História Quando o amor acontece! - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Personagens Originais, Piper Chapman
Tags Laura Prepon, Orange Is The New Black, Taylor Schilling, Vauseman
Visualizações 308
Palavras 1.892
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo fresquinho pra vocês! Espero que gostem e desculpem qualquer erro!

Capítulo 32 - ...Traição


Fanfic / Fanfiction Quando o amor acontece! - Capítulo 32 - ...Traição

- Senti tanto a sua falta! – a loira dizia manhosa.

- Eu também senti a sua. – Alex respondeu, afagando os cabelos loiros.

- Nicks! – Piper foi dar um abraço na cunhada, assim que Lorna se separou dela.

- Oi cunhadinha! – Nicky ria da reação da cunhada.

- Pipes, a gente pode entrar ou não? – Alex perguntou sorrindo.

- Lógico que podem! – a loira respondeu, rindo.

As duas irmãs entraram no apartamento, e logo Alex foi arrastada para o quarto pela namorada:

- Eu nem acredito que você está aqui! – Piper dizia enquanto beijava a morena.

- Eu vou fazer você acreditar então! – Alex começou a tirar a camiseta que a loira usava.

A boca quente da mais velha, encontrou novamente a pele do pescoço da loira, Piper soltou um gemido involuntário, seus dedos se embrenhavam nos cabelos negros de Alex, incentivando-a a continuar, a morena dava leves chupões no pescoço da amada, logo sua boca desceu até os seios da loira, os beijos foram espalhados por toda a área do colo da loira, suas mãos passeavam das costelas até a cintura da mais nova, logo o corpo de Piper foi colocado gentilmente na cama, Alex estava por cima dela, sem parar de dar toda atenção para o corpo da loira, o sutiã foi rapidamente retirado, deixando a mostra seus seios, Alex os analisou por um tempo de depois abocanhou um deles, depositando alguns beijos e leves mordiscadas, sua língua brincava com o mamilo rijo fazendo a loira gemer um pouco mais alto. Não demorou muito para que a loira se encontrasse completamente nua, assim como Alex, e foi então a morena notou uma marca roxa na parte interna da coxa da loira:

- Pipes? – chamou a sua atenção.

- Hhmm. – a loira respondeu em protesto.

- Por que tem um chupão na sua coxa? – a morena se sentou na cama.

- Que...

- Piper, me responde! Por que tem um chupão na sua coxa? – Alex a interrompeu.

- E-eu posso te explicar! – Piper se sentou, com um desespero evidente no olhar, e erguendo as mãos a frente da namorada.

- Estou esperando! – Alex respondeu. – Alias, onde está a sua aliança?

- Eu estava andando de bicicleta, e acabei caindo e batendo minha coxa no guidão! – Piper tentava explicar.

- Você tá mentindo Piper! – Alex se levantou, deixando evidente a sua irritação, e começou a se vestir.

- Não...

- Piper, onde está a sua aliança? – Alex perguntou novamente.

- Eu perdi! – respondeu sincera.

- Quando você perdeu? Foi quando você “caiu de bicicleta”? – a morena gesticulava, nervosa.

- Al...Por favor...

- Por favor o que? Você realmente espera que eu acredite nisso? – Alex se alterou. – Sabe, por que eu não vou acreditar nessa historinha? Porque se você tivesse realmente caído de bicicleta, eu saberia!

- Me deixa te explicar Alex, por favor! – Piper finalmente conseguiu completar uma frase, a loira sentia seu coração acelerado, por conta do medo.

- Eu vou te dar uma chance, de me contar a verdade. Só uma! Se você não fizer isso, eu juro que pego as minhas coisas e volto para NYC, ainda hoje, entendeu? – Alex se sentou na cama, sem olhar para a loira.

- Entendi! – Piper respondeu com lágrimas nos olhos.

- E então? – os olhos verdes se encontraram com os azuis.

