História Querido Destino - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Diabolik Lovers, Drama, Ecchi, Hentai, Humor, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Lemon, Mukamis, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Romance, Ruki Mukami, Sakamakis, Shoujo (romance), Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Suspense, Yaoi, Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 127
Palavras 883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capítulo, pessoal.
Espero que gostem...
❤❤❤

Capítulo 7 - A Culpa...É Minha...


Fanfic / Fanfiction Querido Destino - Capítulo 7 - A Culpa...É Minha...

[No colégio]

Reiji e Shu chegaram no colégio totalmente atrasados e só poderiam voltar às aulas depois do intervalo, o que fez Reiji ficar furioso.

-Eu não posso acreditar nisso...

-Lembre-se que quem fez a burrada foi você. -Shu disse sentando-se em um banco.

-Eu? Espero que tenha sã consciência de que você não vai se livrar disto, agora, com licença. -O moreno disse indo à área externa do colégio.

-Ah, Reiji...Por que não posso te odiar...? -Shu disse fechando seus olhos e tentando apreciar o longo tempo escutando suas músicas.

[X Quebra De Tempo X]

Havia acabado de começar o recreio, os alunos saíram das salas de aulas feito animais.

Mida pretendia entregar toda a papelada ao professor, que segundo o ponto de vista dela, já estava "marcando-a".

A mesma andou por todo o colégio e não encontrou seu professor, até que lembrou que ainda não havia ido ao pátio. Mida começou a correr, indo até o local, mas acabou levando um forte esbarrão de uma pessoa que estava vindo da direção oposta, fazendo-a cair no chão, junto com a tal pessoa.

-Desculpe-me, bitch-chan~ -E era logo Laito, que estava com um enorme sorriso estampado em sua face.

-Ah, é você...Laito, seu filho da puta! Você é cego por acaso?! -Mida disse empurrando Laito.

-Agora quem está cego sou eu? Você que não viu! Eu estava andando tranquilamente e você veio que nem um trator! -Laito disse segurando os braços de Mida e ficando cada vez mais perto da mesma.

-Trator nada! E se você se aproximar mais um centímetro do meu rosto, eu vou acabar com a sua possibilidade de ter filhos.

-Por que está tão irritada, bitch-chan? Não gosto de te ver assim...

-Foda-se.

-Já vi que de nada adiantou ser gentil, então vamos à parte que interessa. -Laito disse desabotoando um pouco a blusa da garota.

-Você tem noção do que irei fazer se encostar mais um dedo em mim, não é?

-Claro que sei, mas isso não importa agora, isso sim importa.

Laito foi se aproximando cada vez mais de Mida e deu um longo beijo forçado na mesma, Mida se retorcia de todas as formas, mas não conseguia se soltar, até que em um certo momento de distração de Laito, a ruiva aproveitou e deu um belo chute no meio das pernas do ruivo, o que fez com que a mesma conseguisse se soltar.

-M-Mida...Por que fez isso?!

-Isso é para aprender que eu não sou igual as suas putinhas de rua não, imbecil! -Mida disse recolhendo os papéis do chão e indo entregar ao professor.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Shu estava no terraço do colégio, escutando suas músicas, até que leva um belo susto, uma pessoa havia acabado de socar o seu rosto.

-Hum...Mas quem...?

-Shu, seu imbecil! Tudo é culpa sua! -Yuma disse dando vários socos em Shu, que fazia de tudo para se defender.

-M-Mas...Do que está falando?

-Não se faça de idiota! Agora tudo faz sentido, foi por sua culpa que eu perdi a minha família...SHU, você queimou a aldeia onde eu morava e matou a minha família quando eu era criança!

-...E-Espera... -Shu disse segurando os braços de Yuma.

-Eu irei acabar com a sua raça, imbecil!

-Por acaso...Foi o Reiji que te disse isso? -Shu perguntou ficando enfraquecido.

-Isso não importa! Agora me diga, foi você que queimou a aldeia onde eu morava?!

-Yuma, eu...

-RESPONDA!

Shu ficou cabisbaixo no mesmo instante, o mesmo não sabia se contaria uma mentira ou entregaria o seu irmão mais novo, dizendo-lhe a verdade, mas o loiro acabou tendo a sua resposta final:

-Sim...Eu queimei a sua aldeia, Yuma...A culpa foi minha...

-Shu, antes eu te odiava, mas agora...Declare-se morto! -Yuma disse soltando-se de Shu e dando outro soco em seu rosto, logo em seguida indo embora.

-Edgar...

Shu caiu no chão, totalmente enfraquecido e relembrando o momento em que viu a aldeia de Yuma pegar fogo, mas seus pensamentos são interrompidos ao escutar uma voz:

-Shu, como foi patético vê-lo reagir dessa forma...

-Reiji...Por que...?

-Shu, devo admitir que foi uma bela cena, agora... -Reiji pegou Shu pelo queixo e ficou o olhando achando-se o vitorioso da situação.

-Hum?

-Diga que me odeia​! Grite com toda a sua força que você me odeia!

-P-Por que eu diria isso?

-Shu, se tudo isso está acontecendo, é por sua culpa...Você teve a culpa de tudo isso e saiba que...Eu faço questão de que você me odeie amargamente ! -O moreno disse apertando Shu pelo queixo e soltando-o bruscamente.

-Reiji, eu não posso te odiar...

-Por que não?

-Apesar de tudo, Reiji...Eu tenho noção de que quem tem a real culpa da aldeia de Edgar ter pegado fogo, sou eu...Por isso e outros motivos, não posso e nem mesmo consigo te odiar.

-Shu..Isso é tão difícil?! Nem para isso você serve? Bem, não se preocupe, ainda arranjarei outra forma para que me deteste, eu quero que...Me mate de tanto ódio! . -O moreno disse dando meia volta e saindo dalí com um largo sorriso no rosto.

-Que problemático...

Shu se levantou e tentou se manter firme naquele instante. A cada instante o loiro sentira mais insegurança só de pensar no que Reiji poderia fazer, mas...O que Shu poderia fazer, certo? Se ele não estava conseguindo odiar Reiji, quem faria esse "favor" a ele? Definitivamente, Shu não tinha outra escolha, além de encobertar seu irmão mais novo.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...