História Quando você me notar - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Colégio, Decepção, Dor, Drama, Felicidade, Festas, Romance
Exibições 19
Palavras 1.229
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente...chegamos ao final! Obrigada à todos que acompanharam e gostaram da história! Bjus!!!😘😘😘😘

Capítulo 20 - Linda História De Amor


7 anos depois....

Narradora:

- Riley minha filha corre! Você vai se atrasar! - Gritava a mulher para a menina de cabelos meios loiros.

- Mãe relaxa vai dar tudo certo! - A menina falava enquanto vestia o seu grande vestido branco.

- Tudo certo? Hahaha,Você só pode estar maluca!- Deboxou a mulher  - Riley,é capaz do seu noivo desistir de você se for desse jeito! - A menina sorriu boba ao se lembrar o porquê de todo aquele estresse.

Finalmente,depois de anos de namoro,o dia mais esperado para a menina tinha chegado.Em meio a muito estresse e felicidade,a menina sorria de orelha a orelha só de pensar que hoje estaria se casando com o homem da sua vida!

 - Dá pra acreditar mãe? - Falou a menina que depois de muito esforço conseguiu se colocar dentro do vestido - Eu vou casar!!! - Falou praticamente gritando,o que fez sua mãe se assustar.A menina se sentou na única poltrona que havia na sala e pós as mãos no rosto. - Acho que vou chorar! - Falou ela manhosa.

- Se você chorar filha...eu choro também! - falou a mulher se sentando ao lado da menina e colocando as mão sobre o rosto dela,fazendo com que o olhos marejados da menina se encontracem com os seus,que também estavam marejados. - Não chore,Vai borrar toda a maquiagem! - A menina riu.

- Você também! - Agora a mulher riu.

- Eu posso chorar sim senhor! Minha filhina está se tornando uma mulher! - Agora as lágrimas acumuladas nos olhos da mulher desciam pelo seu rosto,a menina passou os dedos para limpa-las - Te amo filha! Te desejo toda a felicidade!   - a menina não pode conter a emoção e logo começou a chorar também.

- Também te amo mãe! Agora por favor,não chore!e vamos logo antes que eu chegue atrasada na igreja.

As duas terminaram de se arrumar e saíram correndo para fora do salão,onde tinham passado o dia inteiro se arrumando.Entram em uma grande limosine laranja,foi a preferência da menina,e seguiram para a igreja.

Matheus:

Quarenta e cinco minutos,Riley estava quarenta e cinco minutos atrasada. Ótimo,fui abandonado no altar!Todos sentados nas cadeiras da igreja me encaravam, Maya sorria com um expressão de : "Fica calmo!ela vai chegar logo! " , enquanto Lucas estava sem o mínimo de interesse.

Pude ver uma limosine laranja estacionando na porta da igreja,concluiu que finalmente Riley tinha chegado.Ela Saiu do Carro com sua mãe,que foi quem a acompanhou até mim,pois o pai dela nunca apoiou muito nosso relacionamento,mas ele estava lá,e estava feliz por ela.Riley caminhava sorrindo e com cara de choro,conhecendo com a conheço,concertaza já deve ter chorando muito.

- Cuide da minha filha com se fosse sua! - Falou a mãe dela assim que chegaram no altar. Eu sorri e peguei a mão da Riley para que ela ficasse ao meu lado,logo o Padre começou o discurso.Para não demorar muito,a parte mais interessante :

- Você aceita se casar com ele? - o Padre perguntou,Riley sorriu repondeu e colocou a aliança em meu dedo. - Você aceita se casar com ela? - Sorri para Riley ( que estava chorando) respondi e coloquei a aliança em seu dedo. Pude ouvir Maya sussurrar para que Riley parasse de chorar,o que me fez rir. - Pode beijar a Noiva! - Falou o Padre e eu fiz,sem nem esitar,Finalmente casados!

Saímos da igreja e fomos para a limosine,de lá seguiríamos para o salão onde seria a festa de casamento. Riley não parava de sorrir e chorar em nenhum momento.

