História Querido Diário - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 36
Palavras 401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fanfic. Sempre gostei de escrever mas nunca tive coragem.
Bom aqui está o primeiro capítulo da fic.
Beijos, espero que gostem.

Capítulo 1 - Querido Diário - 001


11/08

 

Oi… É… Não sei bem como começar isso. Eu nunca “falei” com um caderno antes. Acho que deve ser melhor me apresentar? Enfim…

Me chamo Nora. Tenho 17 anos, estou terminando o terceiro ano do ensino médio. E…

Ahh! Que loucura! Estou LITERALMENTE falando da minha vida para um livro! Como foi que cheguei a esse ponto?

Nem sei direito o porquê de eu estar escrevendo isso.. Acho que para não desabar e me tornar vulnerável demais para esse mundo perigoso.

...

Acabei de me mudar para uma cidade pequena, ela é bonita e tranquila, mas meus motivos para ter vindo pra cá já nem tanto.

Eles são deprimentes.

Estou em uma nova casa com a minha mãe porque a um mês atrás minha querida avó morreu… E foi aí que as coisas ficaram feias (mais do que já estavam). Descobri que meu ‘precioso’ namorado estava me traindo. Fiquei com muita raiva dele, não senti nenhuma tristeza, talvez decepção mas, definitivamente, não fiquei triste. E depois desse meu “término” vieram as brigas dos meus pais, elas eram frequentes, quase todos dias. Já haviam alguns meses que eles estavam discutindo, mas nada se compara ao último mês. Acabou que eles se divorciaram, fazendo com que eu e minha mãe nos mudássemos para a antiga casa de vovó.

Ainda não superei a perda dela, ela era minha confidente, eu sempre contava tudo que acontecia para ela. Estava sempre me apoiando e me dando conselhos. Ela me disse uma vez que eu iria me arrepender de namorar com aquele idiota, e ela estava certa, como sempre. Fiquei arrasada quando ela faleceu. Chorei por dias.

Acho que minha mãe nem se importou tanto, ela parecia realmente triste nas duas primeiras noites, mas depois disso voltou ao que era: ignorante e vaidosa. Nem parece que perdeu a própria mãe.

Nunca me dei muito bem com minha “amada mamãe”. Não somos próximas, e para ela sou um grande descontentamento, apenas por eu não me importar com a aparência da mesma forma que ela. Mamãe não gosta do meu estilo despojado (com um pouco de gótico), e por isso vive me repreendendo, mas nunca dei muita bola. Odeio o jeito que ela se importa com o que os outros vão pensar dela e da nossa “perfeita família”.

Já estou farta disso!

Acho que por hoje vai ser isso, apenas uma breve “apresentação”.


 

Boa noite, querido diário.

 


Notas Finais


Me desculpem profundamente se houver algum erro ortográfico!
Os próximos capítulos vão ser mais compridos PROMETO, esse foi mais para vocês conhecerem um pouco a história da Nora.
Comentem o que acharam e se querem que eu continue.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...