História Radioactive - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs
Personagens Chandler Riggs
Exibições 149
Palavras 1.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente! Bom, queria anunciar que esse capítulo já se passa um pouco depois que a personagem principal chega em Atlanta. E leiam. Obrigada a todos que lerem!

Capítulo 1 - Problema.


ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ Louise Chevalier

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ Eu já estava pronta para ouvir a bronca que ia levar de meu querido irmãozinho. Hm, não era a primeira nem a última vez que eu levaria uma bronca do meu irmão. Estava comendo pacientemente meu café da manhã quando Cam entra como um raio na cozinha.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Quantas vezes já lhe disse para não fazer isso? ─ Indagou certamente se segurando para não berrar. Seu punho estava cerrado enquanto sua outra mão estava ocupada mexendo em seu cabelo demonstrando nervosismo.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Eu não fiz nada demais, só fui me divertir! Não pode mais? ─ Indaguei com certa indignação. Era realmente impossível de se entender uma pessoa igual a Cameron.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Ah, fala sério Louise! Você só tem 16 anos, não posso ficar te autorizando a sair, você só faz coisa errada! Não vai me surpreender se você acabar sendo sequestrada qualquer dia desses, a todo momento você só desobedece minhas ordens! ─ Exclamou claramente demonstrando sua irritação.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Você pode até ser responsável por mim mas você não é meu pai, porra! Quando vai parar de me tratar como uma criança? Quem tá parecendo uma criança aqui é você, nem o papai me trata assim. ─ Indaguei e subi as escadas batendo os pés, odiava discutir com Cam, todavia, ele sempre conseguia me irritar com essas paranóias que tinha. Revirei meus olhos, como se já não bastasse toda aquela palhaçada, ainda tinha que ir para a escola.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ Tomei um banho rápido, teria que encontrar Aubrey. Essa pequena discussão acabou me atrasando um pouco. Terminei de me arrumar com certa rapidez. Já estava prevendo que Aubrey ia encher o saco, ah! Peguei minha mochila e desci as escadas, assim que cheguei na cozinha meu pai e meu irmão estavam lanchando, Joseph e Cameron.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Já estou saindo, pai. ─ Avisei, recebi um beijo no topo da minha festa.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Juízo viu, você tá precisando. Eu só não te dei uma bronca porque seu irmão já fez isso por mim.─ Meu pai disse. Hm, mas juízo eu tenho de sobra.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Tchau, idiota. ─ Dei língua para meu irmão antes de sair. Olhei as horas ao sair de casa, 6:59 A.M, será que eu teria que correr? Aubrey vai me matar, ri internamente. Andei rapidamente até a parada que tinha ali perto de casa, vamos dizer que era nosso "ponto de encontro" para ir pra escola. E lá estava ela, até que tranquila.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Que milagre foi esse que você não reclamou porque me atrasei? ─ Indaguei, soltei uma risada baixa. Olhei para Aubrey e ela também estava rindo (?). Começamos a ir no rumo da escola.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ─ Nada, eu me atrasei também, acho que estou passando muito tempo com você. ─ Falou, hm, agora eu me pergunto, o que será que aconteceu ontem?
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Aubrey, o que aconteceu ontem? Você se lembra? ─ Indaguei um pouco confusa, eu não me lembrava de nada. Ela me olhou com o semblante feliz.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Hm, tirando o fato de que na festa Chandler te beijou, e o pior nem é isso Lou... Ele traiu a louca da Brianna com você. Mas tirando isso não aconteceu quase nada. ─ A olhei boquiaberta, como assim eu tinha ficado com o idiota do Chandler? Cocei minha nuca nervosa com as informações que tinha acabado de ouvir.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Como assim? Como eu deixei isso acontecer? Ah que ódio! ─ Indaguei ainda nervosa com tudo aquilo.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Tem mais uma coisa pra te contar sobre isso, seu irmão apareceu lá. E acho que ele te viu com Chandler. E você sabe muito bem que eles não se gostam, né? ─ Indagou, então isso explica o porquê do meu irmão estar tão nervoso agora a pouco.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Hm, acho que agora é a hora de admitir que eu estou completamente ferrada! ─ Exclamei, eu tenho certeza que Brianna virá me encher o saco. Chegamos ao Colégio e eu já me arrependi amargamente de ter pisado lá dentro. Graças a Deus não tinha mais ninguém nos corredores, estávamos muito atrasadas. Assim que entramos na sala todas as pessoas que estavam ali olharam para mim, dei um sorriso amarelo.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Podemos entrar, professor? ─ Indaguei meio sem graça, o professor só nos olhou e assentiu. Subi as escadas e me sentei ao lado de Mingus.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Bom dia, neném. ─ Falei e lhe dei um beijo estalado na bochecha, Mingus me olhou e deu um sorriso radiante, eu sorri de volta. Eu amava aquele sorriso.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Bom dia, Gus! ─ Aubrey exclamou sorrindo e sentou-se ao meu lado. Mingus assentiu e sorriu.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Pensei que você estava com raiva de mim, pelo que aconteceu ontem... Eu não tinha noção do que estava fazendo, eu nem me lembraria se Aubrey não estivesse me contado. Eu sei que você não gosta do Chandler, eu também o odeio e me sinto muito idiota de ter feito algo assim sem pensar. ─ Lamentei, eu realmente estava chateada comigo mesma por ter feito aquilo. Quem me garante que eu não fiz mais nada?
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Eu já sabia que você não estava em si. Você bebeu muito ontem e eu não te culpo. ─ Sorri com aquela resposta, Mingus era realmente o melhor amigo que eu poderia ter.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ Abaixei minha cabeça e fiquei ouvindo o que o professor falava, minha cabeça estava doendo por demais. Mingus começou a me fazer cafuné e eu acabei dormindo...

