História Querido Diário - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, F(x), Girls' Generation, NCT U, Red Velvet, SHINee, Super Junior
Personagens Jaehyun, Joy, Taeyong, Wendy, Yeri
Tags Jaehyun, Joy, Nct, Red Velvet, Sm Town, Taeyong, Yeri
Exibições 159
Palavras 803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


É, eu sei, postei esse capítulo mais cedo só que apaguei pq ele tava mt curto aí eu parei e pensei "cara isso pode ficar melhor" e escrevi mais um pouco. Agora senhoras e senhores, meus amados leitores, revelo o casal oficial da fic com um dos momentos mais lindos. Jaeri is love Jaeri is life amém Jaeri, enganei geral com Taeri

Capítulo 20 - Terça-feira, 23


Fanfic / Fanfiction Querido Diário - Capítulo 20 - Terça-feira, 23

Querido Diário,

Não sei porque, mas desde ontem que não consigo parar de pensar na ideia do Taeyong gostar de mim. Tipo, isso não tem o menor sentido! Eu conheço esse garoto há anos e tenho certeza de que nunca, em momento algum, ele foi legal comigo. Nós sempre brigamos, desde o jardim de infância, e não é nesse ano que as coisas vão mudar.

Sério, nem em um milhão de anos, em um outro universo, que Lee Taeyong seria apaixonado por mim. E muito menos eu por ele! Essa ideia é tão doida quanto a Wendy gostar do Yuta.

Por causa dessa loucura que minhas amigas disseram eu mal consegui dormir, o que me deixou com sono o resto do dia na escola. Pra piorar nem pude tirar um cochilo na primeira aula, porque o diretor Lee reuniu todos os alunos na quadra pra falar de uma viagem que teria no final de semana.

Durante toda a falação do diretor eu fui obrigada a ficar sentada perto da Joy, ja que não havia conseguido encontrar a Irene e a Wendy no meio daquele tanto de aluno. Acho melhor colocar um GPS nelas pra isso não acontecer mais.

— Animada com a viagem, Yerim?

A ratazana me perguntou baixinho, com um sorriso maligno no rosto. Só revirei os olhos e continuei a fingir que estava interessada no que o velho dizia.

— Tenho certeza que você vai gostar. Essa vai ser a melhor viagem de todas.

Parecia que o demônio tinha entrado na quadra, porque de repente tudo ficou frio. Eu me senti muito nervosa com o jeito que a Sooyoung tinha falado.

Só sei que agora estou morrendo de medo do que ela é capaz de fazer, e não sei se quero ir mais nessa viagem.

Quase agradeci de joelhos quando o diretor finalmente terminou de falar e eu pude sair correndo da quadra, indo pra bem longe do ser demoníaco que todo mundo chama de Joy. Mas eu não sei correr, então quando estava em um dos corredores vazios da escola acabei tropeçando no meu próprio pé e caindo de cara no chão.

Doeu, doeu muito, mas pelo menos fiquei aliviada de ninguém ter visto esse mico. Quer dizer, fiquei aliviada até ouvir uma risada atrás de mim.

  — Você é tão desastrada, ruivinha. 

Praticamente congelei no lugar, até esquecendo a dor que tava sentindo no joelho. Meu Deus, eu devo ter queimado a cruz pra merecer isso!

— Ei, tá tudo bem? Se machucou, Yerim?

Nem ousei me virar, só senti ele se aproximando de mim cada vez mais. Não sei porque, mas comecei a ficar nervosa com a ideia dele ficar mais do que alguns passos de distância. Por que raios eu me senti assim? Até minhas bochechas estavam quentes!

Taeyong se ajoelhou ao meu lado, e por um momento parecia preocupado comigo. Ele ficou me olhando por um tempo, até que revirou os olhos e bufou.

— Sério, Yerim, se você não me falar se tá tudo bem ou não eu não vou saber.

Com isso minhas bochechas ficaram ainda mais vermelhas. Eu não sabia como reagir, o que dizer, só sabia que se ele ficasse me olhando assim por mais tempo eu ia acabar desmaiando ali mesmo.

Fiz um esforço tremendo pra soltar um "tá tudo bem", só que o nervosismo não me ajudou muito e acabei gaguejando. Com isso aquele idiota deu um sorrisinho ridículo de canto e se levantou, esticando a mão na minha direção em seguida.

  — Ok então. Levanta logo, temos que ir pra sala.

Segurei na mão dele com um pouco de medo. Sei lá, vai que isso é tudo um plano da Joy, não é mesmo? Não posso dar bobeira sabendo que essa garota quer acabar comigo.

Na hora que o Taeyong tentou me puxar pra ajudar eu senti uma dor muito forte no joelho, e acabei gritando de dor. Na hora ele arregalou os olhos.

— Ah, sua idiota. Como você consegue se machucar assim?

Gritei com ele na mesma hora, voltando a sentar no chão e abraçando meu joelha, reclamando muito da dor. Só ouvir ele bufando e falando um palavrão qualquer, e quando percebi ele já estava me pegando no colo.

Meu. Deus. Do. Céu.

O Taeyong me pegou no colo! Eu não acredito nisso!

Diário, por favor me dá um tapa e diz que isso não foi real.

— Se segura, não quero ser culpado se você escorregar.

Eu nem tive reação, só segurei no pescoço dele e fiquei rezando pra que o idiota não me deixasse cair de propósito. O pior não foi nem o Taeyong me levando no colo pra enfermaria, foi ele passar na frente de todo mundo enquanto me carregava! Poxa, ele não podia ter ido por outro corredor? Aposto que eu estava com o rosto mais vermelho que meu cabelo. 


Notas Finais


AJSFDAGJSFDJASD NÃO ME MAAAATEEEEM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...