História Quatro amigas e um segredo - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Romance, Suspense
Exibições 10
Palavras 529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Quatro amigas e um segredo - Capítulo 10 - Capítulo 3

 

P.O.V Lua

- Para, Lua! Para! (gritava Lana entre gargalhadas enquanto lhe fazia cosquinha)

- Só se você pedir desculpas por me chamar de burra. (disse lhe fazendo mais cosquinha ainda)

- Ta bom, ta bom, você é a pessoa mais inteligente do mundo. (disse ela ofegante e com uma voz tão fofa de criança).

Largo ela e a mesma sai correndo atrás da minha mãe. Até que minha mãe vem me gritando.

- Lua vc vai se atrasar, anda logo!

Bufo e subo pro meu quarto e vou em direção ao banheiro tomar um banho. Ao acabar resolvo vestir uma blusa justa que deixa a barriga de fora, uma calça rasgada e um tênis da adidas.
Pego no meu celular e deito na cama, entro no Twitter e segundos depois a tela do celular brilha avisando que recebi uma nova mensagem, me deparo com a mensagem de quem eu menos queria; Nick, meu ex namorado. Tomo coragem e a abro pra ver o que ele diz.

"Por favor, não vá para os Estados Unidos. Eu te amo Lua! Como vou viver sem você ao meu lado?! Fica, por favor eu te imploro. Não faz isso comigo." não consigo me conter e deixo algumas lágrimas caírem, bloqueio a tela do celular ignorando a mensagem dele, estou sofrendo mas responder ele vai tornar as coisas ainda mais difíceis.

Engulo em seco e desço para tomar café e esperar a mãe da Charlotte.

Chego na cozinha onde encontro minha família, me junto a eles na mesa em silêncio

- Lua, está tudo bem? (pergunta Lara quando vê que não estou com uma cara boa)

Apenas a olho e digo por um fio "Sim". Sabe aquele sim que todo mundo sabe que é não? Então, foi esse sim. Como ela me conhece como ninguém logo ela percebe que é não, mas preferiu não comentar nada e eu mentalmente agradeci por isso. Começo a tomar meu café da manhã e depois que acabo vou em direção a sala sentando no sofá pra ver TV e ver se esqueço um pouco das palavras de Nick.

- Lua (diz meu pai irritado da porta da sala)
- Sim? (digo indiferente)
- Vê se se comporta lá, não quero ouvir reclamação sua. (disse meu pai )

Ignoro continuando a assistir tv.

- Ta me ouvindo?! (Ele aumenta a voz)

- Mas que saco, eu não sou surda ok?! Que droga, me diz quando que eu dei trabalho?(grito me fazendo de desentendida)

- Não se faça de inocente e não me faça de bobo (ele rebate)

Bufo e reviro os olhos.

- Não revire os olhos para mim, você ultimamente ta muito debochada pro meu gosto.

Se eu ficar mais um minuto aqui eu vou acabar pirando. Levanto e saio da sala quando escuto a buzina da mãe da Charlotte. Graças á Deus!Vou andando em direção a porta central e pego minhas malas. Quando estou pronta pra sair ouço meu pai dizer "não vai se despedir?". Me viro e mando ele se fuder, em seguida entro no carro e coloco meus fones de ouvido ignorando os olhares de Charlotte e Alyssa. Demos partida e fomos buscar Clarice.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...