História Que seja um espelho. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama Suspense, Escolar, Mistério, Romance, Sobrenatural
Visualizações 11
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura <3

-Mihe

Capítulo 5 - Um Espelho ama?


Fanfic / Fanfiction Que seja um espelho. - Capítulo 5 - Um Espelho ama?


VISÃO AURELINA.......
Entrei no carro confusa, só pensava em ir pra casa e deitar e fingir que nada aconteceu. Estava indo pra casa  quando alguém me para, na hora eu pensava que era um guarda, mas era o Ribamario.
Ribamario:-Eai gatinha, Oque você está fazendo uma hora dessas nas ruas?
Aurelina:-Estou indo pra casa.
Ribamario:-Chatooo, que tal ir em uma festa?
Aurelina:-Festa? que festa?
Ribamario:- A que está tendo na escola.
Aurelina:-Não curto festas.
Ribamario:-Para de ser chata, a Gabriela e a Luciana vão estar lá.
Por que não? eu tenho que parar de ficar me trancando no quarto e ir me divertir um pouco.
Aurelina:-Ok então.
Ribamario:-Pode me dar carona? não estou afim de matar uma pessoa por  me ver flutuando.
Aurelina:-Claro, entra.
Chegando na "festa"
Entrei na festa um pouco confusa, quase nunca eu vou pra uma festa então festa é novo pra mim. Luciana chega com um copo de bebida e diz:
Luciana:-Você aqui?
Aurelina:-Você bebendo coisa que não é sangue.
Luciana:-Os vampiros podem beber qualquer coisa.
Aurelina:-Hum, mas uma coisa para anotar sobre vampiros.
Pego meu bloco de notas e anoto, Luciana pega meu bloco de notas e joga no chão.
Luciana:-Para de ser nerd, Quer beber algo?
Aurelina:-Suco.
Luciana:-Credo, vou pedir vinho pra você.
Aurelina:-Eu não disse vinho, eu disse SUCO.
Luciana:-Para de ser certinha.
Ela me entrega o copo de vinho. (Essa história é fictícia, então pelo amor de deus não bebam bebidas alcoólicas se você não tem 18 anos.-Tia Mihe)
Aurelina:-Nunca bebi bebida alcoólica.
Luciana:-Então experimenta.
Não tinha um gosto tão ruim.
Luciana:-Cadê o Ribamario?
Aurelina:-Foi pro terraço.
VISÃO LUCIANA....
Fui até o terraço conversar com Ribamario, desde daquele beijo que lhe dei, ele não está falando comigo. Cheguei no terraço e vi Ribamario sentado na beira dele.
Luciana:-Ribamario fugindo de festas? esse é mesmo o Ribamario?
Ribamario:-Só não estou afim.
Sento do seu lado.
Luciana:-Porque você está me evitando?
Ribamario:-Por que acho que estou me apaixonando por você.
Luciana:-E qual é o problema disso?
Ribamario:-Eu nunca me apaixono por ninguém.
Luciana:-Então por isso que você tá saindo com várias garotas? pra ver se me esquece.
Saiu uma lágrima do meu olho, ele enxugou minha lágrima e disse:
Ribamario:-Por favor, não chore.
Me levantei e fui para direção a porta, Ribamario pegou a minha mão e disse:
Ribamario:-Eu..eu..te..
Luciana:-Você tem até dificuldade de falar que me ama, melhor você me esquecer.
Sai do terraço e vi que o Jake estava vindo, provavelmente pra fumar.
VISÃO DE JAKE.....
Estava indo para o terraço fumar um cigarro(Eu fumo cigarro para tirar a vontade de tomar sangue), eu vi que a Luciana estava saindo do terraço com uma cara triste, eu não sou de perguntar, mas eu vi que ela estava chorando então..
Jake:-Por que você tá chorando?
Luciana:-Pergunta para o seu irmão.
