História Rain - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome, Sara Asano, Sesshoumaru
Tags Drama, Kagome, Romance, Sesshoumaru
Exibições 68
Palavras 3.569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Antes de qualquer coisa, obrigada pelos favoritos e comentários do capítulo anterior, fico contente que estejam gostando <3


Lembrete: Os links das músicas ficam nas notas finais ;*

Gente, desculpem por não ter postado ontem, infelizmente meu computador está com problemas, então ele fica desligando e parece que está ficando cada vez pior. Como deu uma melhorada hoje eu vim postar, mas não se preocupem, Sexta sai capítulo normalmente (espero).

Sem mais delongas, boa leitura.

Capítulo 3 - Partida.


Terceiro capítulo – Partida

DEZ ANOS ATRÁS

Sentia as mãos tremerem e o suor se formar em seu rosto. O nervosismo era seu pior inimigo, mas ela teria que passar por cima dele, ela precisava se apresentar. Respirou fundo mais de uma vez, sentia que morreria a qualquer momento. 

  

— Se for para passar mal, melhor nem se apresentar —  O rapaz de madeixas longas e prateadas apareceu ao seu lado, estava tão nervosa que nem o percebeu. 

— Acho que vou desistir — Sussurrou — Tem pessoas bem melhores e... 

— Chato — Bufou — Se você desistir agora, do que vou zombar depois? 

  

                Ela olhou para ele com raiva, apertou o violão que estava em sua mão, havia decidido, nada a faria recuar, iria se apresentar. Estava farta das zombarias que Sesshoumaru fazia com ela, iria por um fim. 

  

— Caso eu consiga — Começou — Você terá de parar de zombar de mim — O youkai olhou para a garota e a mediu com o olhar, sem ao menos abrir os lábios Kagome já teve a certeza que era a forma dele concordar — Ótimo — Sorriu. 

— Humana atrevida — Sesshoumaru deu as costas, deixando Kagome sozinha.  

  

                Kagome sorriu, sabia que no fundo o youkai gostava dela, mesmo que fosse somente uma pontinha no iceberg que ele chamava de coração. Gargalhou com os próprios pensamentos e voltou a lembrar que logo estaria naquele palco e que daria o melhor de si. Não perderia nunca. 

  

❈ 

  

—Demorou — Comentou Inuyasha, enquanto Sesshoumaru voltava e sentava-se ao lado do meio-irmão. 

— Como ela está? — Perguntou Sango, estava preocupada. 

— Responde Sesshoumaru — Miroku também se pronunciou, precisava saber da amiga assim como os outros. 

— Ela vai sobreviver — Foram as falas do youkai. “Eu sei que ela consegue”. 

  

                Todos os alunos que participariam do show de talentos da escola estavam no teatro. Vários já haviam se apresentado, Kagome se apresentaria em breve, os amigos estavam lá para dar o apoio que a garota precisava, não a deixariam sozinha. 

                Alguns murmurinhos começaram entre os alunos que ainda aguardavam do lado de fora do palco e logo, a figura feminina de cabelos negros e uniforme de camisa branca e saia preta, com meias ¾ preta e sapato social preto apareceu, segurando seu velho violão. 

  

 — Senhorita Higurashi — Falou a professora — Sente-se — Kagome se sentou no banco que havia no meio do palco, seus olhos correram pela multidão de pessoas que estavam sentadas e observavam a ela, mordeu o lábio e fechou os olhos — Pode começar. 

  

                Respirou novamente. Na sua cabeça ela estava sozinha, não havia ninguém ali, ela iria tocar como sempre tocava para os amigos, não iria se deixar vencer pelo nervosismo, iria ganhar de Sesshoumaru. Sorriu de pensar na possibilidade de ganhar do youkai e começou a dedilhar as notas no violão. 

  

— Espera... isso é AC/DC? — Perguntou Inuyasha olhando para o palco sem entender.  

— Cale a boca — Falou Sesshoumaru, enquanto prestigiava a visão da garota tocando sua música favorita. 

  

                Kagome continuava com os olhos fechados, uma hora teria que os abrir, respirou fundo novamente e então os abriu, encontrando o par de olhos dourados a encarando, sorriu e então começou a cantar. 

  

Living easy, livin' free 
Vivendo a vida fácil, vivendo livremente 

Season ticket, on a one way ride 
Rumo a uma estrada de mão única 

Asking nothing, leave me be 
Sem perguntas, me deixe viver 

Taking everything in my stride 
Pegando tudo em meu caminho 

  

Don't need reason, don't need rhyme 
Não preciso de razão, não preciso de rima 

Ain't nothin' that I’d rather do 
Não tem nada que eu preferiria fazer 

Going down, party time 
Partindo, é hora da festa 

My friends are gonna be there too 
Meus amigos também vão estar lá 

  

I'm on the highway to hell 

Estou na estrada para o inferno 

On the highway to hell 

Na estrada para o inferno 

Highway to hell 

Estrada para o inferno 

I'm on the highway to hell 

Estou na estrada para o inferno 

  

                Alguns alunos cantavam junto, outros batiam palmas junto ao ritmo da música, o que fez a garota se soltar e cantar de maneira mais confiante. A professora parecia gostar da performance da garota. Kagome já não ligava mais para quem a via ou não. 

