História Quem são eles? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Visualizações 5
Palavras 395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Mistério, Policial, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo 3


A adrenalina corria por seu corpo!

Sim... Não havia sensação melhor do que ver a vítima implorando por sua vida.

E que vítima! 

Seguiu o prefeito por meses. Por meses ele acompanhou a vida secreta que aquele porco escondia. As pessoas que ele prejudicava. Mas logo, tudo isso acabaria. 

Não foi difícil entrar no carro dele. Esperou que o estacionamento estivesse vazio e escuro, e então entrou no carro luxuoso. Não havia dificuldades, entrou tão facilmente que Asuma nem percebeu que a porta fora aberta.

Suas roupas pretas tampavam todo seu corpo, deixando de fora só os seus olhos. Olhos de um predador. Seus olhos eram a última coisa que suas vítimas viam. 

Asuma não sentiu quando foi atacado. Seus olhos eram tudo que tinha vida depois que seu corpo paralizou, devido paralisante que a figura de preto havia injetado nele. Havia passado alguns anos com índios e aprendera a fazer vários tipos de remédios para vários casos específicos. Asuma assistiu paralisado enquanto a figura o cortava profundamente, enquanto seu sangue o manchava...


Shikamaru Nara se sujou como um bebê enquanto implorava por sua vida. Mas ele o encarava impassível, enquanto ria de prazer por dentro.


"Olha só! O empresário, milionário, o pai da arrogância, Shikamaru Nara se cagando e chorando de medo! Isso é impagável..."


Já Yamato, duvidou que fosse de fato morrer. O que o fez sentir um prazer maior em matá-lo. Enquanto Yamato ria, ele fez um corte longo e profundo em sua garganta. Foi tão rápido que até ele ficou surpreso com sua própria agilidade. Os risos de Yamato se transformaram em sons de engasgo e sangue esguichando, até que finalmente parou de fazer som. E não restou nada além disso. Sangue e um corpo morto. 

Matar era sua diversão. E sumir sem deixar rastros fazia parte. Até agora fizera esse trabalho com excelência.

E com Asuma não foi diferente. Sabia que a polícia demoraria para encontrar uma ligação ou qualquer evidência. Mas prometeu que quando matasse a última pessoa de sua lista, entregaria todas as provas, e a razão pela qual matara esses homens, e depois sumiria, talvez fosse em busca de novas presas em um outro país. 

Mas, por ora, ele esperaria, daria um tempo antes de partir para o próximo item de sua lista. Ah... Esse sim era repulsivo. Tão repulsivo que merecia morrer duas vezes. Mas para ele, a morte seria bem mais dolorosa...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...