- Eu conheci uma garota na faculdade, nós conversamos um pouco, trocamos algumas mensagens e ficamos um pouco próximas. Um dia, logo depois que eu falei com você, ela me ligou, me convidando pra sair e eu acabei indo, nesse dia começou a rolar um clima, mas nada mais do que isso. Ontem, depois que eu falei com você, ela me ligou de novo, e eu fui mais uma vez, a noite terminou na casa dela, eu já estava um pouco bêbada, acabou rolando. – a loira deixou as lágrimas descerem pelo seu rosto.

- Sua aliança está lá? – Alex perguntou, olhando para algum ponto da parede a sua frente.

- Ela me mandou mensagem dizendo que ia trazer pra mim! – Piper respondeu. – Al, me perdoa!? – a loira passou os braços pela cintura da morena, sem encontrar nenhum impedimento.

- Voce fez isso na mesma noite, que você disse pra mim que não ia me trair. – a voz de Alex saia baixa e ainda mais rouca. – Eu não sei nem como reagir! – a morena soltou um pequeno sorriso de nervoso.

- Al...

- Minha cabeça tá girando, meu estomago embrulhado, e parece que você acabou de enfiar um punhal no meio do meu peito! – as lágrimas desciam pelo rosto alvo da morena.

- Eu não estava bem, e a bebida não me ajudou muito... – Piper tentou continuar.

- Por favor, não fala mais nada. – Alex apoiou a cabeça nas mãos. – Eu vou pegar essa aliança! – a morena se levantou.

- Como assim? – Piper disse assustada.

- Manda mensagem pra essa menina, e fala que você vai buscar a aliança! – Alex ordenou.

- Alex...

- Vai Piper, manda logo! – a morena entregou o celular na mão da loira.

Piper não discutiu, apenas acatou a ordem de Alex, mandou uma mensagem para a garota:

- Pronto! – a loira deixou o celular ao seu lado.

- Põe uma roupa, você vai comigo! – o tom de Alex era autoritário.

A loira mais uma vez acatou a ordem da namorada, se vestiu o mais rápido que pode, e então, Alex entrelaçou seus dedos com os dela, e a conduziu para fora do quarto:

- Meninas, nós vamos sair rapidinho! – a morena anunciou calma, quando passaram pela sala.

- Tudo bem, bom passeio pra vocês! – Lorna respondeu, vendo as duas passarem pela porta.

- Tem alguma coisa errada! – Nicky disse para a namorada assim que a porta se fechou.

- Como assim? – Lorna perguntou.

- Eu conheço a Alex! Ela não tá bem! – a loira respondeu.

Piper e Alex seguiram para a casa da garota, como a menina morava perto do apartamento da loira as duas foram caminhando, Alex fazia questão de não soltar a mão de Piper em momento algum, a loira estava achando a calma da namorada muito estranha, até elas chegarem na casa da garota, foi então que a fisionomia calma de Alex, deu lugar a um rosto completamente fechado, seu maxilar tensionado era evidente, Piper apertou o interfone, avisando que já havia chego, e não demorou muito para uma garota loira, com olhos cor de mel sair da casa, no mesmo momento, Alex se colocou à frente de Piper, sua postura intimidadora e um sorriso cínico e ameaçador surgiu em seus lábios:

- Olá? – a garota disse, intrigada.

- Por favor, me dê a aliança! – Alex disse, fazendo a sua voz sair num tom intimidador.

- Está aqui! Cadê a Piper? – perguntou, procurando a loira atrás da morena.

- Ela está aqui! – Alex deu um passo para o lado, enquanto guardava a aliança no bolso.

- Pie! – a loira tentou ir até ela, mas foi impedida pelos braços firmes de Alex. – Quem você pensa que é?

- Eu sou a namorada! – Alex respondeu, fuzilando a outra com o olhar.

- Então você é a otária? – um sorriso de deboche surgiu no rosto da loira. – A Piper foi fantástica ontem, ela é tão gostosa! – provocou.

- Escuta aqui! – Alex pegou a garota pelo pescoço, e a empurrou contra a parede.

