História Rabiscados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Kookmin
Exibições 102
Palavras 1.649
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


eaí pessoas, não sei se alguém vai lembrar dessa fic que eu tinha postado há algum tempinho atrás.
daí eu excluí a conta e voltei... enfim, repostando :} quem não leu ainda, espero que gostem, é bem fofinho!

Capítulo 1 - Marcas diferenciadas


Um, dois, três coraçõezinhos... quatro, cinco... Jungkook estava sentado em sua escrivaninha, super concentrado nas tarefas da escola quando, ao ir escrever algumas coisas no caderno, percebeu os coraçõezinhos gorduchos e fora de forma começando a aparecer no seu braço direito... ele bufou e resolveu ignorar sua alma gêmea um pouco irritante, que costumava fazer essas coisas quando precisava de atenção. Mas agora o moreno estava muito ocupado, teria uma prova logo e precisava se concentrar.
    Faziam poucas semanas, na verdade, que Jungkook descobriu Jimin. Não tinha muita certeza de como funcionava essa coisa toda de almas gêmeas, já tinha visto as marcas de seus hyungs, e estava curioso com o que aconteceria em si, então quando seu braço começou a ganhar algumas marcas estranhas, ele parou para prestar atenção. Eram desenhos pequeninos, ás vezes algumas estrelas, ás vezes cruzes, ou uma lua minguante... todos bem tortinhos. Jungkook então resolveu escrever um ? no braço... só porque estava achando aquilo tudo muito estranho.
Não demorou nem meio minuto para seu braço se encher de ????????????????? e ele deu um risinho. Escrevendo logo em seguida: me chamo Jungkook.
o que foi respondido com um fofinho: prazer, sou Park Jimin. Logo abaixo de seu pulso.
    Depois desse dia os meninos passaram a conversar frequentemente e Jungkook por mais que gostasse muito de sua então alma gêmea, tinha que admitir que o loirinho podia ser bem chatinho quando queria.
    Eles ainda não haviam se conhecido pessoalmente, ambos bastante ocupados com a escola e tudo mais, mas o tanto de coisas que eram escritas nas peles meio que desculpava o fato de não terem se encontrado.
    Estou estudando. Jungkook escreveu no braço, encontrando um pedacinho de pele livre no meio dos vários corações de diversas formas feitos por Jimin.
    Mas eu estou entediado. Foi a resposta, com uma carinha brava logo ao lado.
     Espera só um pouquinho que já te dou atenção Jiminnie. Jungkook escreveu na palma da mão, esperando que Jimin notasse. Ele notou.
    Aigo! ok! e me chame de hyung!!!
Jeon apenas revirou os olhos e gargalhou um pouco.

        (...)
    No dia seguinte, ao chegar na escola, foi quase impossível não notar Namjoon no meio daquele povo todo. O seu hyung estava se destacando, com aqueles cabelos coloridos iguais a um arco-íris. Jungkook teve que se segurar para não rir na cara do mais velho.    
Este que caminhava com o nariz empinado e a maior cara de machão, o que contradizia um pouco com suas madeixas.
    — Aish hyung! O que você aprontou para o Jin hyung dessa vez? —Jungkook perguntou brincalhão, notando enquanto Hoseok e Yoongi se aproximavam já rindo do mais velho.
    — Eu não fiz nada. Absolutamente nada, mas aparentemente o Jin não conseguiu entender que realmente não vai ser possível pra mim ir visitá-lo nesse final de semana. Eu tenho um compromisso importante com minha família, daí ele vai e faz isso! — disse desesperado, apontando para sua cabeça.
Seguindo uma linha parecida com a dele e de Jimin; Namjoon e Jin hyungs também tinham uma 'marca de alma gêmea' essa era que, suas cores de cabelo mudavam conforme seus parceiros a mudava também. Então para se vingar do bolo justificado que levou do namorado, Jin pintou seus cabelos de arco-íris, só para envergonhar o outro.
    — Tá lindo Joonie — Yoongi disse e ele e Hoseok explodiram em risadas logo após; Jeon não aguentou e riu também. 
    — Aish! Calem a boca! — disse o moreno, bravo.
    Os jovens ficaram lá no pátio jogando conversa fora e observando as pessoas ao redor quando o mais novo sentiu aquela familiar coçeirinha no braço. Era Jimin.
    Bom dia! Ele escreveu, com um pequeno solzinho desenhado ao lado da frase. Jungkook mordeu o lábio e puxou sua mochila, catando a caneta que sempre deixava ao alcance para respondê-lo.    Na verdade ele tinha canetinhas de diversas cores em todos os lugares da sua casa, só para quando isso acontecesse.
    Muito bonito, acordando atrasado :) escreveu e deu uma risadinha.
    Aigo, foi sem querer :( enfim, eu queria te desejar uma boa prova. E encheu o braço do moreno com corações e pequenos fighting! fighting!. Jungkook começou a rir, o que chamou a atenção dos hyungs.
    — Olhem o Kookie todo apaixonadinhonhonhonho — Hoseok disse, apertando suas próprias bochechas enquanto tentava ser fofo. O maknae fechou a cara na hora, fazendo bico.
    — Para, hyung.
    — Diz pro Jimin que nós mandamos um bom dia pra ele. — Yoongi falou, dando um sorrisinho e cutucando o namorado que ainda estava de gracinhas.
    Jeon sorriu ainda mais — Pode deixar.

    Hoseok e Yoongi também eram almas gêmeas e a forma que descobriram isso foi mais simples do que a dos outros meninos. Eles apenas tinham tatuagens iguais nos pulsos. Só isso. Essas tatuagens estavam neles desde o momento do nascimento e vocês precisavam ter escutado o grito que Hoseok deu quando descobriu, foi hilário.