- Amor....Sei que Cê tá feliz...Mas deixa para chorar depois! - eu falei e ela me deu um leve tapa no ombro.

- Seu bobo! Me deixe,eu só estou feliz por finalmente ter casado com o homem da minha vida! - Ela sorriu e eu a bejei.

Chegamos no salão,muitas pessoas já haviam chegado Riley e eu fomos recpcionando a todos.Tiramos várias fotos,e Riley finalmente havia parado de chorar.

Era quase no final na festa,4 da manhã para ser mais exato,estava exausto,porém feliz e com muita energia para a lua de mel!

Estávamos tirando as últimas fotos para o álbum de casamento,na mesa do bolo, Riley e eu abraçados,de repente Riley pega no meu pulso e resmunga:

- Eu não estou me sentindo bem...- em seguida desmaia nos meus braços.

O fotógrafo correu na nossa direção para prestar apoio,a mãe e o pai dela que nos observavam de longe também.Logo saímos todos correndo para leva-la ao Hospital (menos o fotógrafo) . Não me importei em sair da festa,agora só me importava com a saúde da minha esposa.

Chegando no Hospital corremos para o setor de emergência,ela foi levada para uma sala e fizeram um pilha de exames. Eu e os pais dele ficamos sentados aflitos esperando na recepção.

- Não se apavore Matheus - o pai dela falou dando tapinhas nas minhas costas - Riley sempre foi forte,vai ficar tudo bem! - ele sorriu,por mais que ele parecesse tão preocupado quanto eu,ele tentou me reconfortar,e por mais que não gostasse tanto de mim.

- A paciente já está acorda! - Disse o médico vindo em nossa direção sorrindo - Ela quer ver todos vocês! Venham! - Ele nos acompanhou até a sala que Riley estava.Ela estava deitada,ele e os pais dela ficamos ao redor da sua cama,logo o médico que estava em frente falou:

- A paciente teve um pequena queda de pressão,nada tão grave assim....mas...- Riley agarrou minha mão como medo do que ele diria a seguir,eu olhei para ela e beijei a sua testa como um sinal de : " está tudo bem agora,eu estou aqui com você! " - Ela terá que tomar mais cuidado a partir de Hoje,se não prejudicará a saúde do bebê! - Todos sorrimos felizes por ela estar bem.

- Viu meu amor? Cê tá bem..... - Parei um pouco para me lembrar da última frase do doutor - Perae...bebê? - Perguntei olhando para o médico,ele assentiu - Vou seu pai? - O médico assentiu novamente - Pai de um bebê? - o médico parecia estar ficando sem paciência,mas assentiu novamente.Olhei para Riley que sorria ainda apertando minha mão,pelo menos ela não estava....É,agora ela estava chorando,me abracei a ela e ali ficamos.

Meses depois....

Riley:


- Matheus...Me ajuda - Gritei,ele veio correndo com uma toalha do ombro,provavelmente estava indo tomar banho.

- O que foi? - perguntou ele aflito.

- A Stella não para de chorar! Não sei o que fazer! - Matheus sorriu e veio em minha direção,se sentou a meu lado na cama. Eu estava com Stella no colo a amamentando.

- Só isso amor? Pensei que tivesse acontecido alguma coisa! - ele riu a começou a fazer carinho na cabeça de Stella.

- Aconteceu!não consigo cuidar da minha própria filha! - falei fazendo bico e olhando para Stella em meus braços. - Ele levantou meu queixo me fazendo olhar para ele.

- NOSSA filha,tem sorte de ter você com mãe,você é boa em tudo que faz,não se chatei se ela puxou muito a você...manhosa! - ele sorriu a me puxa para um leve selar.

- Eu te amo! - Susurra ele ao acabar o beijo e colar nossas testas.

- Eu te amo também! - Sorri.

Matheus:

"Sempre te notei"

"Bobo demais para admitir"

"Agora olha onde estamos!"

"Em uma linda história de amor!"


Fim.

Mas apenas o começo...


Notas Finais


😭😭😭😭 Acabou,mas espero que guardem essa história sempre no coração de vcs! Bjus 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...