História Quer dormi lá em casa? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amigo, Gay, Melhor Amigo
Exibições 52
Palavras 359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura, desculpa pelos erros ortograficos, to me esforçando para melhorar porque amo escrever pra vocês >_<

Capítulo 4 - O amor realmente existe?


Fanfic / Fanfiction Quer dormi lá em casa? - Capítulo 4 - O amor realmente existe?

Caio: Não para! Droga você faz isso tão bem... – Suas palavras eram tão sinceras quanto inexperientes, ninguém tinha feito aquilo daquele jeito com ele, dando tanto prazer.

Caio após o próprio êxtase desejou retribuir, se abaixou, tirou a calça de Lucas completamente decidido em prosseguir, suas mãos tinham certas dificuldades em obedecer. O membro do passivo estava bem desperto.

Lucas: - Tem certeza? Você não prec... – por impulso Caio começou a lamber se acostumando com o gosto, ainda desajeitado colocou o volume em sua boca, olhou para o rosto avermelhado do que era chupado, os gemidos de seu parceiro lhe diziam que estava fazendo da forma certa.

Lucas: - PARA! – ele continuou, como consequência sua boca também se encheu de esperma. O novo gosto assustou nos primeiros instantes. – Cospe! – o bi desobediente engoliu e depois voltou a limpar com a linga o membro de Lucas, acabaram se beijando em seguida, os sabores foram compartilhados.

Caio: - Posso enfiar em você? – seu semblante ingênuo mexeu com os sentimento de Lucas.

Lucas: - Droga, só enfia logo! – Não conseguia evitar, seus gemidos se intensificaram, o infeliz na primeira estocada havia acertado sua próstata em cheio, os movimentos de vai e vem foram alternados entre um ritmo lento e um rápido que provocou fortes palavrões.

Caio: - Você é meu... – se inclinou abraçando-o enquanto preenchia o seu interior com semem.

Lucas: - Não sou de ninguém. – os dois após consumarem seus desejos tomaram banho juntos, um ajudou o outro a passar champoo no cabelo, o sabonete pelo corpo, Lucas foi o que mais relutou, mas não consegui dizer não aos carinhos e beijos. Queria acreditar que realmente estava sendo amado.

Caio: - Vamos jantar? – Seus olhos pediam mais, mais sexo, com certeza tinha adorado sua nova experiência. Lucas havia percebido o pedido naquele olhar, após comerem, foram para o quarto, transaram até o amanhecer, exaustos se entregaram ao sono.

<...Sala, enquanto os dois dormiam...>

Evitando ser notado, alguém passava, silenciosamente, uma carta por debaixo da porta. Depois de completar  seu objetivo foi embora...

<apartamento de Daniela>

Deitada passava a mão por cima da sua blusa... acariciava o que germinava em seu útero.


Notas Finais


O que tão achando fofos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...