História Quem são os Winchesters? - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Supernatural
Personagens Abaddon, Ash, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Crowley, Dean Winchester, Ellen Harvelle, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Jo Harvelle, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Dean Winchester
Exibições 149
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIOIOI!!!!
Mais uma att pra vcs <3
Boa leitura!!

Capítulo 28 - Eu odeio você


Fanfic / Fanfiction Quem são os Winchesters? - Capítulo 28 - Eu odeio você



 

Amylee POV

 

Acabou que eu e Sam saímos atrás dos benditos demônios que estavam perseguindo Lisa. Ficamos dois dias fora. Eu estava feliz enquanto voltávamos para o bunker. Finalmente, Lisa iria embora e eu ficaria com Dean, como sempre. Claro que eu fiquei receosa de deixar Dean sozinho com ela e o garoto, mas eu confiava nele e acreditava que ele não faria nada de mais.

Entrei no bunker e fui direto para o quarto onde eu e Dean dormíamos, afinal eram 3:40 da manhã e provavelmente ele estaria dormindo. Meu coração estava acelerado e eu não via a hora de abraçar Dean. Abri a porta do quarto e vi Dean na cama dormindo, com Lisa em seus braços. Foi como um soco no estômago. Fechei a porta com força e saí correndo. “Dean e Lisa”, “Dean e Lisa”. Aquilo ficava ecoando repetidas vezes na minha cabeça. “Como você é burra”, pensei, “você sabia que isso iria acontecer”.

Comecei a chorar enquanto tentava achar uma saída naqueles corredores. ótimo momento para se perder, não é?

- AMY! - ouvi Dean gritar e comecei a correr ainda mais rápido - AMY, ESPERA!

Continuei correndo e acabei em uma sala onde normalmente prendíamos os demônios que capturávamos.

- Ei. Pára - ele disse e eu olhei para ele, afinal, não havia outra saída.

- Não venha com aquela frase ridícula “não é o que você está pensando” - eu disse em meio às lágrimas.

- Amy, por favor. Eu amo você. Eu bebi demais ontem à noite. Eu não sei o que aconteceu.

- Você transou com ela, Dean - falei - você me traiu - eu disse aquelas palavras e senti um aperto no peito.

- Amy, não - ele disse se aproximando de mim, mas eu recuei - por favor.

Eu dei um meio sorriso e acertei Dean com um soco. Ele cambaleou e eu o acertei novamente, fazendo com que ele caísse no chão.

- Eu odeio você, Winchester - falei e montei nele, acertando-o no rosto várias vezes, enquanto as lágrimas rolavam pelo meu rosto.

Dean começou a sangrar pela boca e tinha um pequeno corte em sua sobrancelha.

Parei de bater nele e deixei o choro me consumir. Dean segurou meus braços e eu me soltei dele.

- Tira suas mãos de mim - falei e dei um soco nele novamente.

Ouvi uma arma ser engatilhada atrás de mim e eu me virei, deparando-me com Lisa apontando a arma em minha direção. Levantei e olhei-a. Ela estava vestindo apenas a camisa de Dean.

- Amy - ouvi Dean balbuciar.

- Atira - eu disse abrindo os braços - ATIRA, SUA VADIA - gritei e ela pulou para trás - foi o que eu pensei - falei isso e saí dali, indo até o quarto e juntando todas as minhas coisas.

- AMY - ouvi Sam gritar quando eu estava prestes a sair pela porta do bunker - o que aconteceu? Você está suja de sangue.

Olhei para a minha regata e percebi que havia respingos de sangue nela. Meu braço e minha mão estavam sujos também.

- Tá indo pra onde? - ele perguntou, afinal eu não respondi as perguntas anteriores.

- Eu vou embora - falei, mas saiu como um sussurro.

- Por que você tá chorando? - ele perguntou e me olhou mais seriamente - me conta o que tá acontecendo.

- Foi Dean - eu disse e senti as lágrimas se formarem em meus olhos novamente - foi o Dean - repeti.

- O que ele fez? - Sam perguntou, parecendo ficar cada vez mais preocupado.

- Ele dormiu com a Lisa - respondi e senti um aperto no peito - ele me traiu de novo, Sam. Eu não consigo mais. Eu me descontrolei e bati nele - suspirei e enxuguei meu rosto com as costas da mão - eu só quero ir embora e nunca mais ver a cara dele.

Virei-me para sair mas Sam segurou meu braço.

- Qual é, Sam - esbravejei - me solta.

- Amy, você tem que ficar. Não vá embora de novo.

- Ficar? - falei, sarcasticamente - nem morta. Eu só queria que tudo ficasse bem. Que tudo andasse como deve ser, mas sempre alguma coisa estraga tudo. Eu tô extremamente cansada disso. Eu não posso continuar assim.

Sam estava me olhando com uma expressão de dor enquanto me ouvia. Senti as lágrimas começarem a escorrer pelo meu rosto novamente e ele me puxou para um abraço.

- Eu sinto muito - ele disse enquanto me abraçava.

Eu tentei não chorar como uma pessoa desesperada na frente dele, mas não adiantou muito. Quando ele me envolveu em um abraço, deixei o choro me consumir. Eu estava exausta. Eu voltei pra casa e recebi um belo tapa na cara da realidade. Eu odiava Dean. Ele havia quebrado meu coração, pela segunda vez. Eu só queria sumir e eu desejava com todas as minhas forças poder voltar no tempo e nunca ter cometido o erro de me envolver com um cara mulherengo como ele. Ao mesmo tempo que eu o odiava, eu também o amava.

- Eu preciso ir - falei depois de um tempo, soltando-me do abraço dele.

- Não precisa - ele disse - isso não vai te ajudar.

- Ficar também não - respondi.

- Amy, por favor - ouvi Dean dizer, apoiado na parede ao fundo.

Olhei com desprezo para ele e me virei.

- Tchau, Sam - falei e saí o mais rápido possível dali.

 

Sam POV

 

Vi Amylee sair e Dean começou a andar até a porta, cambaleando.

- Amy, não. Não vai embora - ele disse e tropeçou no degrau.

- Dean, calma aí, cara - falei, indo até ele.

- Amy, - ele disse e começou a chorar - não deixa ela ir, Sam.

- Eu não posso fazer nada - respondi, vendo meu irmão desesperado.

- Amy - Dean continuava, chorando - me perdoa.

Fiquei ali, olhando pra ele, sem saber o que fazer ou dizer.

- Eu sou um idiota - ele disse - eu não mereço ela.

Olhei uma última vez e deixei ele sozinho. Confesso que eu também estava com raiva dele.

Amylee era uma garota incrível e Dean conseguiu estragar tudo com ela. E não foi uma única vez, foram duas. Era horrível pensar isso, mas como ele disse, ele não merecia ter alguém como ela.


Notas Finais


:c


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...