História Quando o sol e a lua se encontram... - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 49
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Aproximar?


Naruto POV's

Acordei cedo, e para minha surpresa eu estava de bom humor, o que era aquilo eu não lembro de me sentir assim desde...desde quando eu não me sentia assim? Nem eu mesmo sabia. Levantei fui ao banheiro, tomei banho fiz minha higiene pessoal, vesti um camisa social e uma calça jeans e um sapato.

_Bom dia!-Cumprimentei meus pais, que estavam na mesa tomando café. Nagato desceu em seguida e eu o cumprimentei.

_Bom dia querido.-Fui até minha mãe e a abracei.-Entao hoje pedirá demissão?

_Sim eu ainda tenho muita coisa a aprender sobre tomar conta de uma empresa, espero contar com a sua ajuda Nagato, bem como a sua papai.

_Pode contar comigo mano.

_Eu não sei o que essa tal de Hinata tem de especial, mas se me permitem dizer ela foi a melhor pessoa que o Naruto poderia encontrar, desde quando ele me chama de "papai", calma eu lembro a última vez, foi quando eu o levei ao parque aquático.

Nós tomamos café, finalmente como uma família, depois do café minha mãe ofereceu me levar para o Hospital, mas eu disse que Hinata passaria e me buscaria. Esperei um pouco até ver o carro de Hinata estacionar na frente da minha casam corri e falei com ela.

_Bom dia Hinata.

_Bom dia Naruto. Vejo que está de bom humor.

_Graças a você.

Decidi não fazer qualquer comentário que pudesse estragar o momento, então me acomodei nos bancos do carro, e ela logo começou a dirigir. Hinata era uma ótima motorista, então chagamos logo ao Hospital, chegamos e fomos até a onde normalmente estavam nossos amigos.

Ao chegar la, deparei-me com Sakura abraçando Sasuke, e o moreno chorava angustiado e desconsolado. Aproximei-me e assim que ele me viu tentou esconder as lágrimas, tarde demais.

_Está chorando?... Sasuke me responde!!-Falei estressado.

_Eu deixei um paciente em coma. Era meu deve monitora-lo e prescrever a medicação correta, mas como sempre o idiota aqui errou a medicação.-Eu vi as lágrimas se formarem de novo nos cantos de seus olhos.

_Para!! Você nunca foi de chorar!! Não vai ser agora, então se você realmente quer ser um médico, ou um cirurgião, você não vai chorar, porque você sabe que esses tipos de erros ocorrem! Se está preocupado com o seu emprego, não fique ai chorando pelos cantos, arranje um mentor, se dedique mais.

Sasuke me olhou confuso, na verdade todos me olharam confusos, então eu achei que tinha feito algo errado e baixei a cabeça até sentir alguém segurar o meu queixo e levanta-lo.

_Muito obrigado Naruto, mas eu tenho que dizer que não vou ser mais um cirurgião.

_Por causa de um coma, a vida do paciente talvez acabou, mas a sua, essa não essa ainda tem muita coisa pela frente.-Falei quase gritando.-Sakura fala alguma coisa. Vai ficar calada? Eu achei qu você amava o Sasuke e vai deixa-lo desistir assim?

_Naruto...

_Não Sakura, tudo o que precisamos as vezes é de um incentivo, falo por experiência própria...-As palavras desapareceram restando apenas o silêncio, Sakura me olhou indignada e depois olhou para Sasuke que se continha para não chorar.

_Naruto! Talvez voce não saiba o motivo para Sasuke desistir, ele nunca quis ser cirurgião, tudo o que ele queria era não perder para você, ele te olhava como um exemplo a ser seguido, ele não se interessa por cirurgias, e vê que você se saiu tão bem em uma, chega a ser aterrorizante para ele, já que ele acabou de deixar um homem em coma.

_Sasuke isso é verdade?

_Sim...-Um sorriso brotou em meus lábios, e todos me olharam assustados.

_Que bom que eu sou um exemplo, já que sou esse exemplo, você vai se despedir, e vai tentar ser melhor que eu no mundo dos negócios.

_Do que você está falando? Não me diga que você finalmente vai assumir as empresas de seu pai.

_Sim eu vou, e quero você como meu braço direito. Você aceita?

_Claro que sim.

_Então vamos apresentar nossa demissão.

Ele me seguiu, as garotas olhavam confusas, mas elas provavelmente sabiam que eu e o Sasuke éramos irmãos e sabia o exatamente o que o outro pensava. Seguimos até a sala de Fugaku, o pai de Sasuke, eu bati na porta e receb de la dentro uma permissão para entrar.

_Naruto, como vai? Sasuke?

_Pai, eu...

_Eu e o Sasuke viemos nos demitir.

_Sasuke isso é verdade?

_Sim pai. Eu não preciso mais ser melhor que o Naruto nas cirurgias, se ele não vai mais fazê-las.

_Isso é muito bom de se ouvir, finalmente vai deixar de fazer o que não gosta. Então falando não mais como Fugaku Uchila, e agora sendo Dr. Fugaku Uchila, dojo do hospital Regional de Konoha, eu declaro que vocês não são mais residentes desta instituição.

_Ei teme, foi bem mais fácil do que você imaginava, ein?

_Não Naruto, foi fácil demais. Pai o que o senhor quer me pedir?

_Eu e Hikoto, conversamos, ela vai se separar de Hiashi, então eu queria saber se teria algum problema, se ela e a Hinata ficassem lá em casa.

_Problema nenhum.

Saímos da sala, Sasuke tinha um sorriso no rosto, era como se ele tivesse eliminado um peso das costas. Andamos pelos corredores, até qu eu esbarrei com Shion.

_Oi Shion.-Falei timidamente.

_Naruto..?

_Desculpa ter demorado, esses são os papéis do divórcio, assine-os e só precisaremos ir no cartório, para estarmos divorciados.

_Não tem problema, assinarei e estarei presente no cartório.

_Amigos?

_Sim, amigos.

Novamente fui andando pelos corredores, Sasuke me olhava com uma cara de satisfação, por que ele me olhava daquele jeito, se ele nao estivesse ficando com a Sakura eu o chamaria de Gay.

_Por que está me olhando assim?

_Não sei apenas estou feliz em saber que seremos companheiros de negócios, e talvez eu possa te superar. Mas que tal sairmos para beber?

_Eu não posso, estou tentando mudar, e decidi que a bebida não será a minha companheira, eu vou chamar a Hinata para jantar.

_Não acha um pouco precipitado?

_Talvez, mas não custa tentar, ou posso chama-la para conversar. Eu pensando bem, ela não me disse que seus pais iriam se divorciar, será que ela não sabe?

_Não sei, mas se você for tentar se aproximar, você poderia esta com ela, ajudando-a a digerir tudo, não será fácil.


Notas Finais


Galera estava sem criatividade, mas achei que devia postar. Prometo que vou melhorar nos próximos. Fico de férias amanhã, então não se preocupem, esses episódios ficarão melhores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...