História Quase sem querer- Sakura e Kakashi (kakasaku) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Sakura Haruno, Tsunade Senju, Yamato
Tags Amor, Hentai, Ino, Kakasaku, Kakashi, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke, Sonho, Tsunade, Yamato
Exibições 482
Palavras 1.685
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi pessoas!!! Tudo certo?
Eu sei que você estava com o celular na mão, ou com a cara no pc só esperando a atualização da história né! rsrsrs Te peguei!!!!

Mas eu tenho que ser sincera... Até eu já estou louca pra saber o que esse casal ainda vai aprontar rsrsrsrs

Quero aproveitar como sempre, para agradecer a todos os que favoritaram a história. Eeeee os que comentaram! Quando eu acho que vocês já me impressionaram com suas opiniões e elogios eu acabo é caindo de costas quando vejo como vocês podem ser extraordinários!
Mas agora pessoal está na hora de ler... Então leiam meus queridos como se não houvesse o amanhã!!!
Bjs!

Capítulo 17 - Obrigado



   Ele a ignorou, estava com os braços cruzados e sua feição parecia séria e preocupada. Ela seguiu em sua direção, enxugando as lágrimas que molharam sua face, enquanto ela corria.
   - O que você esta fazendo aqui? - Falou ríspida e com seriedade no olhar.
   - Vim, porque pensei que você me ajudaria. - Sua voz era baixa e grave, seus olhos intimidadores, mas ela não se deixou levar.
   - Eu não tenho obrigação nenhuma de ajudar você. Acho que você procurou a pessoa errada! - Tentou ser o mais séria que podia.
   - Uma vez você disse que ficaria ao meu lado, independente de qualquer coisa.
   Sakura sentia tudo à sua volta girar, nem se lembrava de quantas doses tinha bebido. Só sabia que precisava muito vomitar. Sua boca salivava excessivamente, começava a suar frio e sentia seu estômago revirar. Colocou uma mão na boca empurrando o braço rapaz com a outra e correu para o banheiro. Ele não entendeu de imediato o que ia acontecer, então foi atrás dela. Sakura estava ajoelhada com a cara na privada. Ele achou aquilo um pouco estranho, mas se abaixou atrás dela. Com uma mão segurava os  cabelos dela e com a outra fazia pressão em sua própria barriga. Ela se sentia muito envergonhada com aquilo. 
   Ao terminar de jogar toda bebida que estava em seu estômago fora, ela puxou a descarga e desabou, se sentando no chão. Mas ao levantar os olhos para encarar o garoto à sua frente, percebeu o sangue em sua blusa. e se levantou rapidamente para ajuda-lo. Não sabia se esse era o certo a fazer. Mas não podia ignora-lo daquela forma.
   - Deite-se na cama! - Disse o guiando até lá.
   - Você tem certeza, acho que não tem condições.
   - Anda logo! - O rapaz se deitou, e ela, mas que depressa cortou a blusa dele, analisando o ferimento em sua barriga, que parecia ter sido feito por uma espada. Logo começou a cura-lo, tentando fazer o possível para se concentrar em meio a dor de cabeça que tinha. Ele rangia os dentes tentando conter a dor que sentia. Volta e meia ela encarava a face dele, observando sua reação. Minutos antes dela concluir seu trabalho o rapaz desmaia. E ela começava a pensar com mais clareza no que estava acontecendo. Não acreditava no quanto essa noite estava sendo confusa e difícil. Terminou, e limpou o rapaz com um pano úmido. Sentou-se ao lado dele e tocou a face do mesmo fazendo um carinho com as costas de sua mão.
   - No que você se meteu Sasuke? - Mas ao mesmo tempo ela perguntava a si mesma aonde ela teria se metido. Isso com certeza só pioraria ainda mais sua vida.
   Um terror a tomou por completo, estava insegura e assustada olhar para seu amor de infância estava sendo doloroso. Muito mais do que ela poderia imaginar. Ele estava diferente, estava mais bonito. Mas ela não poderia se deixar levar por isso. Se levantou apressadamente, colocou um copo de água próximo a cama com uma de suas pílulas de soldado caseiro. Calçou suas sandálias e saiu sem rumo certo.
    Logo se deparou na rua que Kakashi morava, sentiu um frio na barriga, mas sabia que precisava dele nesse momento. Tinha certeza que se alguém poderia consola-la seria ele. Então correu até sua porta. Hesitou em bater, não sabia o que diria, então ficou ali parada, mas após alguns segundos sentiu uma onda de calor a invadir por inteiro ao ver a porta se abrindo.
    - Sakura? - Como o bom ninja que era, Kakashi percebeu que alguém estava ali. Mas pensou ser Mey tentando implorar para ele uma reaproximação. A garota o abraçou forte, deixando lágrimas rolarem em seu rosto. Se sentia desesperada.
