História Quando minha vida mudou - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Personagens André Alencar, Benjamin, Chloé, Dóris Jardim, Felipe Vaz, Isabela Junqueira, Joaquim Vaz, Julia Vaz, Lola Alencar, Manuela Agnes, Mateus Jardim, Omar Ferraz, Priscila Meneses, Sabrina, Téo Cavichioli
Tags C1r, Chlomar, Cumplices, Isabela, Jobela, Judre, Mabrina, Majo, Manuela, Mateo, Prijamin, Teobela
Exibições 184
Palavras 2.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


No capítulo anterior, Lola interrompeu JuDré, no fim do ensaio da Cúmplices! Agora que ela viu os dois, o que vai acontecer?

Capítulo 23 - Infernizando


Fanfic / Fanfiction Quando minha vida mudou - Capítulo 23 - Infernizando

POV Júlia ON

Ok, Lola flagrou eu e o irmão dela nos pegando.

Agora ferrou tudo mesmo.

“Lola, isso não é o que você tá pensando!” O André disse, se virando pra ela.

“Será?” Ela fez uma carinha.

“Lola!” André olhou bravo pra ela “A gente só tava... A gente só tava...”

“Eu sei o que tavam fazendo.” Lola cruzou os braços.

O André se levantou, bravo com ela “Escuta, aqui, garota...”

“André, para.” Eu disse. “Vem cá, Lola, senta aqui no sofá.”

Ela veio e sentou do meu lado. “O que é?” E Tava toda risonha com o que tinha visto.

Tentei explicar com calma “Eu e o seu irmão... A gente tava sim se beijando.”

“Júlia!” André reclamou pois eu contei a verdade.

“Quieto, André.” Eu mandei. “Escuta, Lola, a gente tá ficando sim, mas ninguém pode saber ainda. A gente vai contar tudo depois, quando for a hora certa. Até lá, peço que guarde segredo, dos seus pais e dos nossos amigos. Ok? O André mesmo vai contar para os pais dele quando se sentir confortável.”

“Tá bem, eu entendo.” A Lolinha sorriu.

André suspirava, aliviado.

“Obrigada pela ajuda, fofa!” Eu abracei a minha futura cunhadinha.

 

Então, depois que Lola saiu da sala.

“Como você consegue se dar bem com ela?” André perguntou. “Tipo, ela é insuportável.”

“Só você acha isso.” Eu encarei André “Mas é coisa de irmão. Você é amigo dos meus dois irmãos e sabe como são as coisas lá em casa também.”

“Verdade.” Ele deu um risinho concordando .

Nessa hora a campainha tocou e o André foi ver quem era que tinha chegado.

POV Júlia OFF

 

-----------POV Isabela ON-----------

 

Felipe tinha ido no banheiro com uma indigestão por ter comido demais no almoço.

Foi a chance para eu e o Joaquim ficarmos sozinhos na sala de ensaio.

“Essa nossa música juntos vai ficar demais.” Ele falou.

“É...” Respondi.

“Você pode postar no seu canal pessoal do youtube também, nunca mais colocou nada lá.”

“Você ainda visita aquilo?” Me surpreendi.

“É claro, eu gosto de ver você cantando, tenho saudade dos vídeos.”

“Ah...” Eu me constrangi um pouco “Não sei se vou continuar com aquele canal.”

“Por quê? Era ótimo!”

O que Joaquim não sabia é que nos primeiros vídeos, era a Manuela que cantava... Eu pedia pra ela. Por isso que ele gostava tanto, ela era bem mais talentosa do que eu.

“Esquece o canal, Joaquim, que tal a gente pensar na nossa composição própria?” Eu disse pra ele, indo direto ao ponto.

 

André entrou no quarto de ensaio “Isabela, o Damião chegou pra te buscar.”

“Ah tá bom, diz pra ele que já to indo.” Falei. E então o André saiu.

Virei pro Joaquim “Preciso ir.”

“Bom, então a gente se fala depois.” Ele sorriu, largando a guitarra. “Até amanhã.”

“Até amanhã.” Eu fiquei na ponta dos pés e dei um beijinho nele... Que logo acabou virando um beijão, com direito a mão no quadril e tudo mais.

