História Qualquer um, menos ele! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters, Supernatural
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Bobby Singer, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Isabelle Lightwood, Raphael Santiago, Sam Winchester, Simon Lewis
Exibições 60
Palavras 454
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora, eu estava finalizando outra fanfic, mas agora pretendo postar um cap novo pelo menos uma vez por semana.

Bjs e n desistam de mim 😂❤

Capítulo 2 - Quando o passado volta...


Pov narrador

Bobby apenas deu de ombro e olhou para os jovens à sua frente que se encaravam sem piscar.

Isabelle olhava para o loiro com uma fúria assassina enquanto Dean olhava para a morena com um certo ressentimento.

-Jo, me traga três cervejas por favor, a gente vai precisar! -disse Bobby para a garçonete loira que era filha da  dona do bar.

-Eu prefiro um Whisky duplo! -falou a morena para a amiga.

-Você que manda Izzy. Quando vai me ajudar com aquilo? -Disse a garota que devia ter uns 16 anos.

- Que tal esse sábado? Antes que eu saia para um caso novo?

-Me parece ótimo, obrigada! -disse a loira saindo para buscar os pedidos.

-Você esta muito mais bonita do que eu me lembrava. -comentou Dean.

-Vai se fuder Winchester! -respondeu Izzy com rispidez.

-Olha, eu não sei porque me odeia tanto, aquele dia eu...

-olha, eu não quero saber. Nós vamos trabalhar juntos e só isso, não vamos ser parceiros e muito menos amigos! -O tom de voz da garota havia aumentado o suficiente para que as pessoas ao redor ouvissem.

-Olha, eu não sei oque aconteceu com vocês naquele verão, mas eu sei oque vai acontecer com vocês agora: vocês dois vão calar a boca e me ouvir! -disse Bobby em um tom autoritário.

Os dois jovens ficaram em silencio e só abriam a boca para tirar alguma duvida sobre o caso ou para tomar um gole de suas bebidas.

-Então nos encontramos no sábado a noite e vamos até Massachusetts verificar se eles ainsa estão lá. Se estiverem nós verificamos o movimento e tentamos descobrir como mata-los, se não estiverem nós vamos pra casa do Bobby e reagrupamos - falou a garota explicando o plano final.

-Tudo bem... Izzy sera que podemos conversar sobre aquilo? - perguntou Dean incerto de algo pela primeira vez em muitos anos.

-Não, Winchester, não podemos. -disse a garota se levantando e abraçando Bobby -Nunca vou poder te agradecer o suficiente por me ajudar tio.

-Mate aqueles desgraçados e tudo vai valer apena! -disse Bobby bagunçando o cabelo da garota que ele viu crescer.

Isabelle sorriu e beijou as bochechas do homem e se virou para ir embora, mas parou na porta e disse sem se virar:

-Nos encontramos aqui às 20:00, Winchester. Vê se não me deixa plantada te esperando -“novamente" completou mentalmente antes de ir embora de vez.

-Eu não sei que idiotice você fez com Izzy naquele verão, mas se você magoar ela de novo eu acabo com você Dean! -O tom do Bobby era reprovador como o de um pai que quer proteger a filha de mais sofrimento, e na verdade era isso que o homem queria fazer.


Notas Finais


Eai? O que acharam piratinhas?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...