História Quatro amigas e um segredo - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Romance, Suspense
Exibições 10
Palavras 1.451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Quatro amigas e um segredo - Capítulo 15 - Capítulo 8

P.O.V Clarice

Estamos a mais ou menos 3 horas no avião, ou seja, falta muito, ainda.  Charlotte e Alyssa estão dormindo desde a hora em que entramos no avião, e depois dizem que a dorminhoca sou eu. Lua está ouvindo música no seu fone, então resolvi não mexer, e eu, bom, eu estou lendo meu livro. Até que escuto meu iPhone tocando. Putz se eu acordar a Alyssa e a Lotte elas me matam, atendi sem ver quem era.

- Oi (Disse ele, meu querido irmão. Qual foi? Por que mesmo ele está me ligando ?).

- Fala? (Digo já sem paciência, não suporto ouvir a voz dele, só isso).

- Então eu vou ser direto, não queria que você morasse comigo mas o pai e mãe querem que eu tome conta de você.

- Como assim?! Não sou nenhuma criança, já vou fazer 18 anos sei me cuidar sozinha. (Disse o cortando ou melhor gritando e Lua me olhou e virou pro seu iPhone novamente, minhas amigas sabem que eu brigo muito com meu irmão).

- Não me atrapalhe, eles apenas acham você muito imatura e inocente pra Califórnia, então irei ficar com você, o vôo deve chegar pelas 17:00 horas então eu devo chegar umas quatro e meia no aeroporto. (Disse ele, meio que pra ele mesmo).

- Pra que você me ligou mesmo? (Digo perdendo a paciência).

- Só para te irritar mesmo minha querida irmã. (Disse ele com voz de deboche).

- Ah vai se ferrar! (Grito e desligo. A única pessoa que consegue me tirar do sério é meu irmão, as meninas me olham assustadas).

- Que foi? (Pergunto pra elas enquanto guardo meu iPhone).

- Era meu namorado? (Disse Alyssa,  demorei um pouco para raciocinar que ela estava falando do meu irmão).

- Sim era ele. (Reviro os olhos)

- Logo percebi, você nunca xinga e quando xinga é com ele ou com seus pais. (Diz Lua, nem tinha percebido que ela tinha parado de mexer no seu iPhone).

- Pois é (Diz Lotte). Ahn você quer conversar? (Ela completa meio receosa).

- Não, não era nada demais ele só queria me irritar mesmo. (Digo, e Alyssa e Lotte viram pra frente concordando).

E antes de Lua virar eu a seguro e ela me olha assustada.

- Que foi? (Pergunta e pela sua voz sei que ela não está bem).

-Vamos conversar. Está tudo bem com você? (Pergunto e ela fica meio receosa). Pode confiar em mim. (Digo a confortando e vejo que ela cede).

- É que o Nick me mandou mensagem hoje e disse que me amava, porra Clar, ele não tinha que fazer isso, caralho não está sendo fácil e ele ainda complica. (Conta ela deitando no meu ombro).

- É ele não tinha que fazer isso, mas pensa Lua, quem está perdendo é ele, pois você é uma menina maravilhosa, linda, que tem conhecimento, já disse linda? (Falei fazendo ela soltar um sorrisinho) É sério, sua qualidade mais bonita é ser linda haha. (Disse rindo).

- Poxa Clar, valeu (Disse ela rindo). Mas obrigada mesmo, sei que sou linda pra porra. (Disse convencida me fazendo rir).

- Uhum você é linda, agora se você falar mais um palavrão vou lavar essa sua boca suja, poxa já falou uns 7 em 1 minuto. (Digo fazendo ela soltar mais uma gargalhada, ela sabe que não gosto muito de palavrões).

- Haha só você mesmo Clar. (Com isso ela continua deitada no meu ombro e acaba dormindo).

Começo a pensar em como lá deve ser legal, e também em como a viagem vai demorar pois temos que descer e pegar outro avião ainda, e com esses pensamentos adormeço.

Depois de horas adormecida sinto alguém me chamando.

- Clar, vamos o avião posou, temos que pegar outro vôo. (Disse Lua, poxa estava num sonho tão bom).

- Ok (Digo me levantando e saindo do avião).

Descemos do avião e entramos no outro todas com cara de sono.

- Clar quem irá nos buscar? (Charlotte perguntou comendo um salgado. Aonde ela arranjou aquilo?).

- Meu irmão disse que irá nos buscar quando chegarmos. (Digo fazendo uma careta lembrando de como meu irmão é insuportável.)

- Ok então. (Disse Lotte voltando a comer).

