História Quem são vocês? - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Visualizações 17
Palavras 503
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Mistério, Suspense
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Sangue inocente


Todos olhavam fixo para os alfas que estavam quase chegando. Banguela estava ao lado de Stoico. Os guerreiros de Berk começaram o ataque.
Pedras foram lançadas, dragões cuspiram fogo, lanças foram jogadas. Absolutamente nada funcionou. Os inimigos desviavam com tamanha graciosidade. Era como uma dança mortal, erre um passo e morra, mas isso não possuía força para desmontar a expressão indiferente do rosto de Soluço e sua companheira.
Gritos e ordens eram cuspidas das bocas de todos, mas com ou sem os berros nada mudaria. Todos estavam com os sentimentos a flor da pele, mas não poderiam deixar que isto os atrapalhassem nos ataques e na defesa.
Mesmo com o grande esforço proporcionado pelos guerreiros determinados, os inimigos foram capazes de adentrarem na defesa com facilidade.
As asas do Alfa do Fogo eram afiadas e duras, ótimas para um ataque de curta distância ou para defesa, sem contar ainda nas bolas de fogo que tanto assustava e afetava os guerreiros.
A Alfa da Lua possuía garras e seu ataque saia de dentro de sua garganta. As cordas vocais vibravam com uma potência assustadora revelando um som extremamente alto que inutilizava os guerreiros.
Ninguém recebia um ataque fatal, isso porque o objetivo deles era apenas um. Destruir o alvo do inimigo, Stoico.
Kaezede atacava os guerreiros que iam onde estava. Ela não avançava, se mantia parada. Enquanto isso Soluço apenas andava em direção de seu pai. Absolutamente nenhum guerreiro chegava perto dele, mas como conseguiriam? Soluço sempre jogava uma pequena chama nas roupas daqueles que se aproximavam. O garoto andou reto até Stoico e o mesmo se preparava com uma careta fechada e irritada.
Os dois ficaram cara a cara, fitando o outro. Rapidamente Stoico puxou o machado que mantia nas costas e atacou com toda sua força aquele que já fora seu filho. Por sua vez, o garoto levantou a mão direita cheia com escamas, ainda mais rápido, e bloqueou a trajetória da arma. Stoico esbugalhou os olhos e seu queixo caiu.
Soluço - Nunca ataque um alfa de frente.
Soluço falou e se afastou alguns metros do homem. Ergueu a mão à altura do ombro e seus dedos começaram a faíscar. Após poucos secundos era possível ver uma bola que brilhava mais ardentemente que o Sol.
Com o ataque definitivo pronto, Soluço voou até Stoico com uma velocidade além do normal e acertou o ataque. A feição indiferente foi finalmente quebrada.
Diante dos olhos arregalados de Soluço estava Astrid. A loira se jogara na frente de Stoico, salvando o líder. Em seus últimos momentos de consciência ela enfrentava o olhar do Alfa com audácia. Quando rugiu gotículas de sangue pintaram o rosto do garoto.
Astrid - Sei que você não é o Soluço, mas não deixarei que ele pense que matou o próprio pai.
O Alfa retirou a mão que havia passado pelo tronco da garota, por sorte em um lugar sem órgãos, e segurou o corpo dela quando ela caiu.
Soluço - ASTRID!
O alfa dentro de Soluço fora completamente domado.


Notas Finais


Vcs:. Kina, ia ser legal se vc se decidisse
Eu: Comassim?
Vcs:. O Soluço é do bem ou do mal caralh*?
Eu: Sla, o mlk muda da noite pro dia, parece o Sasuke
Vcs:. VC É A AUTORA! VC Q MANDA NISSO!
Eu: Legal, vou comer.
Vcs:. ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...