    A prova foi um saco e no final de tudo, Jungkook estava completamente morto. Não tinha conseguido dormir muito bem na noite anterior, estudando feito um louco; Então propôs que fossem para uma cafeteria assim que a aula acabasse, precisava repor suas energias e nada melhor do que uma boa cafeína forte para isso.
Ao entrarem no estabelecimento, Namjoon causava risinhos diversos das pessoas ali, os meninos escolheram um lugarzinho calmo e se sentaram.    
    Como foi a prova? apareceu um pouquinho embaixo do pulso de Jungkook.
    —  Droga! —  ele esqueceu suas canetinhas, onde mesmo? na mesa? saiu tão depressa daquela sala opressora que nem se deu conta de mais nada. Foi correndo até o balcão de atendimento do café.
    —  Oi! você tem um marcador ou uma caneta pra emprestar rapidinho? —  a barista assentiu e o entregou uma canetinha preta, que ela usava para escrever nos copinhos de café. Jungkook pegou o objeto e foi correndo para ir se sentar e responder Jimin, nem ligando muito por estar parecendo mais que ele estava roubando a caneta.
    Começaram a conversar ali mesmo, o moreno nem prestava atenção nas conversas de seus hyungs, escrevendo diversos zzzzzz nos seus braços. Estava morrendo de sono, e foi quando escutou uma risadinha gostosa vir do outro lado da cafeteria. Era uma risada contagiante, boa de se ouvir. Jungkook teve que se levantar um pouquinho, e foi aí que ele o viu.

        (...)

    Taehyung sinceramente estava morrendo de raiva. Tinha avisado ao Jimin umas mil vezes que eles precisavam sair mais cedo de casa hoje. O mais alto precisava ir para a faculdade, e Jimin tinha escola também, mas aparentemente achou uma boa ideia se atrasar e ainda ficar enrolando para se aprontar.    
    Depois dos compromissos, Jimin ficou uma meia hora chorando para que o irmão o acompanhasse até a cafeteria no centro da cidade, fazia um bom tempo que não iam até lá e eles vendiam aquele café com sorvete que Jimin tanto gostava, precisava comê-lo novamente. Depois de muita birra, Taehyung aceitou ir, mas só porque Jimin prometeu pagá-lo alguns macarons.
    Taehyung teve que bufar e revirar os olhos quando o mais baixo começou a rabiscar nos braços. Sinceramente, que marca de alma gêmea mais imbecil que seu irmão havia acabado tendo. Quem é que fica rabiscando na pele 24 horas por dia? Seu irmão e a alma gêmea dele.
    Jimin enchia o tal Jungkook de elogios, falando o quanto ele era fofo e o quanto ele não sabia muito se expressar ás vezes, incluindo seus dotes nas artes, apesar de saírem verdadeiros garranchos quando estava com preguiça.
    Ficou pensando nisso enquanto enchia sua boca com três macarons de chocolate, Tae ainda não tinha encontrado a sua alma gêmea e por mais que estivesse curioso para saber qual seria sua marca, também ficava meio apreensivo. Vai que era alguma coisa boba igual a de seu irmão.
Saiu de seus devaneios quando Jimin começou a rir alto, observando o braço do baixinho se encher de letras z e sorriu também. Mas logo parou ao ver Jimin arregalando os olhos comicamente, enquanto olhava para um ponto atrás de si; Olhou por seu ombro e viu um menino bonito e alto, usando uma toquinha vermelha também encarando Jimin com os olhos arregalados, foi aí que tudo clicou.
    —  Aish, finalmente!
    No meio daquele encontro de almas gêmeas e enquanto Jimin e Jungkook ainda ficavam se encarando feito dois tontos sem saírem do lugar, todos saíram do transe com o berrão que Hoseok deu.
    —  AAAAAAAAAAAA!! MEU CABELO!!! ­—  
Jungkook se virou, assustado para onde seus hyungs estavam sentados e viu que o cabelo de Hoseok estava em uma cor bem avermelhada, diferente do castanho de alguns momentos atrás...
Jimin e Taehyung  (que usava uma touca preta) acompanharam a alma gêmea de Jimin até a mesa, e Hoseok e Yoongi estavam apavorados.
    —  Mas... o que é isso? —  Yoongi falou, ele usava o capuz de seu moletom e o tirou para coçar a cabeça, confuso.
    —  VOCÊ TAMBÉM, HYUNG!!! —  Hoseok apontou para o branquelo e viu que seus cabelos também estavam avermelhados. Yoongi ficou mais perplexo ainda, ninguém estava entendendo nada.
    Taehyung começou a rir feito um doido, da desgraça daquelas almas gêmeas... não estava entendendo muito bem a situação, mas era hilária.
Enquanto Jimin e Jungkook se entreolhavam e finalmente se aproximavam, com palavrinhas tímidas e doces um para o outro. O mais alto resolveu se sentar com os amigos do provável cunhado e se apresentar, mas antes que pudesse falar algo, Namjoon chamou sua atenção.
    —  Olha, seu cabelo também é vermelho então... o que está acontecendo? é uma nova moda?
    Confuso... Taehyung já iria negar, seus cabelos eram loiros, tinha os pintado assim há bem pouco tempo.
    —  Vermelhos? — ele questionou olhando para Jimin, que agora sorria junto a sua alma gêmea.
    —  Tae, suas raízes estão vermelhinhas.
Quando ele tirou a touca para poder se ver no visor do celular, notou que seus cabelos estavam da mesma cor do que Hoseok e Yoongi.... foi meio que óbvio a partir daí.
    —  Ai, merda! —  exclamou alto.

  


Notas Finais


fim.

gente oneshot, ONESHOT ok? sem continuação!

beijas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...