    Ele a pegou no colo e levou para dentro. A casa dele era arejada e bem organizada. Levou ela para o banheiro, desceu a kunoichi de seu colo, sem quebrar o abraço dos dois. Ele não estava compreendendo bem, mas imaginava que ela estava assim pelo que tinha acontecido no bar a alguns momentos atrás. Começou a tirar as roupas dela, e as dele. O choro de Sakura diminuía a cada instante, eles não trocaram nenhuma palavra. E ela sentia que não precisava falar nada, o olhar deles estavam conectados era como se ele soubesse exatamente do que ela precisava.
    Tomaram banho juntos, se enxugaram e antes de saírem de dentro do banheiro ele a puxou para um beijo terno e cheio de carinho. Kakashi sentiu a garota soltar um pequeno soluço de choro enquanto se beijavam, e mais uma vez a ergueu em seu colo. A levou para cama e deitaram de conchinha. Ele afagou os cabelos dela até que ela dormisse, e logo depois adormeceu também.
   Sakura acordou, sentindo uma pontada em sua cabeça. Ao abaixar o olhar percebeu que estava nua. Seu coração acelerou um pouco pensando no que estava acontecendo, mas logo se tranquilizou ao lembrar que não foi nada tão grave. - Como assim nada tão grave? Shannaro... Mas eu devo estar maluca mesmo. Só tem confusão na minha vida agora, e como se não bastasse o que aconteceu entre Neji e eu, ainda tem o Sasuke. - Passa seus olhos por todo quarto, procurando por Kakashi, mas não o vê. Se levanta, e pega a blusa preta, que ele usava na noite passada, do chão e a veste. Ao chegar na cozinha o vê em pé, com uma copo de chá na mão.
   - Bom dia! - A voz dela estava arrastada e sonolenta, e esperava de todo coração que ele não perguntasse o que havia acontecido.
   - Bom dia! - Ele fala apontando para ela um copo com água e um analgésico. Ela deu um sorriso forçado, se sentou na cadeira e engoliu o remédio desesperadamente. Ele se senta ao lado dela, enchendo uma xícara de chá para a garota. Os dois comem sem se olhar muito. Sem contato, sem palavras. Até que Sakura se levanta e é puxada por ele. Se sentando em seu colo. Ele apenas a abraçou. E ela retribuiu o apertando até demais. Beijou o rosto dele, e depois se deixou amolecer em seu colo.
   - Você esta bem? - Ele estava sério, e calmo. Ela apenas assentiu. Não sabia o que estava sentindo, e em sua cabeça não havia nada, nenhum pensamento. Era como se estivesse perdida no vazio.
   - Vou pro hospital hoje. - Falou se levantando, precisava de uma distração em sua mente. Ele já não estava mais aguentando aquela situação, se levantou e foi atrás dela, e parou em sua frente.
   - Sakura, você tem que falar comigo.
   - Eu não tenho nada para falar Kakashi. - Ela sabia que tinha muito a dizer, mas não queria. Ele mordeu os lábios olhando para o lado.
   - Eu estou tentando ter você de volta. Mas se você não me quiser mais eu vou embora da sua vida. - Ele estava indignado pela frieza que ela estava tratando ele. Sentia seu coração doendo, estava sofrendo e com medo de perder ela.
   - Você sabe que eu te amo. - Ele sentiu todos os pelos de seu corpo se arrepiarem com as palavras da kunoichi. A olhou e viu que ela estava com a face triste. - Mas tem muita coisa acontecendo agora Kakashi, e eu estou confusa e meu coração esta machucado. Não quero você longe de mim, mas preciso de um tempo. Só isso. - Ela falou colocando as mãos no rosto, tentando impedir o choro eminente.
   - Tá bom. Mas eu vou ficar aqui, na minha casa. E vou esperar você voltar. - Ela o abraçou, deitou sua cabeça no peito dele por alguns instantes. O clima ainda era tenso. E o medo ser abandonado pela kunoichi invadia o coração de Kakashi. Não entendia como era possível gostar tanto de alguém. Ela lhe deu um selinho, ele segurou a nuca dela. Queria mais, queria um beijo quente e gostoso. Mas ela olhou para baixou e deu um sorriso triste. E ele entendeu que ela estava tão despedaçada quanto ele.
   - Eu venho para cá na hora do almoço, eu prometo! - Ele assentiu e ficou vendo ela sair escondida, com as roupas dela na mão e vestida de sua blusa. Se sentia péssimo, mas sabia que as coisas não seriam tão fáceis. E também não queria pensar muito no porque de ela estar tão triste.
   Sakura, fez o possível para que não fosse vista por ninguém. Estava com medo de chegar em sua casa e ter que encarar novamente o Sasuke. - Minha vida é tão difícil. Porque tudo precisa ser assim? - Mas para a surpresa da garota, encontra sua casa vazia. A blusa que ele vestia estava no chão, no mesmo local que ela havia jogado. E em cima de sua cômoda tinha um bilhete. Sentiu suor brotar em sua face, e vagarosamente pegou o bilhete para ler.
   
