História Queen Complex. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Personagens Originais, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Visualizações 45
Palavras 972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


P.S: Unnie, eu não me responsabilizo por nada.

Capítulo 10 - End of the Voyage.


Fanfic / Fanfiction Queen Complex. - Capítulo 10 - End of the Voyage.


Jessica


Já era de noite, exatamente depois do jantar, era bem louco, minha ficha não caiu que a Rainha, ou melhor, Yuri, como a mesma pediu que a chamasse, enfim, era louco saber que ela também sentia algo por mim. 


Desde que saímos da Cabana, a mesma pediu pra que deixássemos rolar. Pediu que eu me soltasse com ela. E era o que eu estava tentando fazer, apesar da vergonha.


Assim que SooYoung dormiu, poucos minutos depois, ouço batidas quase impossíveis de ouvir e estranho mas mesmo assim, abro a porta.


E ali estava ela, sorrindo pra mim, usando roupa de dormir.


- Hi, Sica. Podemos conversar um pouco? - disse um pouco tímida coçando os cabelos. Ri da sua tímida e assenti. Apenas certificando que SooYoung dormia antes de sair do quarto. Fechei a porta devagar e segui Yuri.


Vi que andávamos para além do Lago, ou seja, ela estava me levando a Cabana. E eu confesso que estou nervosa. Ela parou na frente da Cabana, se virando pra mim, ela sorriu e abriu a porta. Assim que passei, ela trancou a porta e se deitou na cama, pedindo que eu fizesse o mesmo, ela viu que estava receosa e estendeu a mão, me fazendo ficar deitada ao seu lado.


- Então, Jung. Quantos anos sua irmã tem? - perguntou risonha.

- dezenove, já está interessada Kwon? - disse pra descontrair um pouco.

- Oh, não. - respondeu sorrindo. - apenas quero conversar. - seus pais só tiveram vocês duas? 

- Sim., mom chegou a ter um terceiro filho apenas na barriga, pois morreu com dois meses de vida... E vocês? Seus pais só tiveram voce e a Princesa?

- Sim, bem de mesmo pai e mesma mãe, só eu e a Yoona. E meu pai traiu minha mãe e teve Tiffany, que ele quis que fosse para o inferno pois a mãe dela morreu no parto. Mas minha mãe a pegou e a criou. E ela foi/é conhecida como minha prima no Reino. Sinto que vou acabar vivendo situação parecida... - ela sussurou mas eu ouvi.

- Yuri, o que há? - ela negou com a cabeça. - se quer ter algo comigo, precisamos confiar uma na outra. O que foi? - disse tomando coragem e dando um beijo em seu rosto, o que a fez soltar um sorriso.

- Bem, Siwon também me traiu... E foi com HyoYeon mas ele se arrependeu logo e poucos meses depois morreu, só que ele não sabia que ela engravidou, e por piedade da criança, eu não a matei. Mas aconteceu que ela tentou envenenar a Sol e eu tive que agir, então, a criança só tinha ela de família... Não posso deixar ser escravo. Vou ter que cria-lo.. - disse meio sem animação.


A olhei nos olhos e pude perceber que ela de coração queria cria-lo, porém, a dor de ver que ele é um fruto da traição do amor da sua vida deve ser horrível...


- Majest.. Yuri, vamos fazer algo? - disse depois de um tempo de silêncio.

- O que, Jessica? - perguntou meio confusa.

- Vamos criar essa criança? Eu e você? Como se fosse nosso filho? - Eu só posso estar louca mas não quero que ela crie a criança sentindo essa dor da traição, vou fazer ela ve-lo em outros olhos. Meus pais vão me matar, saiu em uma viagem e volto em quase um relacionamento e com um filho.

- Você fala sério? - ela perguntou surpresa. Assenti. - Oh, Jessica... - e ela me abraçou.


O que resultou em? 

Cócegas. 

Ela descobriu que sinto cócegas.


Nervosa das cócegas que sentia, eu a empurrei, e ela como estava em cima de mim, ela caiu e eu fiquei por cima. E se recuperando das risadas, ela se sentou na cama e eu fiquei de joelhos em sua frente, recuperando o fôlego também. 

Enquanto se recuperava das risadas, parei pra observa-la.. que mulher ela é. 


Ela se aproximou de mim devagar e fui me dando selinhos pausados, me fazendo sorrir em meio aos selinhos. Ela foi fazendo isso, até que eu tivesse deitada na cama e com seu corpo em cima do meu.


- Você é tão linda Jessica. Como uma beleza dessas estava escondida em meu Reino? - falou direta, me deixando sem jeito. - Não fique sem jeito. Agora que te achei, eu só quero você. - ela me beijou dessa vez mais intensamente. O beijo estava começando a ficar quente demais, já estávamos sem nossas vestes de cima. Até que ouvimos a voz de SooYoung na porta.


- Oras, como ela veio parar aqui? - Yuri perguntou se arrumando quando eu fazia o mesmo. Depois que me viu arrumada abriu a porta.

- Perdão, Majestade. SooYoung não parava de chorar procurando vocês. - disse sem olhar para dentro da Cabana. Oras, como ele sabia daqui? 

- Tudo bem, JongIn. Amanhã será nossa volta, descanse. - sorriu para meu cunhado que correspondeu. Ele olhou na minha direção sorriu malicioso e saiu. Te odeio, Kim JongIn.


- O que há, Soo baby? - perguntei pra SooYoung assim que ela deitou na cama.

- Tive um sonho ruim, Sica unnie. - disse coçando os olhinhos. A puxei devagar a deixando deitada a minha frente. Senti o peso de Yuri atrás de mim.


Depois de alguns minutos, SooYoung voltou a dormir, e senti as maos de Yuri na minha cintura e senti seu corpo atrás do meu.

- Por que ela tinha que nos interromper aquela hora? - sussurou em meu ouvido, sua boca estava bem em cima dele.

- Kwon, se comporte, ela é sua filha.

- Nossa... - sussurou baixinho, fazendo meu coração acelerar.


Depois de poucos minutos o sono chegou, em nós duas. 





E no coração das duas mais velhas ali era um dos melhores momentos de suas vidas. Principalmente pra Jung, dormir com o amor da minha vida... Não era pra qualquer um. Ainda mais se ela for a Rainha de Roma





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...