Ela saiu da minha frente, fiquei pensando oque o  Ribamario aprontou. Vejo que o Ribamario está sentado na beira do terraço, acendo um cigarro, ele olha para mim e pergunta:
Ribamario:-Oque você está fazendo aqui?
Jake:-Não dá pra ver.
ele olha para baixo e fala: 
Ribamario:-Eu briguei com a Luciana.
Jake:-E eu com isso?
Ribamario:-Poxa, você é meu irmão gêmeo! pelo menos finge que se importa.
Jake:-Afffs, Oque aconteceu?
Ribamario:-Acho que a amo.
Jake:-Você acha? você tem que ter certeza.
Ribamario:-Mas eu acho que tenho certeza.
Jake:-Você acha.
Ribamario:-Mas eu sinto que a amo.
Jake:-Então fala pra ela.
Ribamario:-Não consigo.
Começo a rir, ele olha pra mim e diz:
Ribamario:-Por que você está rindo?
Jake:-Nunca vi dois vampiros sofrer por amor, ksksksksksksks.
Ribamario:-Sem Graça.
Jake:-Sério, da uma história isso.
Ribamario:-HAHAHA, Seu sem graça.
Meu cigarro acaba e digo:
Jake:-O tempo acabou, fui.
Ribamario:-Antes de ir pode me fazer um favor?
Jake:-Fala.
Ribamario:-Me empresta seu carro?
Jake:-Nem fudendo.
Ribamario:-Por favor, eu tô triste.
Jake:-Que merda, pega logo o carro.
Ribamario:-Obrigado, irmão.
Jake:-Porra, é Jake.
VISÃO AURELINA....
O meu vinho acabou então eu fui buscar mais na mesa, até que alguém derrubou Vodka em mim, fui no banheiro tentar limpar. Comecei a limpar a minha camisa, quando eu ouvi a voz da Diana.
Diana:-Seu cheiro está cada vez mais amargo, e isso me dá mais vontade de tomar seu sangue.
Aurelina:-Tenta a sorte.
Diana apareceu na minha frente, Vi que suas presas aparecerem, tentei me rebater mas ela era mais forte que eu, quando ela estava encostando a suas presas em mim eu ouvi a voz do Ribamario.
Ribamario:-Sabe, eu venho no banheiro das meninas para ver meninas nuas, mas eu nunca pensei que eu ia ver uma menina estupida tentando morder a minha amiga.
Diana:-Você veio ver eu Jantando?
Ribamario:-Não, eu vim atrapalhar o seu jantar.
Diana:-Tenta sorte.
Ribamario:-Para sua informação eu tenho mais sorte do que quando você tenta joga cara ou coroa com mestre de adivinha.
Ele pegou o pescoço dela e disse:
Ribamario:-Eu sou contra em bater em mulher, mas você não me teve escolha.
Diana falou algumas palavras, e desapareceu na frente de Ribamario.
Ribamario:-Bruxa do caralho.
Aurelina:-Você está bem?
Ribamario:-Sim
Aurelina:-Como ela fez isso?
Ribamario:-Ela é filha de bruxos e vampiros, então ela sabe alguns feitiços.
Aurelina:-Você ia machucar ela?
Ribamario:-Não, só ia dar um susto nela. Vem vamos embora daqui.
Dei Tchau para Ribamario e fui para o meu carro, quando eu estava pegando as chaves do carro vi Jake fumando do outro lado da rua.
Aurelina:-Oie Jake.
Jake:-Oie assombração.
Aurelina:-Quer carona?
Jake:-Por que sempre você me pergunta isso?
Aurelina:-Só estou sendo gentil.
Jake:-Não quero carona, aliás eu sei flutuar.
Aurelina:-Mais se alguém ver você flutuando?
Jake:-Mato, simples.
Aurelina:-Você que sabe.
Entro no carro e vou para casa, esse dia foi o dia mais estralho que já tive na minha vida.
Chego em casa e vejo a minha mãe no sofá com uma  foto do meu pai na mão, sento do seu lado e pergunto.......
------------------------Próximo Episódio--------------------







 


Notas Finais


Até a próxima.

-Mihe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...