História Qual seu nome? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, D.O, Kai
Tags Baekhyun, Exo, Exo M, Exo-k, Kai, Kaisoo, Kyungsoo
Exibições 132
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Qual seu nome?


Eu sempre usava as  mesmas calças pretas e camisa xadrez azul quando alguém ia em minha casa, mas afinal, aquela roupa era a melhor coisa que eu poderia usar dentro da mesma sem ser minhas básicas roupas de mendigo.

Ouço a campainha tocar. Desço rapidamente as escadas, observando meus pés que se encontravam apenas com meias. Abro a porta, encontrando Kai atrás da mesma.

Existem momentos em que você para para se perguntar varias coisas. Nesse momento eu poderia estar me perguntando como alguém poderia ser tão alto, ou como um sorriso poderia ser tão branco e bonito, ou até mesmo como ele fazia para que aquela franja caÍse tão perfeitamente sobre sua testa, mas a unica coisa que eu conseguia me perguntar era:  QUAL A FUCKING PROBABILIDADE DE ALGUÉM IR NA SUA CASA E VOCÊS ESTAREM COM EXATAMENTE A MESMA ROUPA?!

-Ouo! - Ele exclamava com sinceridade. - Acho que temos o mesmo gosto para roupas. - Falava sorrindo.

-Sim. - Falo olhando para baixo. - Entre.

Kai tira os sapatos, os deixando na porta, logo me seguindo até o segundo andar.

Sento na cadeira da escrivaninha enquanto Kai senta na cama. Ponho minhas pernas em cima da cadeira, abraçando as mesma, enquanto Kai apenas analisa cada centímetro do quarto, e eu apenas analiso de longe o próprio Kai, que mostrava cada vez ser mais bonito.

Meu telefone toca. Vejo que é BaekHyun e logo atendo.

-Soo, desculpa, desculpa mesmo! - Fala o mais velho, manhoso

-Oque você fez Baek?

-Nada! - Ele fala com a mesma voz manhosa de criança que sempre usava quando estava se defendendo. - É que antes de ir para a sua casa passei no colégio para resolver um probleminha no time, mas o mesmo acabou se tornando uma grande bola de neve. - Fala Byun, quase desesperado atrás do telefone.

Fico em silêncio por um tempo, até que lembro que o telefone está no viva voz. De repente ouso a voz de Kai vindo do outro lado do quarto.

-O que seria "Uma grande bola de neve." Byun? - Fala seguindo em minha direção, logo se ajoelhando em minha frente. Gelo.

-Não era nada de mais, mas agora se tornou algo realmente sério. - Era incrível como o mais velho conseguia manter o tom de desculpa durante toda sua frase. - Acho que eu me atrasarei umas duas horas. Desculpa! Desculpa mesmo Soo!

-Duas horas! Aigo BaekHyun! - Acabo realmente estressado quando percebo que terei que passar as próximas duas horas com um desconhecido. - Okay, okay, mas assim que acabar venha DIRETO para cá! Entendido? - Fale enfatizando o "direto". Do jeito que BaekHyun é, acabaria indo fazer outra coisa no caminho.

-Okay Soo. Entendido.  Assim que acabar eu lhe envio uma mensagem. Tenho que ir agora. Tchau Kai, tchau Soo. - Além de tudo, Baek era ótimo em fazer as pessoas se sentirem culpadas com eles apenas usando sua voz fofa.

Assim que termina de falar o mesmo desliga. Ponho o celular em cima da escrivaninha, voltando a abraçar minhas pernas. Percebo que Kai ainda esta ajoelhado em minha frente, mas agora se encontra me encarrando.

"Ouo! Porque este garoto me faz sentir com se estivesse congelado." penso. Era estranho ter a presença de kai, pois ao mesmo tempo que me sentia estranhamente confortável com o mesmo, me sentia completamente paralisado. Eu nunca havia sentindo isso antes, essa sensação completamente assustadora. Ma como algo que parece tão inconveniente pode causar uma especie de "calor" estranhamente confortável?

-Você não deveria estar lá com o Baek? - Pergunto, quebrando o clima estranho que havia se formado.

-Só devo me meter diretamente nos assuntos do time depois de meu primeiro jogo. - Fala o mais alto, agora se levantando e seguindo novamente até a cama - Como acabei de chegar, eu felizmente não preciso me preocupar com esse seja lá o que esta acontecendo. 

Ficamos apenas nos encarrando, por 15, 20, 30 minutos. Estamos presos em um silêncio estranhamente constrangedor, quando de repente Kai quebra o mesmo.

- Qual seu nome completo? - Ele pergunta calmo, parecendo realmente interessado. 

- Do Kyungsoo, e o seu?

- Kim Jongin - Ele responde baixo.

-Então porque Kai?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...