História Quer brincar, daddy? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Visualizações 122
Palavras 999
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee! Voltei com mais um hot 🌚! N me responsabilizo por calcinhas! KSKSKSK bjs!

Capítulo 1 - Vamos brincar, babygirl!


Fanfic / Fanfiction Quer brincar, daddy? - Capítulo 1 - Vamos brincar, babygirl!

-S/a? Por que me acor...- ele para de falar assim que me vê. Estava usando uma langerie preta, com uma orelha e rabo de gatinho também preto, e, tenho que admitir, estava gostosa para um caralho!

-Oppa, não estou conseguindo dormir...- digo manhosa, mas logo depois abro um sorriso malicioso- Quer brincar, daddy?- pergunto me aproximando da cama, assim que chego, começo a massagear meu clítoris.

-É pra já, babygirl!- diz malicioso, tirando a coberta de cima dele, dando a visão de seu corpo maravilhoso, com apenas sua box preta, nossa! Tão gostoso esse meu daddy!

Sinto meu pulso ser puxado, e quando vejo, já estou por baixo dele, com suas mãos prendendo as minhas!

-Vamos brincar, babygirl!

Dou uma risada e digo:

-Antes, trouxe uns brinquedinhos novos pra gente, daddy!- ele me solta, arqueando as sobrancelhas, vou até a sacola da mesma loja onde comprei a langerie, pego a mesma e coloco na cama, para que Tae possa ve-la!

Ele pega a sacola e a vira, fazendo cair tudo o que tinha: quatro algemas, uma mordaça (daquelas que tem um bola onde fica a boca), uma venda e um vibrador. 

-Amor, não tinha chicote?- pergunta Tae, com um biquinho, eu sento na cama e o respondo:

-Não! Tinha acabad...-Sou interrompida com uma coisa entrando na minha boca, a mordaça! Tae me deita, colocando uma algema no meu braço e no pé da cama, e assim com o outro braço, ele abre bem as minhas pernas e faz o mesmo com as outras duas algemas, logo ne vendando também!

-Sabe baby... Você mereçe um castigo, sabe o por que?- faço que não com a cabeça- Você se tocou, e, como já te disse antes, só eu posso te tocar! Mas não se preocupe, não será imediatamente!- ele diz passando os dedos por todo o meu corpo, me arrepiando, enquanto ficava entre morder, chupar ou lamber meu pescoço!

-Hun... Ah- gemo abafado, por causa a mordaça!

Ele procura o fecho de meu sutiã, e, assim que acha, o solta, começando a chupar lentamente um seio, enquanto o outro, era massageado bem levemente, me deixando frustrada!

-Hum!- gemo em desaprovação. 

-Calma baby, ainda nem começei!- sorri maldoso- Implore, então baby!- ele diz enquanto coloca de lado a mordaça. 

-Ande logo daddy! Não me torture assim!- ele solta uma risada nasalada e coloca de volta a mordaça!

Ele volta a lamber e chupar meu seio e massagear o outro, só que desta vez, mais rápido! 

Ele vai descendo os carinhos para minha barriga, indo de encontro com minha calcinha, logo voltando, e assim vai fazendo, até eu não me aguentar e começar a me debater, estava louca para sentir sua língua na minha bucetinha!

Sinto daddy bater em minha bunda fortemente, me fazendo parar, e ele dar risada.

-Esta vendo como tenho poder sobre você?!- diz e eu reviro os olhos, fazendo-o me dar outro tapa na bunda.

Não demora muito e sinto a calcinha ser rasgada, eu até ia reclamar, mas minha mente foi ocupada com a sensação da sua língua rodeando minha intimidade!

-Quero ouvir seus gemidos!- ele fala, tirando minha mordaça! 

Ele volta a minha intimidade, abrindo-a e dando leves tapinhas, que me fizeram gemer um tanto alto...

Ele volta a me torturar, brincando com minha entrada e meu clítoris.

-Ooh... Ah... Daddy, por.. Favor.. Me come logo!- imploro e no mesmo instante sinto sua língua entrar com tudo em mim, me fazendo gritar!

Ele ia entrando e saindo, quando entrava, dava uma sugadinha e, quando saia, mordiscava meus lábios vaginais, e assim foi indo, até ele perceber que eu estava prestes a gozar, tirando sua língua de mim! Ele solta as algemas que prendem meus pés, voltando a aqueles movimentos, aproveito meus pés livres e envolvo minhas pernas a sua cabeça, intensificando os movimentos! E quando estava quase gozando, ele para, espera um tempo e enfia dois dedos tudo de uma vez em mim, e, aposto que o Brasil ouvio o grito que eu dei!

Ele ia enfiando bem fundo, atingindo meu ponto G, ele ia bem fundo e forte, até enfiar mais um dedo, não aguentei e gozei!

Ele soltou meus braços, dizendo:

-De quatro para o daddy!- assim fico, ele prende minhas mão com uma algema e prende meus pés com outra, jogando as outras duas em qualquer lugar! 

Sinto suas mãos me rodeando, segurando minha cintura com firmeza e enfiando bem fundo, acertando meu ponto G em cheio, ele me conhecia muito bem, sabia cada área de meu corpo, talvez até mais que eu! Ele ia almentando a força e a velocidade, ia dando tapas em minha bunda e ia mordendo meus ombros! Rapidamente ele tira as algemas e senta na cama sem descolar nossas intimidades, logo entendo e começo a calvagar, gozamos, porém não paramos por aí, ele levanta e me encosta na parede, me estocava mais e mais, até gozarmos de novo! 

Tiro minha venda e empurro meu daddy até a cama, sentando-o na cama, desço e começo a chupar seu pau, massageando o que restava, começo a chupar mais rápido, ele joga sua cabeça para trás, gemendo rouco, uma coisa que enlouquecia! Ele pega meus cabelos, ordenando a velocidade, massageio mais rápido, fazendo-o gozar, bebo tudo, não desperdiçando nada!

Ele pega uma algema que estava jogada no chão, me prendendo na cama de novo, me vendando outra vez, sinto a cama afundar, Tae começa a acariciar minha coxa, e, automaticamente abro minhas pernas, me surpreendendo com ele enfiando algo em minha entimidade, gemo alto, deduzo que seja o vibrador, confirmando minha hipótese ao sentir o objeto vibrar fraco, mas ia almentando conforme o tempo, e, quando chegou no máximo, eu já gemia loucamente, que nem uma puta!

-Aah! Caralho.. Porr..- sou impedida graças a porra da mordaça!- começo a me contorcer e Tae logo algema meus pés também, me imobilizando!

-Este é o seu castigo, baby! Boa noite!- ouço sua risada e sinto o mesmo deitar, dormindo logo depois, e eu ali, presa, com o vibrador no máximo! Aish! Vou ter que passar a noite inteira aqui! Sendo torturada! Ai que ódio de um ser chamado KIM TAEHYUNG!


Notas Finais


Tae do mal! Gente, desculpa se ficou ruim, é que eu estou com sono e estou loica pra postar esse oneshot! Juro que amanhã ou quando der, corrijo! Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...