Pego meu iPhone e coloco meus fones de ouvido no máximo em uma música calminha. Quando olho para o celular tem uma mensagem de uma pessoa que não conheço. Não lembro seu nome.

“Oi linda.” – desconhecido.  
“Oi, quem é você?"  – Clarice.
“Sou seu admirador número um.” - desconhecido.
“Admirador? Eu nem te conheço garoto” – Clarice.
“Mas vai conhecer. Em breve, muito em breve.” - Garoto desconhecido.

Mudo de música e fico pensando: Quem é esse garoto? Aonde é ele conseguiu meu número? Como assim em breve ele vai me conhecer? E será que ele é bonito? Com esses pensamentos acabo adormecendo, e acordo com a Lua me chamando novamente, dizendo que chegamos no EUA.

Descemos do avião e assim que chegamos Alyssa faz maior escândalo quando vê meu irmão.

[Descemos do avião e assim que chegamos Alyssa faz maior escândalo quando vê meu irmão]

- Ai meu Deus, olha meu boy ali, olha que lindo, ele está tão lindo. (Disse ela se derretendo apontando pra ele, aí mereço).

- Seu nada filha, vamos dividir isso. (Disse Lua com cara de safada o olhando).

- Eu não me importo de dividir ele com vocês não. (Disse Lotte o olhando e mordendo o lábio inferior).

- Ai gente para de fogo. Ethan! (Reviro os olhos e o chamo).

Ele nos procura e quando acha vem em nossa direção.
- Oi Mana. Oi meninas (Me cumprimentou e quando cumprimentou as meninas, as olhou de cima a baixo com cara de safado).

- Está cheio aqui, foi difícil de achar vocês. (Ele disse fazendo Alyssa saltar pro colo dele que por acaso não fez sentido, mas o que faz sentido quando se trata de Alyssa né?).

Ele que não é bobo nem nada, a segurou no colo e depois a abraçou , e ela quando percebeu o que tinha feito, se sentiu envergonhada e o largou.

- Vamos por que ainda tenho uma entrevista de emprego hoje. (Disse meu irmão, e eu fico surpreendida assim que o ouço, como assim emprego? Desde quando ele trabalha?).

O seguimos até o seu carro, e entramos na seguinte ordem, eu sentei atrás juntamente com a Lua , Alyssa, e a Lotte foi na frente.  Deixamos Lotte, Lua e Alyssa no apartamento delas. A primeira a sair foi a Lotte que deu um abraço e um beijo no meu irmão e deu um tchauzinho pra mim, depois Lua saiu do carro, mas não, sem antes meu irmão a abraçar de uma forma diferente.

- Nossa,como você está cheiroso. (disse Lua antes de descer , sinceramente meu olho não para de revirar.)

E chegou a vez dela a linda a descer , brilhante Alyssa.

- Então a última a descer. Valeu. (Disse meu irmão a abraçando, meu irmão abraça para se aproveitar, esse safado acha que eu não percebi)

- Vocês não querem subir não? (Perguntou Alyssa com cara de safada olhando pro meu irmão, meu Deus, eu mereço, até por que não estou obedecendo meus pais ultimamente).

- Quem sabe outro dia. Tenho compromisso hoje. (Disse meu irmão mordendo o lábio)

- Ah então ta (Alyssa faz bico) tchau amiga até amanhã. (Disse Alyssa saindo pra fora do carro).

Fomos em direção ao apartamento do meu irmão que fica no centro da cidade, quando chegamos lá ele me mostrou o mesmo, e falou que as vezes uns amigos dele vêm pra cá. Não ligo pois não saio do quarto mesmo. E agora ele está me mostrando meu quarto aonde vou ficar, que está arrumado da forma que meu quarto no Brasil fica.

- Bom, eu tenho que ir se não me atraso, fica à vontade tá bom. Tchau. (Disse ele olhando as horas e logo em seguida ele me abraçou no qual eu não retribui, tem muitos anos que ele não me abraça, estranho).

Guardei a mala no quarto, tomei um banho e coloquei meu macacão de unicórnio. Sim, eu amo esse pijama.

[Desci até a cozinha pra comer algo já que não gosto daquela comida do avião, resolvo comer um cupcake de chocolate com oreo, que tinha na geladeira]

Desci até a cozinha pra comer algo já que não gosto daquela comida do avião, resolvo comer um cupcake de chocolate com oreo, que tinha na geladeira.

[De repente escuto uma voz rouca atrás de mim]

De repente escuto uma voz rouca atrás de mim. Olho pra trás e não sei o que fazer. Não sei quem é essa pessoa. E agora?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...