História Quando ele se foi - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Hunhan
Exibições 25
Palavras 906
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alô, alô.
Então, gente, essa é a minha primeira fic de Kpop postada (e eu estou realmente surpresa por ser uma HunHan e não uma JiKook) que esu escrevi para um trabalho de redação e, como eu gostei do resultado, resolvi postar aqui.
Só isso mesmo, espero que gostem :)

Capítulo 1 - Capítulo Único


 

Sehun encarava o celular mais uma vez, relendo a manchete da notícia que tanto o machucava. Ele sabia que Luhan estava insatisfeito com algumas coisas em relação ao grupo e a empresa, mas nunca passara por sua cabeça que o mais velho iria largar tudo assim: abandonar seus amigos, abandonar o EXO, abandonar sua fãs, seus sunbaes e, pior de tudo, abandonar Sehun. O rapaz levantou apressado, enquanto enxugava as lágrimas que teimavam em sair de seus olhos, e foi procurar o outro. Procurou desesperado por toda a empresa, não encontrando Luhan em lugar algum. Foi quando encontrou Jongin e o questionou sobre onde estava o chinês. O rapaz o olhou com pena, antes de lhe dizer que o outro tinha ido para o dormitório, então Sehun percebeu: Kai já sabia da saída de Luhan. Sem perder tempo, o mais novo correu para fora da empresa, enquanto ouvia o dançarino gritar seu nome. Correu tão rápido que suas pernas pareciam que iriam partir ao meio, mas o rapaz não se importou e só parou quando chegou na frente do prédio do dormitório. Respirando fundo, Sehun entrou no dormitório e correu até o andar que era a casa dele. Foi só quando chegou na porta do apartamento que ele soltou o ar, que nem sabia que estava segurando, e girou a maçaneta. Não precisou andar muito para encontrar Luhan, pois o rapaz estava parado na sala, com suas malas ao redor. A visão das bolsas fez os olhos do mais novo se encherem d'água, mas ele as segurou, não iria chorar, não agora. 

- Então é verdade? - questionou - Você vai nos deixar?

Luhan se virou para o outro rapaz e começou a andar na sua direção, mas parou ao ver o loiro se afastar de si. 

- Sehunnie, por favor, entenda... - suplicou.

- Entender o que, hyung? Entender o que? Entender que nós vamos parar de viver juntos? O que você iria embora sem nem se despedir de mim? - gritou Sehun, inconformado.

- Eu nunca iria embora sem falar com você! Nunca faria isso!

- Como eu posso saber? Como posso confiar em você, agora que você quebrou o nosso lema? We are one, Luhan, lembra? Somos um, ou melhor, éramos, já que você decidiu cair fora e ser feliz longe de nós!
Sehun percebeu que havia falado demais quando o chinês se precipitou sobre ele, tomando a gola de sua camisa em suas mãos e o empurrando contra a parede.

- Você acha que eu estou feliz? Me diga, Oh Sehun, eu pareço feliz, para você?

E ele realmente não parecia, com seus olhos vermelhos, com olheiras e, o pior, sem o brilho de diversão infantil que o loiro tanto amava.
Sehun retirou as mãos de Luhan de sua camisa, apertando seus punhos antes de larga-los e questionou:

- Por que não me contou que iria nos deixar, hyung?

Os olhos de Luhan se encheram d'água antes dele responder:

- Eu sabia que você ficaria abalado, Sehun, por isso resolvi não contar antes. Eu não queria te machucar, Hunnie, não queria acabar com o que nós temos.

E, foi aí que o loiro explodiu:

- Ah, sempre  me protegendo, não é, hyung? Sempre me tratando como uma criança! - as palavras saíram como veneno da boca do mais novo, que olhava para o teto com uma pose indiferente, mesmo estando quebrado por dentro. - Mas eu vou lhe contar uma novidade, Luhan, eu não sou mais uma criança, sabia? Uma criança estaria muito abalada porque o melhor amiguinho dela está indo embora, mas olha só - olhou para o chinês, já com os olhos secos e com a tristeza camuflada com uma camada de indiferença, enquanto abria os braços e um sorrisinho sarcástico. - eu não estou! Engraçado, não é? Você pensou que eu ficaria triste, mas eu não ligo se você está indo ou não! Acabar com o que nós temos, hahaha, quer que eu te leve até a porta, brinquedinho de foder?

 

Sehun viu o mais baixo arregalar os olhos e seu queixo cair em sinal de surpresa, então o mais velho, se afastando do maknae e levantando a mão, fez algo que nunca havia feito com ninguém: ele deu um tapa em Sehun, um tapa tão forte que marcou os cinco dedos de Luhan na bochecha do outro, que recuou um pouco, assustado com a reação de seu hyung. Luhan se afastou mais um pouco do mais novo, pegou suas malas e se encaminhou para a porta do apartamento, enquanto enxugava suas lágrimas que insistiam em aparecer. Chegando à entrada, ele se virou e disse:

- Eu iria lhe perguntar se você queria ficar comigo, durante o seu descanso, ou se queria que eu ficasse aqui com você quando tivéssemos tempo, mas eu acabei de perceber, Sehun, que a minha saída do grupo tem um lado bom: ficar longe de você!

E se foi.

O loiro ficou em pé no meio da sala até ouvir o som do elevador descendo, então foi tateando em direção ao sofá, com dificuldade para enxergar por conta das lágrimas que finalmente caíam. Já sentado, o rapaz guiou as mãos trêmulas para o bolso de seu casaco, de onde tirou uma caixinha e ficou ali, encarando as prateadas alianças, que tinham seu nome e o de seu hyung, com a data daquele mesmo dia, mas do mês seguinte, quando ele pediria Luhan em namoro.
 


Notas Finais


Desculpem - me pelos erros (e pela formatação, eu acho que ficou ruim).
Espero que tenham gostado!
Bjs!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...