História Quatro identidades mas o mesmo amor - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2 Broke Girls
Tags Adrienette, Ladrien, Marichat, Nathaniette
Visualizações 24
Palavras 407
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


hi

Capítulo 25 - Uma luta bosta (desculpa é a verdade)


Fanfic / Fanfiction Quatro identidades mas o mesmo amor - Capítulo 25 - Uma luta bosta (desculpa é a verdade)

Adriana-on

me deram uma pancada na minha cabeça , acabo acordando minha mãe estava chorando quando eu vi meu pai estava chorando  e com muito sangue no rosto ele estava levando vários socos no seu rosto,até que me soltaram eu fui direto com ele o rosto dele estava para baixo ele estava chorando ele começou a cantar uma música de quando eu era pequena 

"dear theodosia (hamilton)"

 

 

Querida Theodosia, o que lhe dizer?

Você tem meus olhos. Você tem o nome de sua mãe

Quando você veio ao mundo

você chorou e isso quebrou meu coração

,eu soltei uma lágrima os seguranças me pegaram eu tentava me soltar e gritava eles me puxavam para trás e um cara chegou começou a socá-lo mas mesmo assim ele continuou a cantar

você envelhecerá junto com nossa nova nação

Nós sangraremos e lutaremos por você

acertaremos tudo por você

Se criarmos um alicerce forte o suficiente

O deixaremos para você, daremos o mundo para você

E você surpreenderá a todos nós

Algum dia, algum dia

Sim, você surpreenderá a todos nós

Algum dia, algum dia

eu começo a chorar ele tenta cantar mas as últimas palavras foram:

 pai nunca esteve por perto

Meu pai nunca esteve por perto

Eu juro que

Eu estarei perto de você

eu continuo chorando eu consigo me soltar vou correndo abraço ele,choro ele diz a última frase:

eu juro que estarei perto de você...

eu o abraço muito forte alguém coloca uma arma do meu lado estava na cabeça do meu pai e alguém atira e a cabeça dele explode meu rosto fica cheio de sangue,meu sangue ferve me levanto com tanta raiva que dou um soco no rosto do capanga mas os outros capangas me pegam eles me amarram com uma corda aparece um jovem rosa e ele diz 

-seu pai não devia ter se metido comigo você sabe o motivo né?

eu olho para o rosto me lembro completamente dele ele fica falando eu tento pegar meu celular,minha estava passando a bolsa  por trás eu consigo pegar o celular o garoto chega perto de minha e tento ligar para roberth ele atende mas um capanga percebe eu chuto o celular para algum lugar fundo e escuro eu começo a gritar e falo tudo que aconteceu mas quando eu grito m

-SOCORR-alguém me da uma cutuvelada minha visão fica embaçada consigo ver por último o rosto de roberth e assim desmaiando mais uma vez

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...