História Quando Eu Conheci Você... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Bts, Jikook, Namjin, V-hope, Yoongi
Exibições 19
Palavras 1.425
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Este é o segundo capitulo. Espero que gostem.
:D

Capítulo 2 - Conseguiu Se Superar - Pt. 1


Apenas talvez, não fosse tão ruim assim sair com JungKook. Mas Jimin se arrependeu completamente de ter pensado tal coisa. 

   Nesse momento os dois se encontravam na ilha da Estátua da Liberdade. Jeon adorava tirar fotos. O total oposto de Park, que odiava. E para a sua infelicidade, o mais novo fazia questão de que Jimin aparecesse em todas as suas fotos, ou seja, isso resultava um Park  tendo que sorrir e abraçar JungKook a cada dois minutos que ele pedia a algum desconhecido que passasse por ali para que tirassem fotos dos dois juntos. 

     Park estava se sentindo como o namorado de JungKook, fazendo um passeio turístico em uma cidade que ele não conhecia. Mas a verdade é que isso estava realmente acontecendo, só que ao invés de namorado, ele era a babá de um garoto de 19 anos.

     — Jimin-hyung, eu estou com fome. – resmunga o menor, olhando para Park.

    Jimin estava olhando fixamente para o nada, sentindo o olhar de JungKook queimar sobre si. Apenas o fitava, esperando alguma reação de sua parte. Jimin apenas o olhou e assentiu com a cabeça, vendo a oportunidade perfeita para irem embora dali. O menor também estava com fome. Já anoitecia e já estavam ali por horas.

    — Vamos comer então. – meneou a cabeça em direção a saída, pegando a mão de JungKook e o puxando.

   O maior podia ser mais lerdo do que Park pensava. Quase se perdeu umas 12 vezes, apenas hoje, sem exageros. 

    Jimin só soltou a sua mão quando estavam dentro da barca que os levariam de volta para a cidade. Sua única vontade agora, era de estar em casa, dormindo em sua cama confortável. A esta hora, já estaria em casa, mas parece que está de plantão, tendo que ficar com JungKook até que o garoto o dispense.

 [...]

     Estavam satisfeitos. Park Jimin adorava comer. Era uma das únicas coisas que ele sabia fazer. Comer, dormir e recepcionar pessoas. E como o — adolescente rico e extremamente irritante — pagou tudo o que Jimin pediu, o agradara muito. Jeon havia ganhado um ponto com ele.

      — Bom, JungKook, acho que já podemos ir embora, certo? Está tarde e eu ainda tenho que te deixar no hotel e ir para casa. – disse tranquilamente, ignorando a leve dor no estômago, que reclamava pela quantidade de comida que recebera. Só torcia para que Jeon quisesse ir embora assim como o baixinho.

    JungKook terminava de comer um dos vários pretzels que havia comprado. Jimin recomendou que comprasse um, mas Jeon gostou tanto, que comprou uma enorme quantidade. Seu olhar se ergueu para Park ao ouvi-lo. 

     — O que? Você não vai dormir comigo? – JungKook estava quase gritando — Vai me deixar dormir sozinho naquele hotel enorme? Você tem que dormir lá comigo, Jimin-hyung! 

    Foi aí que Park teve a conclusão que sim, ele era uma criança mimada, irritante e persistente. Se Jimin não fizesse o que ele queria, certamente teria problemas com Trevor. Então era melhor fazer as suas vontades. O problema seria ter que dormir no pequeno sofá que fazia parte dos móveis da enorme suíte. Lá era constituído por apenas uma enorme cama, obviamente a que Jeon dormiria.

      Ele só queria terminar logo sua faculdade, que havia trancado pela falta de tempo, mas conseguiu reorganizar-se e agora poderá voltar no mês que vem. Sem mais delongas, Jimin apenas queria realizar seu sonho de ser um dançarino e um cantor profissional. Todos duvidaram dele, mas o Park tinha mais determinação do que qualquer um imaginara. E só voltaria para a Coreia quando realizasse seu sonho.

       — Sim, JungKook. Eu vou dormir com você. Vamos apenas passar no meu apartamento para pegarmos algumas roupas minhas. Tudo bem por você? – Jimin fixou seu olhar em Jeon, sem expressar qualquer emoção. 

    O mais novo apenas assentiu e permitiu-se sorrir, não escondendo a felicidade por saber que Jimin dormiria com ele. JungKook apenas foi para um país do outro lado do mundo na intenção de ter alguém presente em sua vida, já que seus pais eram mais ausentes do que nunca, e o recompensavam mimando-o. Isso o deixava de certa forma um pouco carente.

