História Quebre Minha Alma - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yandere Simulator
Tags Assassinato, Romance, Terror, Yandere Simulator
Visualizações 25
Palavras 827
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Ficção, Harem, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capítulo, lembrando que dessa vez
o capítulo será narrado pela nossa Ayano Aishi <3
Eu to pensando em fazer essa sequência;
Ayano
Taro
Budo.
Até chegar um momento em que eu decidir, deixar a fic
num tom mais suspense.

Capítulo 4 - Que sentimentos são esses ?


Fanfic / Fanfiction Quebre Minha Alma - Capítulo 4 - Que sentimentos são esses ?

 eu me encontrei com meu senpai... Eu toquei nele...

Ele parecia muito mais bonito de perto, meu senpai sorriu para mim, eu consegui fazer ele sorrir. Só de pensar nisso, meu coração começa a pular, meu senpai...

Ele é mesmo a minha vida.

 

06 de Abril de 2017 – Cidade de Shisuta – Residência dos Aishi.

 

- Certo... Vamos a escola... – Diria a garota, enquanto termina de fazer seu rabo de cavalo na frente do espelho.

- Preciso devolver aquele livro antes que o senpai venha desistir de locar ele – A mesma, iria de dirigindo até a sua mochila, e notaria que o livro não estaria mais ali.

- Hm...? Não está aqui.

Então eu comecei a revirar a casa procurando pelo tal livro, procurou por todo o lado, eu cheguei a limpar toda a casa a procura desse livro, eu me desesperei  a tal ponto de retirar a mobília de cada quarto, mais no fim todo esse esforço foi em vão.

- Não está aqui... eu... e-eu, tinha certeza que eu havia trazido ele ontem da escola, eu tenho certeza... – A Garota, caí ao chão, completamente frustrada e exausta.

- S-senpai... Me desculpa... e-eu perdi o seu livro precioso.

(meu peito dói... dói até mais que um corte, dói muito, eu não gosto de sentir isso... eu me sinto tão mal, Mamãe... o que é isso ?)

- Hm... ? – A Garota começou a chorar, e de repente o seu rosto estava completamente dominado pelas lagrimas que caiam.

- M-Mamãe... – A garota disse sussurrando, com a voz um pouco tremula e insegura.

- M-mamãe... estou... triste ?.

Eu estudei os humanos por vários anos, até conseguir decorar suas emoções, eu me lembro de quando isso aconteceu com a mamãe, caiu água dos olhos dela, ela me disse que foi por quê estava com medo.

( Isso é medo ?)

-...

(Eu me lembro o nome disso)

- Eu estou chorando... – Disse ela enquanto enxugou as lágrimas.

- Estou com medo, com medo de magoar meu senpai...

- isso é normal... não é ?

- Eu sinto medo agora...

- Eu tinha me esquecido do que você tinha dito naquela época Mamãe.

- ‘’O Amor, é a essência para todos os sentimentos’’.

- Agora graças ao meu amor pelo senpai, eu... tenho medo...

- I-isso, é... – A Garota abre um sorriso imenso nos lábios, e se senta sobre o chão.

- Isso é tão legal...

(Meu amor pelo senpai, me deu novos sentimentos, eu me sinto feliz, e triste, tenho medo. Eu me sinto como uma pessoa normal, mamãe... eu não tenho mais duvidas... eu amo meu senpai).

 

Mais tarde – Ainda na Residência dos Aishi.

 

Eu não parava de pensar no senpai, não estava dando conta do quanto eu penso nele, com o tempo o senpai passou a se tornar o meu pensamento predileto.

-...

- Preciso arrumar um jeito de saber aonde foi parar esse tal livro, sim eu preciso acha-lo.

- Eu vi como o senpai, queria ler ele... Eu fiquei curiosa sobre ele e o trouxe para casa.

(Senpai sempre foi tão ligado em livros, eu queria ver sobre o que esses livros falavam... Meu senpai... quero te entender).

Eu me deitei sobre minha cama, e comecei a fitar o teto, pensamentos de como eu iria reagir com o senpai passavam pela minha cabeça.

- Agora que a gente se conhece, eu deveria o convidar para almoçar comigo ?

(Como será que ele irá reagir comigo?)

- Estou ansiosa para amanhã.

Então eu fechei meus olhos, e logo peguei no sono. O dia seguinte chegou, e eu fui correndo até a escola, sem nem tomar café da manhã, eu queria mesmo ver meu senpai.

Chegando na porta da escola, eu dou de cara com o senpai, eu sempre o observo de longe, e também sei que é essa hora que ele se encontra com...

- Taro... – Ouvi uma voz feminina saindo da minha retaguarda, e se aproximando.

Quando eu me dou conta, percebo que essa garota iria se aproximando do senpai, era ela, Osana Najimi... A melhor amiga do senpai.

- ...

- Ah... Onsana-Chan... Bom dia ^-^

- Não me venha com essa !!! – Ela disse gritando bem alto, fazendo o maior escândalo.

(Essa vadia... ela faz isso de propósito... eu não gosto de ver ela com o senpai, ela trata ele de uma forma horrível, e mesmo assim ele ainda anda com ela...)

- O-o que eu fis desta vez Osana-Chan... – Ele disse de uma forma desanimada.

- Ontem eu te mandei varias mensagens a noite, e você não me respondeu.

- Eram as 01:00 da manhã, eu estava dormindo...

- Não importa... B A K A – Ela deu um cascudo sobre a cabeça do senpai.

(Eu seria uma amiga melhor, com certeza eu seria... A melhor amiga de todas... Ah...)

- Me desculpa, da próxima vez eu fico mais alerta...

(Ele não parece feliz com ela, Isso me deixa... tão... tão...)

- FURIOSA


Notas Finais


Apenas estou mostrando,
o ponto de vista da Nossa linda
Yandere-chan.
:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...