim, o sorriso do carinha era lindo, Youngjae não podia negar, apesar de ainda estar um pouco incrédulo perante a mudança tão extrema de humor — Quando você terminar a sua consulta, eu queria te levar pra tomar um café. Compensar o susto.

— Hm, quem sabe. Qual o seu nome?

— Im Jaebum, mas pode salvar o meu número como futuro amor da sua vida. E você?

— Youngjae. Mas pode me salvar meu número como hoje.

— Hoje o quê?

— Hoje não, Satanás.


Notas Finais


Não se esqueçam de participar do Genie Project! https://goo.gl/cLP7yQ
Falem comigo no Twitter (https://twitter.com/sinchxng) e no Curiouscat (https://curiouscat.me/sincheng)!
Muito obrigada por lerem até aqui e vejo vocês na próxima fanfic! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...