História Qualquer - One Shot - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World)
Personagens Maya Hart
Exibições 31
Palavras 344
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem...

Capítulo 1 - Qualquer -One


Fanfic / Fanfiction Qualquer - One Shot - Capítulo 1 - Qualquer -One

 Vacilante, a garota abriu o envelope. Poderia ser apenas a foto de uma família qualquer: uma criança qualquer no colo de uma mãe qualquer,  abraçada por um marido qualquer. Mas não era.

  O "marido qualquer" não era um marido qualquer. Era o pai de Maya, que havia abandonado a garota e sua mulher meses atrás.

  Ela se lembrava dos sussurros de seus pais quando eles achavam que ela estava dormindo. Mesmo sendo uma criança tão jovem, sabia que algo realmente grave estava acontecendo em sua casa.

  Mas conservava a esperança de que, a qualquer momento, seu pai passaria pela porta, talvez trazendo presentes. Ele afagaria sua cabeça,  sorrindo, e então abraçaria sua mulher.

  Porém essa esperança foi esmagada no peito da pequenina enquanto ela observava a foto em suas mãos.

  Lágrimas pingavam no cenário, que consistia em uma cadeia de montanhas. Maya sabia que montanhas eram aquelas. Devia haver dezenas de fotos desse lugar espalhadas em sua casa. Afinal, aquele era SEU lugar. O lugar que visitava durante os feriados, o lugar onde ralou os joelhos pela primeira vez, quando brincava de se esconder com os pais.

  Mas agora era o lugar da nova família de seu pai. Essa outra criança brincaria com os pais, talvez se escondendo na mesma árvore que Maya. Ela cresceria, e teria o apoio do pai - nas comemorações da escola, na formatura, no casamento.

 Porque aquela criança não era Maya. Aquela criança não era um erro. Aquela criança,  sim, essa criança daria ao pai o orgulho que Maya não pode dar.

  Largando a foto na mesa, a pequenina correu para o quarto com os olhos azuis carregados de lágrimas. Não conseguiria, nunca, tirar a culpa de si mesma.

  Em sua cabeça,  ela era a culpada por seu pai ter buscado conforto em outra família. Ela era a culpada pela dor da mãe, por ser uma decepção. E sempre seria esse buraco negro, puxando a todos para esse poço de infelicidade.

  Porque em sua inocência de criança, se recusava a enxergar que o erro talvez não fosse dela .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...