História Querido Chefe (Imagine Jimin BTS) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Escrava Sexual, Jimin, Sexo
Visualizações 465
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um cap <3
Eu ia postar ontem mas acabou que não deu, me desculpem
Mas... Estou aqui hj <3
Espero que gostem... e me desculpem pelo capítulo pequeno( ia postar maior mas é que não deu)

Capítulo 13 - Estou Mais Do Que Confusa


Fanfic / Fanfiction Querido Chefe (Imagine Jimin BTS) - Capítulo 13 - Estou Mais Do Que Confusa

Jimin

Mal consegui dormir, eu fico pensando em algumas coisas e de repente me vem a mente a S/N. Por que isso está acontecendo comigo?

De manhã levantei cedo e resolvi fazer uma caminhada, me ajuda a esquecer os problemas às vezes. Cheguei em casa e ela estava na cozinha.

-Acordou cedo. - disse séria sem me olhar

Não respondi nada, peguei água na geladeira, bebi um pouco e molhei meu cabelo.

Fui para meu quarto e tomei um banho, me arrumei para o trabalho, desci e tomei meu café. Depois peguei minha pasta e sai para a empresa. Cheguei lá e fui para minha sala.

Logo que fechei a porta ela foi aberta. Jackson um sócio da empresa entrou

-Jimin olha isso - jogou fotos na mesa

Observei as fotos, era da S/N com o cara que foi deixá-la lá em casa.

-Quem tirou isso? - perguntei

-Não faço ideia. - ele disse de braços cruzados

-Quer que eu faça o que? - olhei para ele

-A televisão, a internet considera essa garota como sua namorada.

-Tá mais ela não é. - expliquei

-Mas o mundo vê como se fosse, e ver ela com outros caras pode ferrar sua imagem.

-Mas do que já está?Sou conhecido por ter dado um tapa na cara do Jungkook, mas pela minha empresa, pelos meus imóveis, ninguém conheci.

-O mundo quer celebridade Jimin, você virou uma. Mas tem que tomar cuidado, as pessoas podem te odiar.

-Eu não ligo pros "outros".

-Pois trate de começar, sua empresa depende disso.

-Como assim?Isso não tem nada haver com celebridades... São prédios.

-Se sua imagem for ruim as pessoas não querer comprar nada na sua empresa.

-É muita frescura... - revirei os olhos

-Não conheço essa garota, mas sei que ela pode te trazer problemas.

-Por que o pessoal não para de pegar no meu pé?

Ignorou minha pergunta

-É bom que ela não seja mais vista com outros homens, ou em festas como aquela.

-Não posso proibi-la.

-Dá um jeito.

-Não se esqueça de que o dono da empresa aqui sou eu. - falei ao escutar seu tom de voz pra cima de mim

-Cara... Só... Sei lá, faz o que você acha melhor.

Não disse nada, ele parou e depois voltou a falar.

-Acabou o contrato com o Harris?

-Nem sei, acho que tá de pé, quer dizer, o novo dono da empresa não quer não.

-Parece que querem investigar sua empresa.

-O que?Investigar pra que?

-Não sei... Mas se acharem alguma coisa ilegal, pode pegar mal pro seu lado...

Depois disso saiu da minha sala.

S/N

Qual o meu problema?Ficar pensando em alguém que você deveria odiar?Isso é normal... Acho que não...

Jimin deveria me causar nojo mas quando escuto sua voz é como se estivesse entrando em total paz... Só que tá mais que o contrário pra mim...

Meus pensamentos são interrompidos pelo meu celular.

-Oi. Quem fala? - disse ao atender

-S/N?É o Taehyung.

-Oi Tae. - disse calmamente

-É... Liguei pra saber como você tá nunca mais te vi.

-Bem e você?

-Também. Como ficou depois da festa?

-Err... Acho que bem... - será que ele vai lembrar do beijo?Tomara que não!

-É, você bebeu um pouquinho né?

-Pois é. Nem sei o que deu em mim.

-S/N me desculpa, eu não deveria ter te levado pra lá. O pessoal lá não tem nada haver com você.

-Que bom que entende isso.

-É, parei de sair com eles.

-Pra falar a verdade Tae por que começou a andar com aquela gente?

-Acho que por pressão... Queria ser como eles.

-Não precisa, apenas seja você mesmo.

-É, eu acho que queria me sentir aceito por eles.

-E deixar seu jeito fofo de lado?

-As pessoas não ligam pra isso S/N.

-Aquelas vadias lá não ligam mesmo não, mas já que você não quer namorar vadias...

-Tem razão - começou a rir

-Vou desligar, depois a gente conversa.

-Tá ok S/N. Tchau.

Desliguei e voltei as minhas ocupações. Passei o dia ali fazendo as coisas e quando era quase noite Jimin chegou em casa.

Foi até onde eu estava trazendo em suas mãos alguma coisa.

-Pode me explicar isso? - joguei as fotos nela

-Quem tirou isso? - perguntei ao ver as fotos onde estavam eu e o Jin.

-Não sei. Mas está destruindo a mina reputação, que já está pouca.

-Não vi quando tiraram.

-Claro que não. Estão te perseguindo...

-E quer que eu faça o que? - cruzei os braços

-Não saia para lugar nenhum.

-Vai me manter presa dentro de casa?

-Exatamente.

-Pois está enganado, por que não vou fazer isso.

-Por que não?

-Eu tenho uma vida sabia?

-Mas o que está em jogo é a minha empresa. - disse num tom mais alto

-Eu já disse que você não vai mandar em mim.

-Vamos ver S/N. Vamos ver... - estreitou os olhos

Segundos depois ele saiu dali. Terminei de fazer o jantar e coloquei na mesa.

Não fui chamar o Jimin, ele merecia isso. Depois de muito tempo ele desceu as escadas.

-Jantar tá pronto. - disse sem olhá-lo na cara e depois ia para meu quarto

-Você já jantou? - perguntou e eu parei mas continuei de costas

-Não.  -respondi esperando que ele perguntasse mais alguma coisa

-Por que não janta comigo?

Me virei para ele

-Normalmente os funcionários não comem na mesma mesa que seus patrões.

-Não me importo com essas regras de gente rica.

Não respondi nada apenas encarei ele. Esse cara muda de humor muito rápido, uma hora está dizendo que manda em mim outra está pedindo gentilmente que vá jantar com ele. Deve estar querendo algumas coisa, com certeza... Isso é bem a cara dele.

-Minha mesa tem 16 lugares e apenas um deles é ocupado.

-Jimin o que está pensando dessa vez? - perguntei com os olhos estreitos

-Nada demais. - me olhou calmo

-Tudo bem... - aceitei mas meio que na dúvida

Ele sorriu, apenas um sorriso. Não consigo ler seus pensamentos mas dessa vez parecem ser "puros".

Ele ficou numa cadeira da ponta e eu na outra, bem distante mas um de frente para o outro. Evitei qualquer contato  com ele que de vez em quando olhava para mim.

-Onde aprendeu a cozinhar?

-Eu não sabia, aprendi aqui mesmo. Não é tão difícil. - disse de cabeça baixa

-Por que não olha pra mim?

Levantei a cabeça

-N-Não sei... Acho que porque é impossível saber o que se passa na sua cabeça.

Ele me olhou por alguns segundos e depois sorriu de canto.

Sim, eu estou mais do que confusa...

 


Notas Finais


Foi meio sem graça né? Mas prometo melhorar!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...