História Quatro amigos, duas paixões - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aruan Felix, Felipe Z. "Felps", Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Aruan Felix, Felps, Mike, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellps, Mitw
Visualizações 51
Palavras 324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Namorada (nada) perfeita (aff) pt 2 ( A rosa eo beija flor)


P.o.v Aruan

- Cara, como ele é burro! - digo ignorando tudo e todos que estavam em meu caminho. saio pisando fortemente as escadas e subo em direção ao meu quarto

"    Quando você fica ao lado

  De uma pessoa e ela

  Mesmo em silêncio

  Lhe faz bem

  Quando você fecha 

  Os olhos e no pensamento

  Está fotografado o rosto

  Desse alguém  Quando estiver num dia triste

Basta o sorriso dela pra você ficar feliz

E quando se sentir realizado

E dizer que encontrou o bem que você sempre quis "

-  Como ele não aceita o fato dela trair ele!?- disse para mim mesmo aos prantos- Estou com tanta saudades de você! Volta, volta pra mim... - sussurro

" Quando chorar de saudades"

- Como ela faz isso com ele!? Ela consegue hipnotizar aquele idiota! - continuo falando comigo mesmo

" Quando morrer de ciúmes"

Estou deitado em minha cama quando der repente eu sinto o cheiro de um perfume um tanto quanto...peculiar Pera! Eu conheço esse perfume? Não... Pera... Sim!

" Quando a sua sensibilidade identifica o perfume.   "

P.o.v Rezende

Aí, estou indo pra casa de volta

Não acredito que essa PUTA fez isso! Na verdade,eu que sou burro mesmo. Como eu fui acreditar nela e não nos meus amigos!? Que ódio! É nisso que dá acreditar naquela vaca, da flokis! Filha da puta! 

- Argh! Que raiva! Mas pera,-eu paro em frente a casa- Eu não gostava mais dela, só estou com raiva por ter sido engano, certo? - falo comigo mesmo - Eu acho que estou gostando de um outro alguém- olho para a janela de um quarto específico, e dou um pequeno sorriso bobo - Mas isso é errado, certo? Ou não... Somos apenas amigos, né? Isso é ruim, ou bom? Mas eu o amo,então isso não é errado, afinal, todo tipo de amor é válido, né? Independente da forma que lhe é transmitido, certo? - balanço minha cabeça na tentativa de afastar esses pensamentos- Aff, são tantas perguntas, e poucas respostas... 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...