História Qual o tempo certo? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Drama, Novela, Suspense
Visualizações 10
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Ficção, Magia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Este capítulo foi complicado pois acabei enrolando a história mas quem ficou enrolado fui eu, porem está cada vez mais legal...

Capítulo 3 - Mentiras


10 de abril de 2016 em alguma cidade de um estado desconhecido em um pais inalcançável

14:55 segunda-feira

Dra.Kurumi prepara-se para falar aos irmãos sobre o ocorrido de algumas horas atrás. Enquanto ela se preparava, o espaço-tempo para. Tudo, literalmente tudo, é parado e em questão de milésimos os irmãos voltam à escola. Aquela escola vazia que parecia cenário de filme de terror, Yuu não sabe o que está acontecendo ele está parado em frente ao portão da escola caído no chão, Katarina esta lhe fazendo muitas perguntas e ele tem dores de cabeça horríveis. Yuu tem alguns fleches de memória sobre um acidente do passado, ele responde as perguntas de Katarina, Yuu nega-se a falar sobre suas memórias recordadas:

Yuu: - Irmã estou bem, agora me fale onde estamos, estou meio zonzo e não estou enxergando direito.

Katarina: - Como assim ode estamos, estamos à frente da escola, mas quando chegamos aqui percebemos que ela estava vazia.

Yuu: - Espere.. Estamos em frente a escola?

Katarina: - Sim, Yuu.

Katarina: Agora vamos entrar para ver o que há lá dentro.

Yuu se recorda do que aconteceu a eles no porão da escola até a parte em que Dra.Kurumi estava para lhes falar sobre o que estava acontecendo, mas por algum motivo Yuu não entende o porque do tempo ter parado e eles voltaram para quando ele estava com sua irmã em frente à escola. Yuu já sabendo a armadilha do porão ele se prepara para o que vai acontecer e carrega com si uma mascara do tamanho da palma de sua mão em seu bolso, que conseguiu no laboratório de ciências da escola quando os dois averiguaram o local, entretanto Yuu não conta nada a Katarina, para que ele consiga entender o que aconteceu no porão. Os dois irmãos chegam ao porão, Katarina com a intenção de descobrir porque está tudo vazio, mas Yuu quer descobrir como que a Dra.Kurumi os encontra. Ao entrar no porão acontece a mesma coisa, aquele cheiro inconveniente de novo, Katarina cai no chão e Yuu cai ao mesmo tempo mas imediatamente ele pega sua mascara e leva ela em direção ao seu rosto e ele fica ali fingindo que desmaiou, alguns minutos se passam e Yuu escuta a porta se abrindo, era quem ele imaginava, Dra.Kurumi, ele espera a Doutora fazer alguma coisa. Dra.Kurumi pega os dois irmãos e os leva para a enfermaria com a ajuda de alguém cujo Yuu não conseguiu identificá-lo, os irmãos  chegam à enfermaria e Dra.Kurumi da um liquido para os dois irmãos ingerirem. Yuu imaginou que podia engolir o líquido pois antes não tinha acontecido nada de errado com ele, então Yuu engoliu o líquido e escutou Dra.Kurumi:

Dra.Kurumi: - Yuu... Katarina... Vamos acordem logo!

Yuu: - Dra.Kurumi? Por que estamos na enfermaria?

Katarina desperta com a conversa dos dois.

Katarina: - O que está havendo? Dra.Kurumi?

Dra.Kurumi: - Clama ai pessoal sou uma só. Antes de qualquer coisa me digam porque estavam no porão da escola?

Yuu sabendo da situação responde antes que Katarina reaja.

Yuu: - Estávamos procurando uma moeda que deixamos cair debaixo da porta do porão. Agora responda logo minha pergunta!

Dra.Kurumi: - Que isso Yuu, não precisa ser tão agressivo assim eu apenas fui checar algumas coisas no porão e achei vocês dois desmaiados lá!