Depois de alguns segundos nos separamos, eu dei um sorrisinho discreto, ele acenou feliz, e eu sai pra ir pra minha casa.

POV Isabela OFF

 

-------------Enquanto isso, na casa de Priscila-------------

 

POV Priscila ON

Eu já tava estressada. Omar e Benjamin estavam ali pro ensaio da Insanity, mas nada da Chloé chegar! Essa menina me irrita muitooooo, gente!

“E Aí, Pri.” Benjamin veio puxar assunto...

Eu mereço?!

“Fala.”

“Sobre aquilo de manhã... Do André tentando falar com você... Eu dei uma lição nele.”

“Ah, obrigada. O que mais?”

“Nada, eu só queria dizer que na próxima festa, você pode ir comigo, eu jamais vou te abandonar no meio de um baile.”

“Tá bom, Ben, agora para de falar disso, ok? Cansei dessa conversinha, é passado.”

“Poxa, Pri, eu só tava tentando ser gentil.”

Eu reclamei para os dois garotos “E essa Chloé que não chega? Já to pensando em arrumar outra pessoa pra tocar baixo!”

 

Então ela entrou de surpresa na sala de ensaio, do nada.

“Oi genteeee!” E tava toda sorridente... Lá vem coisa ruim.

“Oi, Chloé!” Omar correu até ela, feliz também. Ele era claramente doido por essa menina. Mesmo ela tratando ele igual criancinha.

“Oi, amiguinho.” Ela virou pra todos nós “Gente, eu tava com um amigo meu, ele é técnico de informática e vai dar um jeito de administrar nosso canal no youtube, estamos crescendo bastante, e isso tem tudo pra melhorar ainda mais a nossa banda!”

“Boa, Chloé!” Benjamin elogiou.

Eu só bufei, chateada. “Vamos ensaiar de uma vez, senhorita atrasada.”

Droga, essa garota sempre tem as melhores ideias, eu fui muito burra em ter convidado ela pra banda, pra ela ficar com tanto destaque.

Agora não tinha mais o que fazer.

POV Priscila OFF

 

------------No dia seguinte, na escola, antes da aula------------

 

POV André ON

Cheguei à aula ainda pensando em como pedir a Júlia em namoro...

Mas primeiro a gente precisava se preocupar em não deixar mais ninguém descobrir. Já nos descuidamos com a Lola e poderia ter dado problema.

 

Quando eu estava passando pelo pátio, uma bola de futebol acertou as minhas costas “Aí!”

“Joga a bola de volta!” Um cara gritou.

Eu virei pra ele e joguei, e só depois vi que era o Benjamin.

Ele chutou a bola em mim de novo, acertando dessa vez o notebook que eu segurava no braço.

O note caiu no chão com a bolada. “Ah, não!”

Eu fui pegar, só tinha trincado a tela, ainda estava ligando, que sorte!

“Você fez de propósito!” Eu gritei pro Benjamin.

“Fiz, e daí?” Então ele veio até onde eu estava, junto com o Omar, o Pedro e outros colegas nossos.

“Se tivesse estragado...” Eu encarei ele.

“Você ia fazer o quê?” Benjamin cruzou os braços “Fala, Andrézinho, o que você ia fazer?”

“Eu ia...” Balancei a cabeça, me mordendo de raiva.

“Ele ia ficar bravinho, olha só...” Omar também ficou me zoando. Então ele me empurrou e os outros garotos também, e saíram de lá rindo.

 

Quando esses caras vão me deixar em paz? Desde ontem isso só piorou, e tudo por causa da Priscila. 

O Benjamin tentava descontar em mim por ela ter me escolhido para aquele baile!

 

Quando eu já tava me levantando, o Felipe, irmão da Júlia, chegou correndo. “Preciso da sua ajuda, André!”

Ele parecia desesperado “O que foi Felipe?”

“O meu irmão e eu estamos brigados por causa da Isabela, então sobrou você como o garoto mais velho que eu conheço.”

“E daí?”

“E daí que eu preciso de conselhos amorosos. Sei que você não pega ninguém, mas eu preciso de ajuda!”

