História Quanto tempo! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Beatrix, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori
Exibições 76
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Hentai, Magia, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Visual Novel
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente minha primeira fic eu primeiro escrevi só para mim mas decidi compartilhar com vcs a minha fic espero que gostem!

Capítulo 1 - Chegada na casa


Pov's Maria

Maria - Mas pai eu não quero ir para aquela maldita mansão, e vc não pode me obrigar a fazer algo que eu não quero-falei.
Pai - Mas vc vai e eu não quero discussões aqui mocinha-falou meu pai com raiva.
Maria - Mas vc e o pior pai do mundo!-falei espludindo.
Pai - Chega vai para o quarto!
Fui em direção ao meu quarto bati a porta com tudo e tranquei a porta, deitei em minha cama e comecei a tentar me acalmar mas como sempre cai no sono.
No dia seguinte fui para aquela porcaria de mansão Sakamaki que parecia velha mas ao mesmo tempo nova, cheguei bati na porta pela primeira vez e ninguém apareceu, quando fui bater a segunda vez a porta abriu sozinha, pensei que aquilo era coisa do capeta mas entrei mesmo assim, quando entrei era um lugar enorme isso que era só o rall de entrada imagine a casa como era?
??? - Olá bitch-chan!- um ruivo de chapéu apareceu atrás de mim e sussurrou no meu ouvido vo confessar deu um frio na espinha.
Maria - Ha! quem e vc?-perguntei
Antes que ele pudesse responde um cara de óculos apareceu atrás dele e perguntou:
??? - Que bagunça e essa ? E quem e essa menina?
Maria-Eu sou Maria Victoria e eu sei lá que jhanho eu vim fazer aqui.
??? - Maria Victoria esse nome e familiar, mas então venha vou te apresentar a todo mundo - falou ele se dirigindo a um outro lugar onde tinha mais 4 pessoas, mais um ruivo que tinha um olhar de " vo te mata ", um outro de cabelo roxo que parece que não dorme por causa das olheira enormes, e também parecia o mais novo dali pois segurava um urso de pelúcia, outro de cabelo branco que parecia não estar nada aí comigo, e outro loiro deitado no sofá com fones de ouvido e parecia estar dormindo.
Ayato - Parece que vamos ter mais um brinquedo para o deus Ayato aqui-falou o outro ruivo se aproximando de mim
??? - Não Ayato ela e minha você já tem a Yui então vai lá para ela porque essa daqui e minha - falou o ruivo de chapéu me pegando pelo braço e me puxando para ele
Ayato - A Laito para de ser egoísta vamos dividi-la então - propôs o outro ruivo que provavelmente se chama Ayato.
??? - Chega vocês dois chega de briga, ela é uma noiva de sacrifico então ela é de todo mundo! Entenderam ?
Os dois - Sim
??? - Então vamos nós apresentar, esse e o filho mais velho Shuu,- falou apontando para o que tava deitado no sofá - eu sou o segundo filho Reiji, esse e o terceiro Ayato...
Ayato - Você ainda vai ser minha!
Reiji - Kanato...
Kanato - Ela é tão bonita, né teddy.
Reiji - laito...
Laito - Você e minha, só minha e de mais ninguém - falou me puxando para mais perto dele e me abraçando tão forte que fiquei imóvel mas tava tão confortável ali que não queria sair dali nunca.
Reiji - E esse e o último filho Subaru.
Subaru - Que perda de tempo.
Reiji - Então venha comigo vou lhe mostrar o seu quarto - segui ele até um quarto gigante lilás com detalhes em roxo com uma cama enorme e várias outras coisas - esse e seu quarto pode ficar aqui uma pouco mas não se atrase para o jantar que será daqui a meia hora.
Maria - Ok
Fui esplorar ainda mais aquele quarto que seria meu, mal tava conseguindo pensar direito o que eu faria, a primeira coisa que eu fiz foi deitar na cama que era tão macia.
Laito-Hum bitch-chan, se continuar assim vai se atrasar para o jantar - falou ele aparecendo bem no pé da cama e eu sai daquela cama e fiquei encarando ele.
Maria - Laito o que você ta fazendo aqui?
Laito - Meu quarto e bem aqui no lado - falou se aproximando de mim - parece que você gostou do abraço que eu te dei antes então que tal um denovo? Kkkkk - falou se aproximado ainda mais de mim me pegando denovo e me puxado para um abraço e da mesma forma fiquei imóvel, só que dessa vez ele me jogou na cama foi direto para o meu pescoço e deu uma lambida e logo depois mordeu e foi aí que eu percebi que ele era um...
Maria - Você e um, vampiro! - falei tentando me soltar mas não consegui porque ele me prendeu.
Laito - Agora que a minha bitch-chan percebeu, haa, mas como você e lerda para entender as coisas kkk - falou mordendo mais uma vez meu pescoço e depois começou a tirar minha blusa, mas Reiji por sorte apareceu para chamar a gente para jantar.
A caminho da sala de jantar vejo uma outra menina de cabelos dourados e curtos:
Maria - Qual e seu nome?
Yui - Yui Comori, mas pode me chamar de Yui.
Maria - ok, mas o que vc e deles?
Yui - Sou uma noiva de sacrifício.
Maria - hum.
Chegamos na sala de jantar me sentei entre Shu e Subaru, e na frente do Ayato.
Depois do jantar fui desenhar no terrasso pois amava desenhar, enquanto desenhava vi o Laito falando algumas coisas mas não conseguia identificar o que era e do nada ele olhou para mim como se eu soubesse o que ele tava falando mas não era verdade, voltei a olhar para o meu desenho como se eu não tivesse visto nada mas quando olhei pelo canto do olho ele não estava mais lá:
  Laito - bitch-Chan e feio ouvir o que as pessoas estão falando.
  Maria - eu não tava ouvindo eu tava desenhando pode ver, e o que eu ia querer com isso que você tava falando - falei e ele olhou para o desenho.
  Laito - você desenha bem! E você sabia que em noites como essa nós ficamos muito sedentos e tentamos fazer de tudo para saciar nossa sede!
  Ouvindo essas palavras fiquei arrepiada e tentei fugir mas como sempre fracassei, ele me pegou pela mão, me derrubou e cai em cima dele.
Laito - haa bitch-Chan mas não sei se e o luar mas acho que estou um pouco excitado - diz me mordendo e ficando por coma de mim - eu gosto de você bitch-Chan - diz me mordendo mais uma vez. Depois de alguns segundos ele bebendo meu sangue acabei desmaiando.