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ...

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Lou? ─ Uma voz longe me chamava... Até que me balançaram. Acordei.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Oi, acordei. ─ Falei assustada, olhei em volta e me toquei que eu ainda estava na escola. Respirei fundo, triste.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ O sinal já tocou, vamos? ─ Aubrey indagou, sorri e assenti. Me levantei, peguei minha mochila e desci as escadas. Olhei em volta da sala e não tinha mais ninguém, a não ser eu, Aubrey e Mingus. Saímos da sala, e assim que saímos aconteceu de novo. Todos que estavam no corredor me olhavam.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Será que o que eu fiz foi tão ruim assim? ─ Olhei para Aubrey e Mingus que andavam atrás de mim, soltei uma risada. Assim que olhei para frente tombei com quem eu menos queria. Chandler. ─ Ah, ops! Eu até pediria desculpas mas não vale a pena... ─ Disse sarcástica, dei um sorriso.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Olha por onde anda, gatinha. Gostou dos beijos? ─ Indagou irônico, o olhei com certa raiva. Grayson e Thomas riram, dois patetas.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Como é? Me respeita, garoto. Não te dei intimidade alguma. Vai lá cuidar da sua namoradinha... Ah, esqueci que você não tem mais. Agora sai da frente que é o melhor que você faz. ─ Empurrei ele e saí andando. Ah, agora pronto mesmo. Ridículo. Fui andando até o Jardim com Aubrey e Mingus, hm, pra quê dia melhor né? Revirei os olhos. Nos sentamos em um banco perto de uma árvore.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Ah, esse dia tá uma merda. ─ Murmurei.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Não fica assim, o Chandler é um babaca. ─ Aubrey falou, concordei. Ela me abraçou, eu estava precisando desde abraço.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Que milagre foi esse que Brianna ainda não veio encher o saco? ─ Mingus indagou, já tinha até me esquecido disso, rimos.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Acho que falou cedo demais, querido... ─ Brianna se pronunciou, ficando na nossa frente. Levantei minha cabeça e a encarei.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ O que foi? ─ Indaguei. Já bastava o idiota do Chandler, agora ela...
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Escuta garota, o que você tem contra mim? Inveja? Não é possível. Você ficou com inveja porque Chandler é o garoto mais lindo dessa escola e é meu namorado? ─ Assim que Brianna disse isso, eu comecei a rir. Me levantei do banco e olhei bem para ela.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Inveja de você? Dessa sua cara de morta? Hm, não. Não sei se seu "namorado" te disse mas foi ele que me beijou. ─ Disse, eu estava me segurando para não meter a mão na cara dela.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Louise, Louise... ─ Chandler chegou ali, eu já estava estressada demais para aquilo, ele estava sem expressão.
ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ─ Não vem não! Você só serve para dar problemas, você é um problema, Chandler! Se resolve com isso ai que você chama de namorada e não dirija a palavra a mim. A única coisa que eu sinto por vocês é nojo.


Notas Finais


Eita, Chandler! Esses dois vão prometer ao longo dessa fanfic... Hahaha! Até o próximo capítulo!

× Se gostaram, favoritem.
× Críticas e elogios são bem-vindos, então, por favor, comentem o que acharam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...