Vai nessa, Felipe. Não pego ninguém, mas você nem imagina que eu to com a sua irmã! Hahahah!

“Que tipo de ajuda?” Perguntei.

“Ajuda amorosa. Uma garota acabou me beijando no baile, o nome dela é Dóris. E desde aquele dia, eu não encontrei ela por aqui, e sinto que vou ficar com vergonha quando encontrar. O que eu devo dizer?”

“Mas vocês não estão namorando, né?” Perguntei.

“Não, ela só me beijou na despedida da festa.”

“Então ela gosta de você, cara.” Eu falei “Seja você mesmo. Se ela te beijou, quer dizer que não precisa fazer nada diferente do que você já é, ela vai gostar, não importa o que falar.”

“Isso não me ajuda muito.”

“Vai por mim, Felipe. Só não diga que ama ela, essas coisas, que isso espanta as meninas. Fale com ela como se nada tivesse acontecido, convide pra tomar um café. Nem precisa falar do beijo na hora.”

“Essa sim é uma ótima ideia!” Ele sorriu “Obrigado, mestre!”

“E como está sua irmã?”

“Irritante como sempre! Tchau, André!”

Ele apertou minha mão e então saiu. Logo o sinal tocou e eu fui direto pra minha sala de aula.

 

-----------Horas depois, no intervalo da escola-----------

 

Assim que tocou o sinal, falei pro Joaquim que ia trocar meus livros no meu armário, para as matérias que viriam a seguir.

Joaquim foi pro refeitório e eu segui pelos corredores.

 

Peguei a chave pra abrir meu armário, e percebi na mesma hora que a fechadura tava meio destruída. O que será que aconteceu aqui? Alguém arrombou?

Quando abri o armário, notei que tava vazio e todo cheio de barro, com, aaaargh, cheiro de cocô de animal!

Fechei na mesma hora, tapando o nariz, que merda era aquela?!

“Gostou da surpresa?” Benjamin apareceu, dando risada junto com outros garotos.

“Onde você colocou os meus livros?” Eu perguntei, olhando nos olhos dele.

Omar se meteu “No lixão lá da frente, vai procurar antes que levem! Hahah!”

“Droga, preciso correr!” Eu saí correndo dali pra buscar tudo, mas assim que passei pela porta do colégio, Isabela me chamou.

“André, espera aí!”

“To com pressa, Isa.”

“É rápido.” Ela disse, então eu parei.

“O que é?”

“Sobre a piscina lá em casa, hoje a tarde. Eu te convidei pelo Whatsapp, mas você não respondeu. Joaquim, a Júlia... Eles já confirmaram. Você também vai?”

“Ahh...” Eu nem tinha visto meu Whatsapp no último dia “Tá bom, eu vou sim. Agora preciso correr, o Benjamin e o Omar atiraram meus cadernos no lixo.”

“Esses dois não tem nada com que se preocupar não? Pelo menos assim não ficam promovendo aquela bandinha sem graça, a Insanity.” isa nem se preocupou comigo, só com os assuntos dela. Típico dela isso, hahaha!

Isabela saiu dali, dando de ombros, e eu segui até o lixão pra procurar o meu material.

Esses caras estão mesmo passando dos limites!

 

POV André OFF

 

--------Enquanto isso, no pátio da escola--------

 

POV Felipe ON

Corri pelo pátio até encontrar a Dóris. Vi ela sozinha tomando um lanche. Era tão bonitinha... Não tanto quanto minha deusa Isa, mas era bem fofinha também.

Ok Felipe, aja naturalmente e chame ela pra tomar um café! Vamos lá!

Fui até ela e sentei ao lado “Oi Dóris!”

“Felipe!” Ela sorriu, que bom sinal!

“A gente não se via desde o baile!”

“Pois é.”

“Seu irmão te deu uma bronca por ter ido escondida?” Perguntei.

“Você nem imagina.”

“Coitadinha.” Eu disse “E então, quer ir tomar um café comigo qualquer dia desses?”

 

Quando ela ia responder, um garoto maior chegou e nos atrapalhou “Ei, o que tá acontecendo aqui! Quem é você?!”