                     Pov's Laito

  O sangue de Maria era tão bom não conseguia parar mas fui obrigado pois ela tinha desmaiado. Peguei ela e quando estava levando ela para o quarto encontrei Ayato pelo caminho, parece que ele me viu carregando ela e viu as minha mordidas nela então ficou bravo e disse:
  Ayato - porque só vc bebe o sangue dela deixe a gente pelo menos um pouco - falou ele indo morder a minha bitch-chan adormecida.
  Laito - não, ela e só minha e de mais ninguém, se vc quiser um brinquedo ache outra, ou então vai para a sua Yui que e melhor - falei afastando a Maria - acho melhor eu continuar meu caminho.
   Ayato - nós ainda vamos beber o sangue dela só espere.
  Cheguei no quarto dela e a coloquei na cama e me aconcheguei fazendo carinho nela pois era tão bonitinha dormindo mas pensei que ela precisava de mais sangue e me veio na cabeça suco de cranberry acho que ainda tem vou pedir para Reiji ele deve ter alguns sobrando.
  Fui ver Reiji entrei no laboratório dele e quando entrei ele tava fazendo fazendo um curativo em Yui e perguntei porque:
  Laito - Yui o que vc fez?
  Yui - o que eu fiz? Ha! eu estava cortando cenoura e sem querer a faça caiu, fui tentar pegar acertou meu braço.
  Laito - tem que tomar mais cuidado.
  Reiji - o q vc veio fazer aqui?
  Laito - ainda tem suco de cranberry?
  Reiji - tem porque?
  Laito - para a Maria ela está começando a desmaiar de perda de sangue e estou preocupado porque não quero perdê-la.
  Reiji termina de fazer o curativo em Yui e vai pegar um pouco de suco e me da 4 caixas.
  Laito - obrigado.
  Volto para o quarto e vejo Ayato mordendo a Mary fui até ele e joguei ele longe:
  Laito - Ayato eu falei para não morder ela, ela e minha está me ouvindo minha - fali gritando com Ayato em umas das poucas vezes que aumento o meu tom de voz.
  Ayato - Laito ela e de todo mundo aqui nessa casa não e só sua.
  Laito - pois ela e só minha vai para sua Yui já falei e deixe a Mary em paz - digo expulsando ele do quarto.
  Deitei no lado dela e comecei a acariciar sua cabeça e acabei dormindo junto com ela.


Notas Finais


Gente eu fiz isso, sim eu sei que escrevi demais espero que gostem até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...