História Racismo de sangue. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Abo, Alfa, Beta, Casamento, Direitos Reservados, Gravidez, Ômega, Original, Romance
Visualizações 16
Palavras 536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse capítulo ficou curtinho, mas apresenta a vocês um personagem que vai ser importante na história.

Capítulo 7 - Nova Blanc


Mattheo Blanc

 

Ao chegar em casa por volta das nove achei que ia ser bombardeado de perguntas pelos meus pais mais os mesmos não estavam. Aproveitando isso, corri para meu quarto e fui para o banheiro tomar um longo banho quente para relaxar. 

- Mattheo você está no banheiro?

- Já estou saindo. - Inrolei me na toalha e sai do banheiro indo para o quarto.

- Respeita seu irmão e não sai de toalha do banheiro criatura, sabe que a mamãe odeia isso.

- Desculpa é que eu não levei roupa.

- Humrum, se troca logo então.

- Por que veio no meu quarto? - Perguntei do closet da onde eu me trocava.

- Papai e mamãe foram jantar fora e você não ia só para uma reunião na empresa dos amigos deles? Eu tive que ficar aqui esperando você e não pude sair com meu namorado.

- Aconteceram alguns imprevistos, desculpa.

- Humrum sei. Você está diferente é a primeira vez em meses que vejo você chegar não aparentado estar morto, o que aconteceu?

- Nada de mais.

- Vamos ver um filme então?

- Vamos Eduard.

- Ta legal, o que realmente aconteceu com você?! 

- Vêm logo vê o filme. - Depois de convencer meu irmão que nada havia acontecido e que um filme de terror não faria mal a ninguém, fomos para a sala e começamos a vê ló.

- Você é o Simon iam sair hoje de novo? Vocês saíram ontem.- Perguntei após botar pausa no filme para poder ir pegar mais pipoca.

- Sim é que ele vai ter que ir no hospital amanhã para estagiar.

- Ah entendi, sabe vocês são um casal fofo.

- É a segunda pessoa que fala isso essa semana.

- Ae quem foi a primeira?

- Uma ômega que compartilhou uma mesa do café perto da empresa com a gente, ela falou que ia para uma reunião, acredita que ela falou que talvez não voltaria viva dela? Disse que ia morrer, fiquei preocupado, mas no final ela disse que morreria de outra forma.

- Tem como morrer de outra forma?

- Pelo que ela falou tem sim.

- O que ela falou?

- Quando se perde um amor por exemplo, você morre por dentro." Eu fiquei pensando nisso e realmente se eu perde se o Simon acho que morreria por dentro, e digo o mesmo dos nossos pais, um não seria o mesmo sem o outro.

- Ed.

- Oi?

- Você se casaria sem amor se isso ajuda se alguém?

- Que pergunta é essa do nada?

- Esquece.

- Bom eu, tentaria encontrar outras formas de ajudar, agora se nao acha se nenhuma e não ama se ninguém acho que me casaria sim, por quê?

- Isso não parece loucura de mais?

- Loucura é sim, mas ao mesmo tempo é um ato de muita coragem, deixar tudo que poderia ser sozinho, para casar se com alguém para ajudar o próximo, eu apladiria a pessoa de pé ao mesmo tempo que a chamaria de louca salvadora.- Ri do final da frase voltando a ver o filme amanhã teremos mais uma Blanc em nossas vidas e talvez ela seja a louca salvadora.

 

 


Notas Finais


Sinceramente Eduard é um amor, vocês ainda vão amar ele.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...