História Quer dormi lá em casa? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amigo, Gay, Melhor Amigo
Exibições 26
Palavras 404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Yoi, tudo bem pessoas >_< ? Boa leitura, ta fazendo muito calor na cidade onde eu moro, sem animo aki O_o espero que gostem....

Capítulo 9 - Me proteja enquanto durmo 1


Fanfic / Fanfiction Quer dormi lá em casa? - Capítulo 9 - Me proteja enquanto durmo 1

<< Quanto mais Lucas tentava se afasta, menos seu corpo obedecia, algumas pessoas que passavam começaram a cochichar e olhar com certo desprezo para o que acontecia entre os dois.>>

Lucas: - Me solta! – conseguiu se afasta graças a um soco forte, sua mãe doía, mas havia valido a pena.

Classios: - Droga você não deveria ser tão forte...

Lucas: Porque? – sua mão tremia, seu corpo repreendia seu ato. Mesmo com sangue escorrendo por sua boca Classios não revidou, seu olhar não mudou, permanecia estranhamente inalterado.

Lucas pegou a sacola com os pães, as duas fatias de bolo estavam destruídas, olhou confuso para a pessoa que naquele momento mais odiava no mundo.

Classios: - Eu beijei porque você demorou, não, não foi apenas por isso, no fundo quero que você seja gay. – Poderia ele estar apaixonado pela pessoa que estava espionando?

Lucas: - Nunca mais se aproxime de mim novamente. – Seu semblante extava fechado como nuvens de uma tempestade, seus olhos tão famintos quantos os de um leão. Seu corpo fervia, queria bater novamente naquele escroto.

Classios segurou suas mãos, o tirou do meio daquelas pessoas que já estavam abertas a possibilidade de chamar a polícia. Porque suas pernas seguiam aquele homem? Seu corpo havia acreditado nas palavras mais perigosas para se acreditar.

Classios: - Eu acho, que te amo.

Classios: - Não posso negar que mereci o soco. Mas precisávamos de um lugar mais reservado, acho que já percebeu, na fila não foi a primeira vez que nos vimos. – nesse exato momento ele se lembrou.

Lucas: - Quando eu atravessava a rua, aquele homem estranho perto do poste ou sentado no banco em frente a minha casa era você? Quem é você? – olhou para os lados percebendo que agora estava em um beco, sozinho com o perseguidor que ainda segurava sua mão.

Lucas: - Como fui idiota. Por quanto tempo andamos? Onde você me trouce? Vai me assaltar?

Classios: - Não sou um ladrão.

Lucas: - Vai me matar? – tinha certeza que algo ruim aconteceria. Sua alma sussurrava ao corpo que deveria se preparar para o pior, a primeira sensação veio dos lábios que foram preenchidos por um profundo beijo apaixonado.

Lucas pensou: - Se entregar? Resistir? Quem é ele? O gosto do seu sangue está na minha boca... Meus olhos, meu corpo está tão quente... Mundo? Porque você sumiu? – Seus olhos se fecharam como se seu corpo tivesse sido desconectado da tomada.


Notas Finais


sono? Febre? Sera que nosso Lucas esta ficando doente?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...