    Obrigado.
   - É claro! O que mais eu poderia esperar de você! Como eu sou burra! - Sussurrou para si mesma.
   Tomou um banho e se arrumou para ir pro hospital, agora mais do que nunca precisava realmente de uma distração. Fazia o máximo de esforço possível para não pensar na bagunça que sua vida estava, enquanto se arrumava. Mas era difícil.
   Sakura caminhava de cabeça baixa, pensando que queria ter ficado com Kakashi, queria ter sentido as carícias dele. Mas precisava se organizar depois de tanta coisa. Passou o dedo polegar nos lábios, se lembrando de como se beijaram no bar. Sentia-se presa a ele de uma forma tão intensa que parecia que ficaria louca a qualquer momento. Um sorriso brotou em seus lábios ao pensar em como ele é lindo, em como ela se sente atraída por ele, por seu corpo, sua boca. Mas logo seu sorriso se tornou amargo ao se lembrar de Sasuke ferido pedindo sua ajuda, aquilo definitivamente partiu seu coração. Ao chegar no hospital sentiu seu corpo gelar, como se nada do que aconteceu bastasse avistou Neji a encarando na porta de entrada do local.

 

Continua...
 


Notas Finais


Meeeee deesuuuu!!! Mas que coisa!
Que vidinha difícil essa né não?!
E Sasuke, fala sério meu filho, será que não dá pra ser "mais frio"!

É isso ai genteee! Espero que tenham gostado do capítulo! E como sempre espero pela opinião criativa de vcs!

Eeee pra deixar vocês com água na boca, um pedacinho do Itasaku que está pra sair!
" - O que foi? Tá com medo de alguma coisa? - Eu queria empurrá-lo, queria falar algo contundente mas nada saia. Então recuei um passo para trás batendo com as costas na parede."
E se acham que isso é tudo... Aguardem!!!

Bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...