- Alex! – Piper correu até a morena, ficando ao lado da namorada. – Solta ela, por favor! – atraiu o olhar de Alex para seus olhos cheios de lágrimas.

- Cala boca Piper, e fica fora disso! – Alex respondeu. – Preste muita atenção no que eu vou te dizer, você não vai mais encostar em um único fio de cabelo dela, não vai mais olhar pra ela e muito menos pensar na Piper, se eu descobrir que você chegou perto dela, eu venho pra cá só pra te matar, entendeu? – Alex dizia apertando cada vez mais o pescoço da garota, que assustada concordou rapidamente. – Ótimo! – a morena soltou a menina, a fazenda cair no chão, e começou a se afastar.

Piper não pensou duas vezes, e correu atrás de Alex, ela não estava entendendo porque Alex ainda não havia gritado com ela, e feito um escândalo, ao invés disso, a morena se virou pra ela e fez um convite:

- Vamos tomar um sorvete? – Alex estava com um sorriso triste no rosto, e ofereceu a sua mão, para que Piper a segurasse.

- Vamos! – a loira respondeu, entrelaçando seus dedos com os de Alex.

As duas seguiram para uma sorveteria próxima, Alex não sabia o que fazer, o que pensar, sua mente era um turbilhão de pensamentos, ela estava imersa em um turbilhão de emoções, sentia o toque da mão de Piper na sua, e sentia seu coração acelerar, mas não sabia o que iria fazer. Assim que chegaram na sorveteria, fizeram seus pedidos e então Alex resolveu se sentar do outro lado da mesa, Piper estranhou a atitude, mas resolveu não falar nada, assim que os sorvetes chegaram, a morena levou a mão ao bolso, e colocou a aliança de Piper na sua frente:

- Eu não sei o que fazer! Voce acabou comigo Piper! – Alex deixou uma lágrima descer pelo seu rosto. – O que eu faço com você? O que eu faço com a gente?

- Al, eu te amo muito, eu não sei o que você está pensando em fazer, mas vou aceitar a sua decisão, eu sei que fiz merda e seu eu pudesse voltar no tempo, eu juro que não faria novamente, eu só peço que você me perdoe. – as lágrimas desciam pelo rosto de Piper. – Eu me arrependo do fundo do meu coração de ter feito isso com você!

- Se fosse qualquer outra pessoa, eu juro, que eu já estaria longe daqui! Mas você não é qualquer pessoa, e eu simplesmente não sei o que fazer. – Alex sustentava o olhar de Piper com o seu. – Eu não vou conseguir confiar em você, enquanto você estiver aqui, eu não vou ficar bem!

- Alex, você tá...

- Terminando com você? Infelizmente, sim! – a morena respondeu, vendo as lágrimas tomarem conta dos olhos de Piper.

- Por favor, não faz isso! Eu prometo pra você que não vai mais acontecer! – Piper se desesperou.

- Eu não quero fazer isso, mas se eu não fizer, nós duas vamos viver em pé de guerra, porque eu não vou conseguir confiar em você! É melhor que seja assim! – enquanto Piper chorava desesperada, Alex deixava as lágrimas contidas descerrem por seu rosto.

- Al...

- Eu vou pegar as minhas malas, e vou para um hotel! Amanhã eu volto pra NYC! – Alex dizia secando as lágrimas. – Fica com isso! – a morena entregou a aliança que usava para a loira. – Termina o seu sorvete, e para de chorar, você vai ficar bem! – Alex se aproximou e deu um beijo na bochecha da loira.

- Eu te amo, Alex! – Piper disse.

- Eu também te amo! – a morena respondeu, deixando algum dinheiro em cima da mesa e se retirando do local.

 

***

No dia seguinte, Alex se despedia de Lorna e da irmã, no aeroporto, a noite mal dormida a deixou com dores de cabeça, as olheiras eram evidentes. Já no avião, a morena não conseguia conter as lágrimas, assim que chegou no seu apartamento, tratou de ficar incomunicável, ela não queria que ninguém a incomodasse, queria apenas ficar sozinha.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...