    Ele não sabia se Jimin dormiria com ele apenas por causa do seu emprego ou por livre e espontânea vontade. Mas queria acreditar que o mais baixo estava indo por ele, e isso o deixava feliz. Já estava cansado de ser bajulado por babás, empregados e até mesmo amigos interesseiros. Park Jimin não demonstrava ter interesse em seu dinheiro, por que não se preocupava em tratá-lo tão bem como todos faziam. E foi por esse motivo que assim ao falar com o mais baixo atrás daquele enorme balcão no hall de entrada do hotel - o tratando de maneira sarcástica e meio impaciente - que pode perceber. Ele apenas queria uma coisa: um amigo verdadeiro. E Jeon pensava que poderia encontrar isso em um coreano baixinho e resmungão.

     Park apenas se levantou, esticando seus músculos que estavam um pouco fracos devido ao cansaço repentino em seu corpo. Ele começou a caminhar, sem antes de ter certeza que o maior estava o acompanhando. Jimin estava cansado para qualquer coisa. JungKook realmente sabia esgotar alguém.

     Seu apartamento ficava perto do restaurante onde estavam, então foi fácil até chegarem. O problema é que seu andar fica no terceiro andar e a criançona ao seu lado não andava de elevador.

      — JungKook, você tem que perder esse medo de elevador. Eu estou com muita preguiça de subir escadas. — A voz do menor saía arrastado conforme ele falava.

   Jeon abriu um sorriso um tanto sapeca e em poucos segundos - que Jimin nem conseguirá processar - pegou o mais baixo no colo. A única reação Park foi segurar nos ombros largos do garoto, com medo de cair. Seu olhar se ergueu para encarar JungKook, encarando-o com descrença e confusão visível em seu olhar.

      — O que você está fazendo? – Sua voz saiu em um fio, o que o surpreendeu um pouco.

    JungKook apenas deu de ombros e caminhou até os degraus, começando a subir as escadas, sem nem ao menos saber onde era o andar do apartamento do mais velho. Jimin segurou seus ombros com ainda mais força.

     Se perguntou como alguém tão jovem como Jeon JungKook teria tanta força. Jimin não era nem um pouco magro para ser carregado enquanto o outro subia as escadas.

     — JungKook... Eu vou cair! Meu apartamento é no terceiro andar e... — A risada que o mais novo soltou, calou Park.

    — Calma, Hyung. Apenas quero que não se canse mais por minha causa. — O mais alto fala, exibindo um sorriso de tirar o fôlego.

     Após isso, um sorriso verdadeiro surgiu em seus lábios. Já era a quarta vez no dia que ele sorria daquela forma. Por mais que JungKook fosse um bebê irritante, ele sabia como divertir alguém, isso quando não estava fazendo alguma tolice.

    Ao chegarem no terceiro andar, Jeon colocou Jimin no chão, de pé. Por mais que soasse um pouco estranho, o mais baixo sentiu um pouco de falta dos braços fortes de JungKook envolta de si. O que estaria pensando, Park Jimin?

      Ele apenas ignorou tal pensando absurdo e parou a frente da sua porta que era próxima da escadaria. Pegou o molho de chaves em seu bolso, selecionando a chave da porta, logo a destrancando.

    Sua mão quente tocou a maçaneta gélida, a girando lentamente. Abriu a porta de forma lenta, se arrependendo logo após ao ver a cena que presenciara. 

   Kim TaeHyung - seu melhor amigo, que no caso, dividia o apartamento com ele - e Jung HoSeok - seu ex-namorado - se beijando no sofá. TaeHyung se encontrava no colo do outro enquanto se beijavam ferozmente. Ainda não haviam notado que a porta foi aberta.

    Flashbacks de quando HoSeok terminou com ele por estar gostando de outro, veio a sua mente, assim como quando TaeHyung contará ao amigo que estava apaixonado. 

   Agora tudo fazia sentido para Jimin.

    Os dois finalmente, após longos e demorados segundos, perceberam que alguém os observava. Então cessaram o beijo e olharam em direção a porta, vendo uma Park Jimin à beira das lágrimas. TaeHyung arregalou os olhos assim como HoSeok. Ambos não tinham reação. 

     JungKook apenas entrou no apartamento e olhou para os dois garotos no sofá.

    — Jimin-hyung, porque tem dois caras se pegando no seu sofá? — Pergunta, fazendo os três ali presentes olharem em direção ao garoto, visivelmente surpresos por seu comentário. 

    De qualquer modo, aquilo fez Jimin rir, o que foi mais surpreendente ainda. Mesmo em situações como essa, JungKook conseguia se superar no quesito da falta de noção.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!! Até o próximo.
Kisses 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...