História Quem diria! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 15
Palavras 793
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Postada também no Nyah com o nome de: "One-shots: Casais Improváveis de Naruto."

Capítulo 1 - One-shot 1: GaaSaku


Gaara & Sakura

 

Naquele dia eu havia desistido. Desistido dos meus sentimentos pelo Sasuke. Desistido do amor. Desistido da felicidade.

- Sakura-chan, você está bem? – O Naruto, que era meu melhor amigo, me perguntava, sério.

- Não. Eu estou com o coração partido, só isso.

- Então você finalmente desistiu do Sasuke?

- Sim.

- Então você pode me dar uma chance?

- Naruto, tem uma garota maravilhosa que sempre amou você e você nunca percebeu. Você deve ficar com ela. Além disso, não gosto de você desse jeito. Nunca gostei. Você sabe disso.

- Uma garota... Me ama?

- Você é tão idiota que nunca percebeu. Mas um dia você vai saber quem é.

Eu me retirei após me despedir do meu amigo.

*

Era noite e eu estava trancada no quarto, ouvindo “All By Myself” no último volume, quando recebi uma ligação.

- Alô?

- Sakura, sou eu!

- Eu quem?

- Gaara.

- Gaara?

- Sim, ué.

- Hum, é que nós não nos falamos muito... Tipo, você está sempre pegando geral e tal.

- Pegando geral?

- Fala sério, você é o maior galinha!

- Nossa, adoraria que você falasse isso na minha cara!

- O que está insinuando?

- Não quer sair comigo hoje?

- O quê?

- Não se preocupe, não é balada. É um restaurante. Quer jantar comigo?

- Você está dando em cima de mim, é isso?

- E se estiver?

- Eu não estou bem pra sair. Eu acabei de desistir do Sasuke!

- Você precisa esquecê-lo. Eu estou tentando te ajudar!

- Não precisa. Eu vou superar. Tchau.

- Espe...

E desliguei na cara dele. Não foi educado, mas eu estava pouco me importando com aquilo.

Poucos minutos depois, a campainha tocou.

- Sakuraaaa, visita! – Gritava minha mãe.

- Visita? – Eu perguntei pra mim mesma.

Quando desci as escadas e me aproximei da porta, lá estava ele. Um garoto ruivo de olhos azul-claro, com um enorme buquê de flores na mão, sorria para mim.

- Sakura!

- Gaara?

- Já que você desligou o telefone na minha cara, eu vim pessoalmente te convidar pra jantar.

- Desde quando você é tão cavalheiro? Você já se esqueceu que ficou com a Ino na minha frente?

- Isso é passado. Pense apenas no presente.

- Você não gosta de mim. Quer apenas ficar comigo.

- Não, Sakura. Aceite sair comigo e eu vou te contar tudo.

- Tudo o quê?

- Os meus sentimentos por você.

Eu fiquei corada. Muito corada.

- T-tudo bem. Eu saio com você. Vou me arrumar.

Por que raios eu estava saindo com o Gaara? O que eu tinha na cabeça? Eu sei: Vontade de esquecer o Sasuke. Hum, quem sabe se eu desse uns pegas no Gaara eu me sentisse melhor e... Espera... O que estou dizendo?

Me arrumei rapidamente. Coloquei um vestido preto simples e dei uma ajeitada no cabelo. Pronto.

- Você está linda, Sakura! – disse ele.

- Ah, obrigada. – Eu fiquei corada, de novo.

E então entramos num táxi e fomos.

*

Quando lá chegamos, eu percebi que era um restaurante bem chique.

- Sente-se. – Ele puxou a cadeira para eu me sentar.

Pedimos a comida e então ele começou a falar.

- Sabe, eu estava esperando.

- Esperando o quê?

- Você desistir do Sasuke. Aquele garoto nunca gostou de você.

- Bom, o que importa?

- Eu não quero que você se machuque Sakura. Não quero que você chore por ele.

Eu estava começando a ficar nervosa.

- Eu já fiquei com muitas garotas, não posso negar. Mas nenhuma delas despertava o sentimento que você desperta em mim.

- ... – Estava sem palavras.

- Se você deixar, Sakura, eu gostaria de ser seu namorado. Porque eu te amo.

- Você... Me ama?

- Sim. Não ligo se não acreditar. Eu posso ser só um pervertido bobo e galinha, mas a mulher que eu amo é só uma. Você.

- Eu...Não sabia...

Ele se inclinou para me beijar, mas eu recuei.

- Eu...Não posso.

- Sakura, quero que saiba que eu não ligo se você ainda ama o Sasuke. Eu quero te ajudar a esquecê-lo!

- Eu...Acho você incrível Gaara. Por confessar seus sentimentos de forma tão clara.

- O-obrigado. – Dessa vez ele ficou corado.

Nós comemos a comida em silêncio.

Quando nos levantamos para ir embora e saímos do restaurante, ele novamente começou a falar:

- Sakura, você pode me dar uma resposta quando quiser. Eu esperarei.

Eu estava confusa, mas de uma coisa eu tinha certeza: eu com certeza iria me envolver num novo amor!

Então eu me aproximei, toquei seus cabelos, e o beijei.

- Gaara, eu me esforçarei o máximo para me apaixonar por você!

Ficamos abraçados por um tempo.

FIM


Notas Finais


História bobinha mas é pra ser bobinha mesmo! kkkkk ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...