História Quero cuidar de você - L3ddy - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags L3ddy
Visualizações 181
Palavras 907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey, How! Amores e Amoras. Tudo pão? 🍞
Maaaaais um cap! 😆
~×~×~×~×~×~
Hoje estou começando a escrever mais cedo pra ver se assim consigo postar antes da meia noite...
(Como sempre, estou escrevendo as notas antes no cap, então não sei que horas vai sair... 😶)
~×~×~×~×~×~
Então... Ainda não sei direito o que vou escrever, por isso, não tenho nada a declarar...
Fiquem com o cap 😚
Espero que gostem! ❤

Capítulo 55 - Mais do quê vocês imaginam...


Fanfic / Fanfiction Quero cuidar de você - L3ddy - Capítulo 55 - Mais do quê vocês imaginam...

•• Hey! Já leram as notas? Não...? Volta e lê! É importante pra vocês ficarem por dentro de tudo que acontece na fic! •• 


{ P.O.V Lucas Feuerschütte }

(...) 10:00

"Nesse momento estou em meu carro indo pra casa contra minha vontade.

A Carmen e a Gabbie praticamente me obrigaram a vim pra pelo menos comer algo e tomar um banho.

Elas foram pra casa antes e a Carmem disse que pediu aos  outros empregados pra deixar tudo separado pra mim, assim eu gasto menos tempo lá... Eu não queria sair de perto do Lucas.

 Eu soube que tudo deu certo nos exames do Gusta e fiquei super feliz.... 

Uma coisa que ainda me deixa meio "nervoso" - Não sei se essa é a palavra que define o que estou sentindo - é a vinda dos pais dele pra cá.

Eu sabia que um dia iria vê-los, sabia que um dia teríamos que contar a eles sobre isso. Pra falar a verdade, eu não sei nem se o T3ddy comentou de mim pra eles, ele nunca falou muito sobre seus pais.

O que mais me preocupa é deles não saberem ainda que o Lucas é homossexual, e eu não quero dizer isso a eles, acho que o Lucas tem que falar, não eu.

Mais um motivo de eu não querer sair de lá... Sei que eles chegarão a qualquer momento, e se eu não estiver lá alguém pode comentar sobre mim.

Estou com medo da reação deles. Eu não os conheço, mas pelo que o T3ddy falou eles são bem legais e carinhosos"

(...)

Estaciono meu carro na garagem de casa e saio rapidamente, indo em direção a porta da frente.

Abro a porta e subo rapidamente para o meu quarto, apenas comprimentando os empregados que passavam por mim.

Entro em meu quarto, me jogo na cama, pressionando meu rosto contra o travesseiro e respirei fundo, sentindo o cheirinho do Lucas.

A única coisa que eu queria agora era sentir seus braços me envolvendo e os beijos em minha nuca e ombro que ele sempre deixava antes de dormirmos.

"Amor, acorda. É só um pesadelo"

Isso era só o que eu queria ouvir nesse momento.

(...) 

Depois de um tempo deitado só sentindo o cheiro do Lucas e desejando o sentir agora, me sento na cama e suspiro, logo me levantando.

Vou até o closet e pego uma roupa que um dos empregados tinha separado pra mim, mas logo a coloco no lugar e mudo por; uma calça preta jeans, um moletom cinza-escuro bem quente, já que no hospital faz bastante frio, e um sapato all star preto com um cadarço branco.

Bem do jeito que eu queria, bem neutro, bem "hétero"... 

Não me entendam mal, mas acho melhor assim... Não quero estar muito colorido quando os pais do Lucas chegarem lá. Só.... Não quero....

Tomo um banho frio bem rápido, me visto, escovo os dentes, passo a mão no cabelo o "arrumando" e passo perfume. Volto pro quarto, pego minhas chaves e a carteira, que eu tinha deixado em cima do criado-mudo.

Desço rapidamente as escadas, indo em direção a porta da frente, mas ouço uma empregada me chamando.

(Intrometida: Vou pôr o nome dela de Marta... Porque? Sei lá...)

Marta - Senhor Feuerschütte, a Carmem pediu para que eu cuidasse pra que você não saísse sem comer. Preparei sua comida favorita.

Luba - Desculpa mesmo Marta - Estava me preparando para recusar, até que outro empregado trás uma bandeja com a comida.

Marta - É para sua saúde, senhor Feuerschütte. Com todo respeito, mas o Olioti não gostaria de vê-lo pálido assim... 

Suspiro, dou um sorrisinho de canto e pego a bandeja. 

Vou até a sala de jantar e começo a comer enquanto penso no que deve estar acontecendo no hospital.

"Será que os pais do Lucas já chegaram?

Será que o Lucas está bem?"

Começo a comer mais rapidamente, era macarrão com salsicha, juntamente a um suco de morango. 

(...) 

Termino de comer e me levanto, indo até a porta da frente e me despedindo da Marta.

(...)

Chego no hospital e vejo um senhor e uma senhora em pé conversando com a Carmem, aparentemente os pais do Lucas. Eu sei quem são, já vi diversas fotos deles, mas estão de costas.

Vejo que a Carmem me viu e sorriu, fazendo os dois a sua frente se virarem e olharem em minha direção.

Ando na direção deles lentamente, com um pequeno sorriso no rosto e estalando os dedos, nervoso.

Me aproximo e recebo um sorriso da parte dos dois ao lado da Carmem.

Luba - O...Oi... - Falo meio baixo, tímido.

Eles se olham e sorriem.

D.Vera - Oi, querido. Como vai? - Diz, simpática.

Sr.Paschoal - Você é o Lucas, certo? - Sorri.

Afirmo com a cabeça, ainda com um sorrisinho tímido no rosto.

D.Vera - Estávamos conversando com a Carmem sobre você... 

Meu coração parou nesse momento...

Será que eles estão aqui a muito tempo? Será que a Carmem comentou algo sobre mim e o Lucas? Estou confuso...

Luba - So... Sobre mim? - Dou um sorriso pequeno.

Sr.Paschoal - Sim... Você. O Lucas já tinha falado sobre ele, né Vera? - Olha pra ela.

D.Vera - Ah, sim! Luva, Lupa... Luba, não é? 

Luba - Sorrio, mostrando os dentes - Sim, sou eu mesmo....

Sr.Paschoal - Ouvimos falar muito bem de você, rapaz... Meu filho é muito próximo a você, certo?

Luba - Hmrum... - Murmuro.

"Mais do quê vocês imaginam"


•• How! Sabiam que é importante ler as notas finais?! Sim...! É lá que eu deixo informações e peço opiniões pra vocês. Então, se quiserem ficar por dentro de tudo, é só ler... S2 ••


Notas Finais


Éhr... Eu sei, está MUITO chatinha a historia...
Estou meio que sem criatividade, e eu não entendo NADA de coisas de hospital, e tal, por isso está meio difícil.
~×~×~×~×~×~
A fic está QUASE chegando ao fim...
Tipo, uns 85% mais ou menos... 🙈
~×~×~×~×~×~
É, acho que só tenho isso a dizer mesmo...
Então, grupo, espero que vocês tenham gostado. Deixem nos comentários o que vocês acharam.
A opinião de vocês é muito importante pra mim. 😊
Um beijo, um queijo e até mais! ❤😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...