História Querida Park - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Originais, Original, Park, Querida Park, Suícidio
Visualizações 8
Palavras 648
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


~Obrigado por ler o primeiro cap se você chegou até aq não se preucupe pq eu vou postar o 3 logo logo <3 <3 bjo

Capítulo 2 - Capitulo II



                                                                   [...]
 Ouço o despertador fazer um barulho muito alto por conta de estar do meu lado
 — Hm...ah, que dor de cabeça—Falo me erguendo meu tronco—
— Eu...me sinto estranho—Falo limpando meus olhos vendo o despertador marcando 12:00—
 Me levanto me sentindo mais alto do que antes
— O que esta acontecendo?—Vou até o banheiro um pouco desiquilibrado por conta de me sentir um pouco mais alto—
 Vou até o banheiro lavando meu rosto colocando minhas mãos na borda da pia olhando para o alto.
 Me senti um pouco estranho até... até eu olhar para o espelho
— AAAAAHH—gritei ao me assustar batendo minhas costas na parede—
— QUE [email protected] É ESSA?—gritei novamente ao ver meu rosto—
 Eu não conseguia me ver no espelho, eu só conseguia ver David, que era namorado da Park, eu fiquei por algum tempo olhando para aquele espelho sem entender nada do que estava acontecendo
— Mas.... O que?—Continuo olhando para o espelho sem entender o que estava acontecendo—
— Aquele homem tinha dito algo sobre isso—falo Olhando para o alto—
"— A garota que se importava com você esta muito triste então ela ira.. se suicidar
— O-o que?—Falei sem desviar meus olhos do homem—
— Porém você tem uma chance de mudar isso
— C-como?
— Você ira ressurgir no corpo de alguem que ela conhece para tentar mudar isso."
— AH, Park!—Falo me lembrando do que o homem havia dito—
 Sai as pressas de casa seguindo em direção a casa da Park tropeçando por conta de estar correndo.
 Ao chegar lá tentei abrir a porta ,porém a porta estava trancada

— PARK!—Gritei chamando a menina esperando a resposta—
— Park!—Gritei mais baixo na janela da menina—
 Bati na porta da menina com força ainda a chamando

 David?—Disse ela na janela com voz baixa—
— Park—Falei olhando para a menina—

 Ela abriu a porta.. e eu me assustei com ela
A menina abriu a porta com uma expressão triste com uma aparencia depressiva
— P-park?—Me assusto me afastando um pouco da porta—
— Oi, David—Disse a menina abrindo um sorriso forçado sem mostrar os dentes—
— E-Eu preciso falar com você—Falei fixando meu olhar nos olhos da garota—
— Ah, ok, pode entrar—Disse a menina rapidamente me deixando entrar—
 Entrei na casa da menina vendo remedios na mesa percebendo a bestera da qual eu havia feito
— O que aconteceu?—Disse ela com voz baixa—
— Eu percebi que você esta diferente
— Eu?
— Sim
— E-eu não estou diferente—Ela abaixou a cabeça—
— Só quero que você saiba que você é muito importante para mim
 Ela abriu um sorriso logo me abraçando

...
Um dia depois
...
 — PARK!—gritei porém ela não atendeu—
 — Park—Ouço passos rapidamente vindo por tras de mim—
 Sinto uma pontada em minha cabeça
 Vou até a porta cambaleando até eu cair em frente a casa da menina
— Trabalho feito—Ouvi uma voz feminina familiar antes de eu desmaiar—
 Ouvi um som de teclas sendo apertadas novamente
— AAH minha cabeça—Falei sentindo minhas costas geladas—
 Senti uma mão me levantando do chão logo me sentando em uma cadeira
— Você falhou..—Ouvi uma voz masculina familiar—
 Abri meus olhos vendo o mesmo homem no mesmo lugar do qual eu havia acordado anteriormente
 Eu continuei olhando o homem sem falar nada por algum tempo
— Eu.. falhei?—Falei pasmo sem desviar meus olhos dos olhos do homem—
— Ela se suicidou—Disse o homem colocando suas mãos sobre a mesa—
 Fiquei olhando homem com expressão pasma em minha face
— Porém você pode ter uma segunda chance
— P-posso?
— Porém você deve ser rapido e encontrar seu corpo se você quiser voltar a ele—Disse o homem já tirando suas mãos da mesa—
— É a sua ultima chance—Disse o homem logo se virando para trás novamente—
— Obrigado, Obrigado—Agradeci o homem logo colocando minhas mãos na mesa—
  Sinto novamente uma pontada em minha cabeça logo desmaiando
...
 


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...