História Querido Papai Noel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Mascára da Morte de Câncer
Tags Humor, Máscara Da Morte, Saint Seiya
Exibições 59
Palavras 529
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Inspirado num texto de Renato Feccini.

Capítulo 1 - Único


"Querido Papai Noel...

 

Eu lhe escrevi agora, neste mês de fevereiro, porque eu não tive tempo antes. Acredite Papai Noel, minha vida não é fácil.

Eu queria falar sobre os meus presentes neste último Natal, e fazer uma sincera reclamação sobre os seus serviços, caro Papai Noel. Eu não acredito que você tenha sido justo comigo.

É que eu neste último ano eu fiz de tudo para ser merecedor de um bom presente da sua parte. Ajudei velhinhos a atravessar a rua, fui obediente ao meu professor, fiz tudo o que ele me pedia, cortei a grama do jardim, lavava louças, fazia minha cama, não deixava meia suja no meio da sala e nem toalha molhada em cima da cama, lavei janelas da casa do meu professor e até, devo frisar isso, aturei o papagaio boca suja do meu professor, que sempre punha apelidos pejorativos mim, duvidando da minha masculinidade.

Bem, e apesar de ter feito tudo isso... o que recebi neste Natal?

Uma porcaria de suéter, uma merda de par de meias e uma bosta de escova de dentes usada!

Mas que porra de presentes são esses? Isso lá é coisa para dar a um menino de nove anos que se dedicou inteiramente a ser bonzinho e um exemplo?

Quer dizer que eu me fico parecendo um baitola comportado e nerd durante o ano todo para nada?

E os viadinhos dos meus vizinhos, aqueles gêmeos que são a peste reencarnadas, que xingam o mestre deles, picham os pilares e muros dos templos, chamam a mãe de vadia e o pai de corno, que mentem, brigam e roubam...fora outras maldades que praticam com os gatos da vizinhança ganharam sabe o que, Papai Noel?

Aqueles filhos da mãe ganharam Bicicletas, patinetes, bola de futebol profissional e até um vídeo game! Que porra de justiça é esta?

Mas deixa estar, seu velho gordo e lazarento. Eu nunca mais vou bancar o bobo bonzinho diante de todos!

E fique esperto! Estou te escrevendo para te avisar que no próximo Natal vou te esperar acordado, seu gordo viado! Pedófilo! Eu vou te pegar e te fazer engolir este saco vermelho que tu carrega e enfiar em seu (piiiiiiiiiii) os brinquedos que você traz para aqueles gêmeos malditos!

E depois, seu pedófilo barbudo, gordo, lazarento, filho de uma vaca gorda, vou pegar estes viadinhos que andam com você, saltitando iguais bibas de telhado em telhado...e vou empalhar elas! Empalhar e usar como alvo para praticar tiro ao alvo!

E depois vou me esbaldar por aqui! Vou empurrar velhinho no trânsito na hora do rush, vou pichar muros chamando todo mundo de viado e corno! Vou sair por aí chutando gato e cachorro! Grudar chiclete debaixo da cadeira.

E vou começar raspando os cabelos daqueles viadinhos dos meus vizinhos e levar as bicicletas deles para darem uma "voltinha" para nunca mais voltarem!

E saiba Papai Noel...que se eu me tornei assim, a culpa é sua! Tenha um péssimo ano, seu velho lazarento! Aproveita bem que seus dias tão contados! Apareça na minha frente para você ver, apareça!

Deixa estar... o que é seu está guardado!

Tenha um péssimo ano, Papai Noel.

Assinado: Máscara da Morte"


Notas Finais


É...tá explicado. A culpa é do Papai Noel! XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...