História Quando o amor bate na porta.. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 4
Palavras 1.692
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


História inspirada em fatos reais.



Boa Leitura

Capítulo 1 - Capítulo Único


 Anna°

Eu não sei o que está acontecendo comigo, toda vez que chego perto dele fico nervosa, quando vou velo fico ansiosa já tentei me controla mas não consigo a única coisa que faz eu me acalmar é escutar sua voz, da ultima vez que o vi... nossa nem sei descrever como foi.. eu estava nervosa como de costume e ansiosa até demais, quando escutei sua voz me chamando bateu um calafrio junto com um alivio de ouvi sua doce voz me cumprimentando, aquelas famosas borboletas cujo eu achava que não passava de uma mentira percebi que não era pois toda vez que eu o via elas começavam a voar dentro de mim, fazendo uma onda de adrenalina correr pelo meu corpo, como ele consegue fazer isso comigo eu não sei só sei que adoro estar perto dele, é como se nada mais importasse a única coisa que me importava estava na minha frente sorrindo e me perguntando como havia sido meu dia enquanto tomava seu café na mesma cafeteria em que a gente se encontrava sempre para conversar. Um dia eu decide que iria falar com ele.. dizer sobre tudo que venho sentindo, falar para ele que descobrir que estava loucamente apaixonado.. pelo seu sorriso, sua voz, seus olhos negros, seu jeito doce, a forma como sempre se preocupou comigo, por tudo nele, eu estava decidida em ir falar com ele estava tudo indo conforme eu planejei, mandei uma mensagem para o mesmo dizendo para se encontrar comigo na velha cafeteria de esquina, ele disse que iria, eu ansiosa então fui e o esperei, ele chegou conversamos normalmente como de costume, até que ele perguntou o que eu tinha, disse que eu estava meio desconfortável e parecia ansiosa (risos) adorava esse jeito dele de sempre saber o que estava acontecendo sem ao menos eu dar uma palavra.. bem foi nessa hora que eu criei coragem e disse de cabeça baixa pois não tinha coragem de olhar em seus olhos porque sabia que iria ficar mais nervoso do que já estava: - Eu te amo Alison, eu não sei quando isso começou só sei que aos poucos foi me tomando de uma forma cujo não sei explicar e quando vi eu estava completamente apaixonada por você, você Alison deu cor ao meu mundo que era tão sem vida, fez eu acreditar que era possível eu amar de novo, me fez sorrir sem precisar dizer nenhuma palavra.. você me fez acreditar de novo em mim e eu só tenho a agradecer por ter feito isso por mim.. obrigada.  Quando acabei de falar Você estava de cabeça abaixada e depois de um tempo calado finalmente disse com a voz um pouco rouca e falha, você estava chorando? - Nossa você me pegou de surpresa, (risos) não esperava que fosse dizer tudo isso.. (você estava envergonhado Alison?) sabe eu queria dizer que eu também possa está apaixonado por você.. e já faz um tempinho. (risos)
Você estava rindo de nervosismo ou de mim? eu não entendia do porque você está rindo tanto, bom parecia que você tinha lido minha mente porque no mesmo momento que pensei isso você levantou a cabeça e me disse com um grande sorriso. - Não pense que estou rindo de você ok? É que eu to nervoso hahah, não espera que isso acontecesse você nunca demonstrou que gostava de mim por isso nunca te falei nada porque achava que iria rir de mim ou algo do tipo, bem também queria te agradecer.. por ter entrado em minha vida Anna.

 Dias depois...
 
 Bom hoje já faz uma semana desde de que eu me declarei para Ele e descobri que meus sentimentos também eram correspondido, não podia estar mas feliz, a gente começou a namorar dois dias depois quando o mesmo me pediu, eu estava deitada na cama olhando para teto e pensando o quão sortuda eu era por ter você até que você me ligou e da forma menos romântica possível me perguntou por telefone se eu queria namorar com você, eu ri por que você falou da forma mais natural do mundo como se tivesse me perguntando como havia sido meu dia e bom claro que eu aceitei.

 3 meses depois...
 
 Hoje a gente faz 3 meses de namoro não podia estar mas feliz.. a 1 mês atrás você me chamou para morar com você, não minto que fiquei meio receosa de ir pois era um passo muito grande que estávamos dando, perguntei se você tinha certeza e você me disse que nunca teve tanta certeza na vida e eu com um sorriso bobo no rosto disse que sim. Como de costume cheguei cansada da faculdade e fui direto para o banho e logo depois fui fazer o jantar pois daqui a algumas horas você estaria chegando, quando deu 7:00 horas você chegou me deu um beijo na testa como sempre fazia e foi tomar um banho para a gente ir jantar... depois do jantar você me disse que tinha uma surpresa para mim, eu sorrir perguntando o que era e você se ajoelhou na minha frente abrindo uma caixinha preta com duas alianças e me perguntou com o sorriso mais lindo que já vi se eu aceitava casar com você e eu entre lágrimas e sem acreditar disse sim.

