História Quem diria! - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 9
Palavras 916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - One-shot 6: SaiSaku


Sai & Sakura

Sakura POV:

Aquele rosto, aquele sorriso que antes era falso, agora se tornou verdadeiro. Aquele garoto realmente se tornou nosso companheiro de time 7. Ele se tornou alguém especial pra mim e pro Naruto também, por mais que ele não queira admitir. Ele se tornou nosso amigo de verdade. Não sei o que está acontecendo comigo, mas já não sinto aquele sentimento forte pelo Sasuke. O que o Sasuke se tornou? Um garoto frio, que não se importa mais com Konoha e muito menos com seus amigos. Um garoto que só pensa em poder e vingança. Uma pessoa horrível que eu já esqueci. Mas, existe uma pessoa que agora se tornou a mais importante pra mim. Ele sempre quer conhecer mais sobre os sentimentos das pessoas, ele é tão puro, inocente e amável. Sim, é ele, o Sai.

Naquele dia eu estava decidida a confessar meus sentimentos pelo Sai. Por mais estranho que parecesse, eu acabei me apaixonando de verdade por ele.

- Sakura-san, por que me chamou aqui?

- Sai, tenho uma coisa pra te falar.

- O que é, feia?

- SAI! Já falei pra não me chamar de feia! – Eu bufei de raiva, já fechando meus punhos.

- Ah, desculpe, eu me esqueci que não posso ser totalmente sincero...

- Sai, você me acha feia de verdade?

- Li num livro que você pode falar a verdade sempre, porque pode magoar, hum, pelo visto isso é confirmado. Sakura-san, eu não te acho feia.

- Você está mentindo! Tá falando isso pra não me magoar! – Eu disse, já com lágrimas nos olhos.

- Não, eu, bem... Me desculpa.

- Não, não desculpo! Pelo visto a sua falsidade é muito visível! Você realmente não sabe lidar com as pessoas!

- Por que está com tanta raiva, Sakura-san?

- Não importa! – Eu disse, chorando, e dando um enorme soco na cara dele.

- Sakura-san, porque me bateu? Eu não entendo...

- Você é tão idiota!

- Por que está chorando? Você não queria me dizer algo?

- Não importa mais! Vá embora!

~

Sai POV:

Não entendo o que deu na Sakura-san. Me bateu do nada, e começou a chorar... Vou pesquisar no meu livro “Pessoas e relacionamentos”.

- Hum, será que a Sakura-san... Não, não pode ser. “Quando uma garota está muito nervosa ou vermelha, pode ser que ela queira fazer uma confissão de amor.” Uma confissão, o que é isso? Será que ela sente... O que ela dizia sentir pelo Sasuke-kun? Amor? Bom, terei que falar com ela. Eu a magoei, de verdade.

~

Sakura POV:

Eu passei o dia chorando. Eu tinha me apaixonado por um idiota que nem sabe o que é o amor! Estava com o rosto vermelho e inchado, olheiras, estava péssima. E o que é pior, a Ino me viu assim.

- Sakura! O que aconteceu com você? Andou chorando?

- Ino, não foi nada. Estou bem.

- Não está bem não! Me conte logo o que houve!

- Deixa isso comigo, Ino-san.

- Aan, Sai? O que isso tem a ver com você?

- Tudo.

- Sai? – Eu disse com uma voz que saiu muito aguda.

- Acho que entendi. Bem, resolvam vocês dois.

- Não, eu... – Então eu comecei a correr pelo corredor da sala da Tsunade-sama, sem olhar para trás.

- Sakura-san, não fuja! Eu já entendi! – Ele disse, correndo atrás de mim.

- Não, você não entendeu! – Corri o mais rápido que pude e pulei para fora da janela, começando a correr pelas ruas de Konoha.

- Pare de correr! Escute o que tenho a dizer!

Eu não sabia o que estava fazendo. Fugindo? Por que eu estava fugindo? Por que estava com muita raiva e vergonha ao mesmo tempo? Sim, eu não seria capaz de olhar nos olhos dele o encarando.

A corrida estava intensa, digamos assim, mas o meu limite estava chegando. Então parei de correr e caí no chão, num impulso de cansaço.

- SAKURA-SAN! – Sai gritou, desesperado.

- Por favor, vá embora, Sai. – Eu disse, com a voz cansada.

Ele então segurou minha mão. Eu senti um arrepio, comecei a ficar vermelha e desviei o olhar pro chão.

- Sakura-san, você me ama?

Que pergunta legal de se fazer hein?

- Bem, sim. Mas você não me ama, não é?

- Sakura-san, todo esse tempo pensei que você só amasse o Sasuke-kun... Você o esqueceu?

- Sim, eu não gosto mais dele. Eu me apaixonei por você, Sai.

- Então, eu tenho mesmo uma chance?

- Você...O quê?

O vi ficar vermelho e num impulso me beijou, como se fosse a última coisa que fosse fazer na vida. Me deixou sem fôlego, mas eu retribuí, muito confusa.

- Sai, você me ama também?

- Desculpe, Sakura-san, eu fiz isso sem pensar. É que eu fiquei muito feliz de saber que você me amava e que no fim eu pude ter uma chance com você, que durante todo esse tempo eu estive apaixonado por você, mas você só falava no Sasuke-kun, e eu mantia meus sentimentos presos e...

- Shh, Sai, não diga mais nada, eu já entendi... – Eu disse, colocando o dedo nos seus lábios.

Fiquei olhando pra ele durante alguns segundos até que finalmente eu disse:

- Eu te amo, Sai.

- Eu... Também te amo Sakura.

Dessa vez fui eu que o beijei apaixonadamente. Eu estava muito feliz e ele também. Eu pude ver o sorriso verdadeiro em seu rosto.

A verdadeira felicidade nos espera.

FIM



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...