História Quem são os Winchesters? - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Supernatural
Personagens Abaddon, Ash, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Crowley, Dean Winchester, Ellen Harvelle, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Jo Harvelle, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Dean Winchester
Exibições 70
Palavras 846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá migos.
Tenho notícias talvez não tão boas:
1. Devido ao rumo da história, vou entrar em sincronia total dessa fic com o final da décima temporada e o decorrer da décima primeira, entãããão, vai demorar um pouquinho pras att chegarem, pois preciso rever os episódios e escrever não é tão fácil.
2. Prometo que serão capítulos mais promissores e emocionantes, vocês já assistiram e viram como é, certo?
3. A partir de agora, TODOS os capítulos serão narrados do ponto de vista de Amylee, até que eu diga o contrário, belezinha?
4. Não desistam de mim, eu amo vocês <3

Boa leitura >-<

Capítulo 41 - Recaída


Fanfic / Fanfiction Quem são os Winchesters? - Capítulo 41 - Recaída

 

Amylee POV

 

Eu estava sem reação, vendo Dean ajoelhado em minha frente esperando uma resposta. Eu só sentia as batidas aceleradas do meu coração, era como se o mundo ficasse mudo.

- Eu… - comecei a dizer e respirei fundo - eu não sei como você teve coragem de me perguntar isso.

Vi o leve sorriso do seu rosto desaparecer e dar lugar à um semblante preocupado.

- Como? - ele perguntou franzindo a testa.

- Dean Winchester - eu disse - depois de tudo o que nós passemos você tem alguma dúvida de que a resposta seja sim?

Ele sorriu e colocou o anel em meu dedo, levantando-me em um abraço logo em seguida.

- Eu amo você - ele sussurrou.

- Eu também amo você - respondi e beijei-o, sentindo a pressão de seus lábios contra os meus e o calor de seu corpo contra o meu. Foi um  beijo delicado e intenso, o qual pude sentir cada movimento com êxtase.

Afastei-me dele e senti as lágrimas descendo pelo meu rosto. Dean passou a mão pelo meu rosto, enxugando-as e sorriu. Foi o sorriso mais bonito que eu vi em toda minha vida.

Abracei-o de novo e nós nos encostamos no Impala até que Sam chegou.

- Pelo visto ele arrumou coragem e te contou - Sam disse apontando para o anel.

- Você sabia? - perguntei para Sam.

- Faz um bom tempo - ele disse e sorriu.

O relógio chegou no horário esperado e a queima de fogos começou.

Dean passou o braço pelo meu ombro e eu abracei sua cintura. Estendi minha mão para Sam e puxei-o para perto. Observamos aquela dança de luzes no céu e brindamos com o champagne, desejando um novo recomeço.

Eu e Dean nos hospedamos em um hotel, sozinhos, enquanto Sam ficava em um chalé perto da floresta.

- Merecemos uma noite especial - Dean disse se aproximando de mim, passando seus braços por minha cintura.

- Concordo plenamente - respondi e o abracei, iniciando um beijo lento, intenso e quente.

Dean deslizava suas mãos pelo meu corpo, causando-me arrepios. Passei minha mão em seu ombro e fui descendo, levando sua camisa junto, jogando-a longe em seguida. Ele me ergueu em seu colo e eu entrelacei suas cinturas com minhas pernas, sendo conduzida por ele até a cama. Ele me deitou e começou a abrir os botões da minha calça enquanto eu me livrava da minha camisa. Vi Dean tirar sua calça e depois sua camisa, deitando sobre mim em seguida. Ele beijava meu pescoço e descia suas mãos ao meu quadril, fazendo com que eu me contorcesse na ânsia de senti-lo sendo meu.

- Dean - eu falei ao sentir seu toque ficar mais forte sobre a minha pele - vai com calma.

- Tudo bem - ele sussurrou e continuou a me beijar. Senti a pressão de seus dedos ainda forte em meu corpo e protestei:

- Qual é - eu disse e empurrei-o, mas ele pareceu me ignorar - para com isso.

Dean estava me machucando e eu tentava tirá-lo de cima de mim, mas ele era mais forte que eu.

- Mas que merda você tá fazendo? - perguntei e dei um soco em seu rosto, fazendo com que ele saísse de cima de mim.

Rastejei para fora da cama e ele segurou meu pé.

- Temos que terminar o que começamos - ele disse e subiu em mim, mantendo suas mãos em volta do meu pescoço, deixando-me sem ar.

Olhei para o vaso que estava em cima do criado-mudo e estiquei meu braço para pegá-lo, quebrando-o na cabeça de Dean, que caiu desmaiado ao meu lado.

Fiquei deitada no chão, ofegante, enquanto sentia as lágrimas se formarem em meus olhos. Sentei-me e vi os cacos de vidro em volta dele, o que me fez chorar. Peguei o telefone e liguei para Sam.

- Amylee? - ele disse depois do terceiro toque.

- Sam - eu disse com um misto de medo e alívio - pode vir pra cá?

- Mas…

- Sam - falei - Dean tentou me matar.

- Já tô indo - ele respondeu e desligou.

Vesti minhas roupas novamente e sentei no sofá no canto do quarto, fitando Dean desmaiado no chão.

Sam chegou minutos depois, abrindo a porta abruptamente e olhando Dean no chão.

- Amy - ele disse sentando-se ao meu lado - o que aconteceu?

- Ele não parava - comecei a dizer e senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto - eu… por um segundo eu achei que não era Dean.

Sam franziu a testa e se aconchegou melhor ao meu lado, puxando-me para um abraço acolhedor e protetor.

- Tá tudo bem agora - ele disse afagando meu cabelo, o que me fez começar a chorar - tudo bem, eu tô aqui.

Abracei-o e fechei meus olhos. Meu coração ainda estava disparado e eu tremia, de medo, de desespero, de frustração por pensar que não teríamos mais problemas com Dean, quando na verdade, estávamos apenas negligenciando o que estava na nossa cara.


Notas Finais


:s


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...