Yuu para um pouco e pensa, "era óbvio que ela sairia da situação deste jeito". Bom vamos encerrar a conversa aqui, ainda tem aquela outra questão.

Yuu: Ok! Vamos para a aula Katarina

Katarina: - Hãããã... Ta bom.

Dra.Kurumi: - Katarina! depois da aula venha à enfermaria á sós.

Katarina: - Ok!

Yuu não contesta desta vez apenas pensa em que vai fazer.

Após a aula Yuu faz a mesma coisa que antes finge estar indo para casa e depois volta ao colégio, mas desta vez ele não tenta espiar a sua irmã e a doutora, ele vai direto ao porão para ver se tem algo lá, porém não encontra nada, Yuu decide ficar esperando em frente a porta do porão para ver se enxerga algo. A mesma criatura que apareceu anteriormente aparece agora Yuu percebe que aquilo não é obra da doutora e com o barulho que o ser faz Yuu vai para o armário onde já havia se escondido, sua irmã e Dra.Kurumi vão até o porão. Dra.Kurumi mata a criatura, Yuu aproveita o momento e vai correndo para casa e ninguém o vê.

Com o decorrer do tempo acontece tudo do mesmo jeito, Dra.Kurumi e Katarina chegam à casa. Yuu não fala nada, esperando uma resposta, mas ele não consegue nada, ele oferece uma água a Doutora e a sua irmã. Yuu não espera mais, começa a falar:

Yuu: - Dra.Kurumi... Qual a relação de você ter envenenado eu e minha irmã no porão da escola, pedir para que ela vá conversar contigo a sós e logo após aparecer um monstro horrível no porão e você ter o matado com tanta facilidade??? De onde você vem?

Dra.Kurumi: - Tenho algumas coisas para contar à vocês!

Yuu tremendo de raiva imaginando uma possível armadilha que a Doutora tenha armado para ele e Katarina.

Dra.Kurumi:- Para começar vou falar de mim: Sou uma exorcista de classe A+ uma das classes mais elevadas no momento apenas alguns exorcistas são de classes superiores. Falando quem eu sou vou continuar falando de onde eu vim: Eu vim de uma cidadela muito antiga frequentada por muitos padres e religiosos que descobriram o grande poder que eu possuo e me treinaram para combater as forças malignas que abita este mundo. Prosseguindo falarei um pouco de vocês, o pouco que ainda não sabem: Vocês dois nasceram em uma família divina que morava nos céus, logo após o parto da mãe de vocês ela morreu, mas isso já era dito que ela enfrentaria uma gravidez complicada, com a morte de sua mãe o pai comemorou o nascimento sozinho, durante uma inspeção para ver se estava tudo certo com as crianças o pai notou uma coisa estranha, um poder muito forte vinha das duas crianças, um poder oculto mas mesmo assim muito poderoso não sabendo o que fazer o pai levou seu filho e sua filha para um lugar bem longe dali onde morava um velho ancião que contava muitas histórias de duas crianças milagrosas que um dia nasceriam para dar um fim a disputa de poderes do céu e inferno. Chegando à casa do ancião não foi achado nada o pai com seus filhos tentou sair da casa mas ela estava trancada, o pai escutou um passo e olhou para trás... após isso não existem mais relatos do que aconteceu a não ser um pedaço de malha usado pela família real do inferno  os "Gremory", seu pai sumiu e agora todos desconfiam que seu pai foi morto pelos Gremory e tudo indica que vocês dois estão sob a proteção deles. Contado tudo isso irei falar minhas intenções: Depois de muito treinamento eu Kurumi Penemue vim para este lugar,  para lhes proteger da família Gremory, libertá-los e achar o seu pai.


Notas Finais


porque o tempo voltou na história? pra mim conseguir colocar mais palavras no texto? seria um caso mas não. para essa volta tem um motivo e um motivo bem legal. espero que gostem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...