 6 meses depois...
 
 É hoje.. eu estava mais nervosa do que nunca, parecia que meu coração iria explodir de tanta felicidade, eu estava no nosso quarto com meus país esperando da a hora para ir ao seu encontro no altar.. quando finalmente meu pai me disse que estava na hora eu levantei com um grande sorriso... lá estava você como estava lindo, com aquele sorriso que tanto amo estampado no rosto.. só agora que eu percebi que estava preste a casar com o homem dos meus sonhos (risos) eu fui caminhado em sua direção e já sentia meus olhos arderem e as teimosas lágrimas querendo descer, quando cheguei ao seu lado meu pai lhe deu a minha mão e com um sorriso disse cuide dela rapaz e saiu eu encontrei seus olhos e abri mais ainda o meu sorriso se isso era possível, o padre começou a falar e a cada palavra que ele dizia meu coração acelerava mais e mais e quando finalmente ele disse aquela frase: - eu vós declaro marido e mulher pode beijar a noiva. Parecia que havia levado uma eternidade para ser dita, então você me beijo quando nós separamos, ainda com as testas coladas e um enorme sorriso no rosto a gente sussurrou no mesmo segundo um "eu te amo".

 Tempos depois...

 Hoje faz 1 ano que estávamos casado, eu o esperava em casa com uma caixa nas mãos, mais ansiosa do que nunca.. finalmente você chegou fui ao seu encontro e lhe dei um simples selinho e com um sorriso bobo disse: - Comprei para você - Estendi a caixa em sua direção e com um grande e sorriso e olhar curioso você disse: - O que é? - perguntou curioso eu na disse apenas fiz sinal para abri, você me olhou meio desconfiado e abriu lá dentro havia uma camisa rosa bebê, quando você a tirou da caixa e a olhou bem, você me olhou espantado e com os olhos cheio de lágrimas e disse com a voz um pouco falha: - É.. verdade? - eu apenas disse - o que tem escrito na camisa? - "Parabéns papai".. eu vou ser papai Anna?- você disse entre lágrimas e sorrisos- Anna eu vou ser papai, meu amor obrigado- eu estava no mesmo estado que você lhe dei um abraço enquanto você ficava dizendo sem para " obrigada Anna, Obrigada por me fazer o Homem faz feliz do mundo.
 
 6 meses depois...

 - Oi minhas Marias, como estão? sabe papai está doidinho para pegar vocês duas no colo e ver como são minhas princesinhas!
 Eu estava deitada na cama enquanto Alison estava do meu lado fazendo carinho na minha barriga e conversando com nossas princesas, ele fazia uma voz fofinha e ficava desenhando corações na minha barriga com seus dedos, ele havia ficado tão bobão quando soube que iria ser papai (risos), comecei a lembrar quando a gente se conheceu o jeito que eu havia ficado quando o mesmo havia falado comigo.
 Eu estava na esquina da minha casa no telefone quando o vi na frente de sua casa e o mesmo se virou para mim e disse: - Coisa linda. Eu fiquei sem reação.. apenas sorrir e voltei para casa, eu tinha apenas 16 anos. depois de 4 anos encontrei ele de novo e então nos falamos, conversamos por um bom tempo sempre íamos na aquela cafeteria de esquina, bom com o tempo eu percebi que estava apaixonada por ele e aqui estou eu casada com o homem que eu amo e esperando dele duas lindas princesas, Maria Luiza e Maria melissa.
 
  4 anos depois...


 Eu estava sentada entre as penas de Alison encostada em seu peito o mesmo estava lendo um livro enquanto eu observava nossas meninas brincando na areia da praia tentando fazer um castelinho de areia, elas eram lindas do jeito que eu imaginava.. branquinhas das bochechas gordinhas seus cabelinhos negros igual os de Alison e seus olhinhos castanho claro, quase da cor de caramelos, elas eram uma cópia dele sem tirar ou por. - Anna, o que tanto pensar está tão calada? - falo Alison me tirando de meus devaneios, - estava pensando em como nossas filhas são iguais a você... - Obrigada Anna- ele falou e deu um beijo em minha cabeça - Pelo o que?- perguntei rindo franco - Por ter aparecido em minha vida, por ter me dado o melhor presente que uma pessoas poderia ganhar.. por tudo! - sorrir com sua pequena declaração e comecei a cantarola baixinho para que só eu e o mesmo ouvisse- " Hoje o tempo voa amor, escorre pelas mãos.. - peguei suas mãos e fiquei brincando com elas, logo Alison também começou a cantar junto a mim - Mesmo sem se sentir que não a tempo que volte amor.. vamos viver tudo que há pra viver, vamos nós permitir...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...