História Quando eu era pequena... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 14
Palavras 768
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá!! Como estão? Vim avisar que a fanfic é completamente autoral! Se quiser repostar em algum lugar peço que me chame em uma das minhas redes sociais, que irei deixar nas notas finais! Até o um futuro próximo ~

Capítulo 1 - Capítulo único - ela me ensinou algo


Fanfic / Fanfiction Quando eu era pequena... - Capítulo 1 - Capítulo único - ela me ensinou algo

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou algo: "todos somos iguais, não importa as diferenças". Eu soube seguir a regra dela, e os outros?

Hoje, eu assisto "The noite com Danilo Gentili" apenas pelo fato de poder ver o Lobão, ou pessoas que eu admiro. Ele falou uma fase, uma bela frase: "o Brasil é um arraial", vós não entendeste? Que se foda então, mate-se tentando adivinhar. Sim, eu sou uma menina rebelde.

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou algo: "se você realmente gosta de uma pessoa, a trate bem que ela te tratará bem". Eu soube seguir a regra dela, e os outros?

Eu apenas permaneço olhando esse mundo apodrecer juntamente aos humanos. Que mundo podre, eu cansei de esperar uma mudança. Eu apenas vou assustar a TV senado e rir da cara dos homens, que por sinal... Tens feitos caras de tédio, como "caralho, por quê eu não estou fudendo na Califórnia agora? Tanto dinheiro e estou aqui, gastando meu tempo". Que porra, hein?

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou: "seja sincera. Pessoas que tem a capacidade de depositar uma crítica, construtiva ou negativa, têm futuro aqui".

Eu segui a regra dela, e os outros?

No dia que eu me declarei para aquela menina, ela falou: "VOCÊ É MEDONHA, NOJENTA!!!". Aquela vadia preconceituosa, que arda no fogo mais quente do inferno.

Qual o problema em gostar de uma pessoa com o mesmo gênero que você? Vá a merda, não tem diferença! Se você gosta dela e ela gosta de você, deixe essas pessoas serem felizes!

Não, eu não tenho preconceito com pessoas que têm preconceito. Apenas acho que elas deveriam ser menos escrotas por achar que ser lésbica/gay/bissexual não é normal.

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou: "sonhe, confie e conquiste". Eu segui a regra dela, e os outros?

Quando eu decidi, que me assumiria bissexual, eu contei a ela com lágrimas em meus olhos, eu pronunciei palavras que com certeza só diria a ela, somente a ela. Ela chorou comigo e me abraçou, disse palavras doces e gentis para me acalmar. Por fim... Pediu para que eu tomasse cuidado com a minha escolha. Ela era realmente uma pessoa maravilhosa, por quê? Pelo fato de eu não ter um pai, minha mãe me criou sozinha, para eu ser a pessoa mais livre desse mundo e é assim que eu quero ser, sem chances, não quero ser de outro jeito.

Quando eu era, pequena minha mãe me ensinou: "se for para mentir, minta, mas faça isso valer a pena". Eu segui a regra dela, e os outros?

Quando eu bati em uma menina, por ela ter falado a minha melhor amiga, "sua vadia, vai lá pegar a sua namoradinha. Comer a vagina dela, nojenta, asquerosa, medonha, você não merece viver nesse mundo", aquela vadia... como tem coragem em dizer isso a uma garota tão doce?

Eu bati, eu bati nela com toda a minha força. Minha mãos, cotovelos, pernas e cabeça, estavam sangrando por bater tanto nela. Ela mereceu, mas eu também não tinha que ter batido tanto.

Meses depois, eu soube que ela tinha tido uma fratura no maxilar por causa de mim. Foda-se, eu ergui meu queixo e segui em frente.

Dias depois, a minha melhor amiga me perguntou:

"- Por quê bateu tanto nela?"

"- Ela lhe xingou e te feriu, nunca iria aceitar isso"- eu respondi calmamente.

"- Ela não merecia isso tudo"- confessou, que trouxa, tudo porquê ela é doce.

"-... Mereceu, ela falou muitas coisas a ti, ela feriu meu orgulho..."

Burra eu fui. Ela era meu orgulho, PORRA!!! EU FUI TROUXA E NÃO PERCEBI!!!

Eu menti depois, mas valeu a pena.

"Eu... Não te amo, mas sei que você gosta dela, você vai conseguir, se esforce!". Eu amava ela, porra, e eu menti para deixar ela melhor.

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou:"você não viverá para sempre, por isso... Seja feliz"

Quantas coisas eu já fiz? Fumei, bebi, transei, amei e sedi, eu vivi... Hoje eu posso dizer isso, sem arrependimento.

Velha e louca, cá estou eu...

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou: "viva! Siga regras, quebre regras, faça regras, mas viva! Apenas não tome o caminho errado". Eu vivi, mas tomei o caminho errado. Pois bem, cá estou eu... Presa a uma camisa de força e sendo forçada a tomar remédios. Eu vivi... Mas, errei.

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou algo: "seja feliz". Eu segui a regra dela, e os outros?

Vivemos em um lugar com poucas chances de salvação. Todo dia uma pessoa morre, todo dia uma mulher é estuprada, todo dia uma pessoa sofre homofobia.

Quando eu era pequena, minha mãe me ensinou algo...


Notas Finais


Acabou? Mas já? Que leitura rápida, meu caro... Pois bem, se quiser repostar a minha oneshot em qualquer lugar, peço que primeiramente me chame no privado para pedir minha permissão, segundo, me fale o lugar onde você postará, terceiro, coloque o link do meu perfil para eu poder me certificar que realmente cumpriu com as "regras" lhe darei quando me chamar.

Espero que todos tenham entendido o significado da oneshot, a qual deu trabalho para escrever, mas valeu muuuuuuuuuuito a pena!


Redes sociais:

Amor doce amino: http://aminoapps.com/p/prdjiq


Otanix: http://aminoapps.com/p/88oavn

Tumblr amino: http://aminoapps.com/p/d1tj2b

Tumblr: yukki-ackerman


Hey, nos vemos na próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...