História Querida Lis - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Reus
Tags Futebol!, Marco Reus
Exibições 99
Palavras 1.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 45 - The End


Fanfic / Fanfiction Querida Lis - Capítulo 45 - The End

 


Fazem quatro anos que estamos casados, posso dizer que não estou nenhum pouco arrependida da minha decisão, pelo contrário, acho que não poderia ter escolhido melhor. Estamos morando em Madrid desde ano passado, quando Marco assinou contrato com o Real Madrid e nós tivemos que nos mudar para  cá, no começo eu hesitei um pouco por que nossa filha além de ter que aprender alemão agora terá que aprender espanhol também, mas como ela ainda tem três anos, não será tão complicado assim. Nós estamos nos adaptando aos poucos, mas posso dizer que é último morar em uma cidade onde existe um clima mais quente, onde as pessoas são mais amigáveis e que não me trás lembranças ruins. Estou me sentindo mais leve e parece que  meu marido também, ele está adorando o novo time e seus colegas. 

Sinceramente, eu não acreditava mais que as pessoas seriam capazes de mudar, mas meu marido está me provando isso todos os dias desde que nos casamos, ele vive exclusivamente pra nosssa família, nada de festas, de bebedeiras e muito menos de mulheres. Marco realmente está levando a sério esse lance de ser outra pessoa e eu estou amando cada vez mais esse alguém que ele está se tornando. Ele se tornou o melhor pai que Yves poderia ter, sempre faz questão de deixar é buscar ela no colégio, ele que se levanta no meio da noite para saber se está tudo bem com ela, ele que passa horas em claro quando ela tem pesadelo durante a noite. os dois sempre vão ao cinema juntos quando estreia um filme de desenho animado, ele até ensinou ela a gostar de Harry Potter. Com tudo isso, eu posso dizer com certeza, que ele será um pai maravilhoso para esse bebê que está na minha barriga. 

Porque eu achei escolhendo ele? Porque apesar de todos os machucados que ele me casou, eu não poderia passar o resto da minha vida com outra pessoa pensando nele todos os dias. No dia em que Mats apareceu naquela lanchonete no subúrbio para dizer que me amava, aquilo mexeu bastante comigo e eu até pensei em aceitar sua proposta, pois eu sabia que ele me amaria mais ainda e amaria meu bebê também. Mas eu não conseguiria amar ele da mesma maneira que amo Marco, eu poderia aprender a amar ele, mas os meus pensamentos sempre estaria com Marco todos os momentos. Eu também não poderia privar ele da convivência com nossa filha, eu nunca teria coragem de fazer isso, então por todos esses motivos e por amar ele depois, eu perdoei seus erros e aceitei seu pedido de casamento. 

Claro que essa vida não era nada do que eu tinha sonhado para mim, mas como eu poderia viver sem ele? Eu aceitei ceder um pouco para não perder o amor da minha vida porque eu sei que ele nunca será uma pessoa comum que terá uma vida comum, muito pelo contrário, a vida dele nunca terá nada de comum, por isso eu estou me acostumando com a ideia de viver assim. Eu não conseguiria mais viver sem ele, ele acabou se tornando como um vicio para mim, sem ele tudo perde o sentido, como se nada mais tivesse tanta importância. 

Era noite da véspera de Natal, Yves estava sentada ao lado da árvore esperando o Papai Noel vir deixar o seu presente desde as seis da manhã. Yves era tão parecida com Marco, pele branca como neve, cabelos loiros lisos e lindos, sua personalidade era uma versão feminina dele, mas ela tinha olhos azuis como o meu pai. 


- Mamãe, porque ele está demorando tanto? - Yves perguntou com a mão no queixo sentada ao lado da árvore

- Filha, ele vem quando todos estarão dormindo - Eu disse colocando os pratos na mesa

- Mas eu quero tanto ver ele, mamãe - Ela respondeu com um bico nos lábios

- Filha, vem comer um pouco - Marco disse com cara de sono descendo as escadas 

- Está bem, papai - Finalmentes Yves levantou e veio para mesa comer um pouco


Mário, sua namorada e os meus sogros estavam aqui para compartilhar a ceia conosco, estava sendo uma das vésperas de Natal mais especiais para mim. Era maravilhoso passar um tempo com todos, esse era o melhor presente de aniversário que eu poderia pedir, estou totalmente realizada. Nos divertimos enquanto comíamos, dávamos risadas e conversamos sobre os mais diversos assuntos.


- Por que está aqui? - Eu perguntei abrindo a porta do nosso quarto vendo Marco sentado na cama depois da ceia

- Lis, senta aqui. Não tivemos nenhum momento sozinhos nesse dia tão corrido - Ele disse batendo na cama 

- Está tudo bem? - Eu perguntei acariciando seu rosto quando sentei ao seu lado na cama


Marco tirou uma caixinha preta de veludo do bolso, abriu com delicadeza relevando um cordão dourado com um pingente lindo onde estava escrito nossos nomes, era um círculo onde havia um coração com pedras preciosas cor de rosa separando cada um dos nossos nomes. Marco, Lis, Yves e Anna? Ele tinha dado um nome para nossa bebê?


- Anna? - Eu perguntei tocando o cordão com todo cuidado

- Yves que escolheu, ela disse que será uma princesa igual aquele filme que ela assiste toda noite - Marco disse sorrindo e deixar uma lágrima escapar

- Eu amei, meu amor - Eu disse abraçando ele com todas as minhas forças

- Só quero te dizer obrigada por tudo, por estar ao meu lado quando te machuquei, por me apoiar em minhas decisões e obrigada por ser essa pessoa tão maravalhosa que me mudou tanto - Ele disse sorrindo

- Eu te amo - Eu disse encostando sua testa na minha

- Mamãe - Yves entrou no quarto pulando no colo do seu pai, ela estava muito animada

- Eu amo vocês mais que tudo nessa vida - Marco disse quando abraçou nós duas


O que mais eu poderia querer? Estou na minha casa na véspera de Natal com meu marido e nossas duas filhas, as pessoas que eu mais amo nesse mundo. 


Notas Finais


Finalmente terminei de escrever essa fanfiction, posso dizer que irei sentir falta de escrever o sobre o amor desses dois, sobre a Lis que é tão doce, sobre o Marco ter mudado para não perder o amor da sua vida. Nunca achei que me apegaria tanto a uma história, só tenho a agradecer a todas que acompanharam essa fanfiction, obrigada por ler, obrigada pelos comentários. Então as minhas leitoras fiéis, podem esperar que daqui alguns dias estarei postando aqui sobre minha nova fanfiction, ainda não escolhi o jogador que será o personagem principal, mas prometo que farei o melhor para vocês lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...