“Sou o Felipe Vaz.” Respondi, um pouco com medo.

“Calma, Mateus.” A Dóris disse pro garoto maior. “Ele é só meu amigo.”

Então ele se chamava Mateus... Hum...

“Ei Felipe esse é o meu irmão Mateus.” Ela sorriu, me apresentando.

“Oi!” Eu disse, com um sorrisão.

“Oi. O que você quer com minha irmãzinha?” Ele me olhava com uma cara feia.

“Espera aí, você é o Mateus que tava junto com minha irmã Júlia no baile!” Eu me toquei na hora que era ele, eu já tinha o visto algumas vezes antes.

“Ah, lembrei de você! A gente já tinha se encontrado antes!” Ele também se tocou na hora “Mas voltando ao assunto...”

“Voltando nada.” Eu falei, tentando dar uma de esperto  “Você foi pro baile com minha irmã Júlia e eu nem posso ser amigo da sua irmã?”

Dóris concordou com a cabeça “O que ele disse faz sentido, Mateus.”

Há! Essa ele não vai poder discutir! Ganhei!

“Agora você vai ver só, baixinho!” Opa, pelo jeito ele perdeu a paciência comigo!

POV Felipe OFF

 

-----Na mesma hora-----

 

POV Téo ON

 

“E aí, galera!” Eu entrei na conversa do Mateus com a irmã dele e o Felipe.

“Oi, Téo!” Todos responderam.

“Vejo que tão discutindo aqui.” Eu sorri pra eles “Eu já conheço o Felipe, lembra de mim?”

“É claro!” O menor respondeu.

“Só sei que não quero ninguém azarando minha irmã!” Meu amigo Mateus estava mesmo bem bravo.

“Calma, cara. Eu vou conversar com o Felipe, esquece isso.” Eu coloquei a mão no ombro do garoto e então sai com ele, deixando Mateus e Dóris sozinhos.

 

Andamos um pouco, então Felipe falou “Por que me salvou dele, Téo?”

“O Mateus é meio irritado demais as vezes. É melhor ele se acalmar um pouco, ele tem muito ciúmes da irmã mais nova.”

“Entendi.”

“Mas e então, Felipe, o que conta da vida?” Eu sentei em um banco e o garoto sentou do lado.

“Sabe, Téo, eu tava pensando... Você ainda é namorado da Manuela?”

“Sou, por quê?”

“Ela é irmã gêmea da minha garota, a Isa.”

“Ah, a Isabela é a sua garota?”

“Ela ainda diz que não é, mas eu quero conquistá-la. Você tem uma das gêmeas, então pode me ajudar a conquistar a outra!”

“O quê?!” Eu me surpreendi com essa ideia.

“Sim, elas devem gostar de coisas parecidas, me ajuda, por favor, Téo!” Ele implorava.

“Vou... Vou ver o que posso fazer. A Manuela é bem diferente da Isa.” Respondi. “Mas depois a gente combina isso, tá ok?”

“Ok, obrigado pela ajuda, amigo!” Então o Felipe saiu.

 

Que situação foi essa... Agora prometi ajudar o garoto a conquistar a minha cunhadinha.

E do jeito que a Isabela fala mal desse menino, se ela souber que eu vou estar tramando com ele pra ajudá-lo a conquistar, ela vai querer me torturar e me comer vivo! Melhor torcer pro baixinho esquecer isso. 

 

E agora é hora de pensar nessa tarde, Manu e Isa me convidaram pra um dia de piscina, e eu tava louco pra passar à tarde com a minha gata!

E a irmã dela também, é claro... A gente era... meio amigo.

Eu acho.


Notas Finais


O capítulo de hoje ia ser direto o dia da piscina, mas tinha algumas coisas que faltaram no outro, e eu resolvi complementar, então a festinha na piscina vai ser no próximo! E vai pegar fogoooooo

Nesse tivemos o resto do ensaio dos Cúmplices, Isa indo embora, uma cena pequena da Insanity, André tendo problemas na escola, e esse final com o Felipe, Dóris, Mateus e Téo. Deixem seus comentários, gente, quero suas opiniões sobre tudo que aconteceu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...