                Naquele momento, ela havia acabado de decidir o que faria da sua vida a partir daquele momento.  


Hey, satan! 
Ei, satanás! 

Paid my dues 
Paguei minhas dívidas 

Playin' in a rockin' band 
Tocando em uma banda de rock 

Hey mama! Look at me 

Ei, mamãe! Olhe para mim 

I'm on my way to the promised land 

Estou no meu caminho para a terra prometida 

  

I'm on the highway to hell 

Estou na estrada para o inferno 

Highway to hell 

Estrada para o inferno 

I'm on the highway to hell 

Estou na estrada para o inferno 

Highway to hell 

Estrada para o inferno 

  

  

                A garota fazia o solo e sorria ao ver a euforia dos demais alunos. Aquilo era contagiante para ela. Sesshoumaru observava a cena e por dentro estava feliz pela garota, por mais que não demonstrasse como os outros. 

                Sango estava em pé, ela havia cantando a letra da música junto a Kagome o tempo todo. Ela sabia o quanto aquilo era importante para a amiga. Próximo a porta, uma figura feminina estreitava os olhos, ela não gostava nada de ver Sesshoumaru observar aquela garota. 

  

I'm on the highway to hell 

Estou na estrada para o inferno 

I'm on the highway to hell 

Estou na estrada para o inferno 

  

  

                As palmas vieram, a garota sorriu mais largamente e agradeceu, o nervoso voltou a consumir seu corpo. Chegou a hora de saber se ela iria se apresentar no dia do concurso ou não. 

  

— Não irei mentir — A professora começou — Nunca imaginei que alguém como você gostasse de AC/DC — Kagome riu e olhou para Sesshoumaru que continuava a encará-la.  

— Eu gosto de mais coisas que... ninguém imagina — Sesshoumaru arregalou os olhos. Inuyasha, Sango e Miroku voltaram o olhar para o rapaz que os olhou de maneira irritada, bufando em seguida, o que fez a garota rir no palco. 

— Acredito que sim — A professora brincou — Adorei sua voz, você tem ritmo e não foi forçado. Você fez sua própria versão. Vi muitos chegarem aqui e tentarem imitar ao pé da letra a música original... é isso que eu quero, que vocês sejam originais, não quero que sigam ao pé da letra as coisas. Criem as suas próprias, sejam vocês, criem suas identidades. Parabéns Kagome, você passou. 

  

                Grito, foi o que ela deu. Não conseguia acreditar naquilo. Sango se levantou e correu em direção a amiga, sendo seguida de Inuyasha e Miroku, enquanto Sesshoumaru olhava de longe o quarteto demonstrar afeto.  

Kagome levou novamente o olhar para o youkai, ela sorriu e viu ele não mudar a expressão. Ele estava feliz por ela e ela sabia disso. 

  

❈ 

 

— ACHEI QUE FOSSE MORRER! — Gritou Kagome enquanto caminhava com os amigos pelo corredor. 

— Boba — Sango a abraçou — Você mandou super bem, até o Sesshoumaru ficou parado observando você cantar.  

— Até parece — Sorriu — Era engraçado, como se não fosse meu corpo, minha voz, difícil de explicar... É uma sensação gostosa ao mesmo tempo... por isso, eu vou me tornar cantora. 

— Ora, ora, ora... — Uma risada feminina no fim do corredor chamava a atenção do quarteto. 

— É a Sara — Comentou Miroku. 

— Nós vimos — Inuyasha bufou — Se quiser, eu bato nela por você. 

— Não — Kagome negou — Ela só gosta de pagar de esperta, mas eu não ligo. 

— Gostei da sua voz de taquara rachada — Sara estava sorrindo largamente. 

— Oh — Kagome fingiu se impressionar com o insulto — Sabia que sou sua maior fã? Ainda mais com você cantando... como se chama aquilo mesmo? Se é que pode ser considerada música. 

— Não ouse falar do One Direction — Sara estava nervosa — Nenhum insulto, nenhum... 

— Chega — Sango pediu — Você deve seguir seu caminho e a gente o nosso. 

— Fique longe do Sesshoumaru — Ameaçou — Ou você vai ter o que merece — Passou e empurrou a garota. Kagome apertou o punho e respirou fundo. Paciência, ela tinha e sabia muito bem usar. 

— Não liga para ela — Pediu Inuyasha — Sara é mimada, está acostumada a ter tudo o que quer. 

— Não ligo — Sorriu Kagome — Eu também sei brincar — Piscou para o amigo que a abraçou, caminharam juntos para a saída da escola. Iriam comemorar tomando sorvete. 

  

❈ 

  

— Parece que eu ganhei — Kagome sentou-se ao lado de Sesshoumaru na calçada. Sorriso enorme e vitorioso. 

— Que seja — Bufou — Parabéns — Sussurrou. 

— Obrigada — Sorriu de maneira mais larga. Apertou os dedos, o que ela iria pedir seria difícil de ser aceito pelo youkai, mas iria pedir mesmo assim — Sabe, agora que passei para a segunda fase tem o desafio do dueto... não precisa ser alguém que esteja competindo, nem quem estude na mesma escola que a gente... já que o concurso é individual — Enroscava um dedo no outro, enquanto tentava falar de maneira amigável e sentia o olhar quente do youkai sobre ela — Queria saber se.... poderia ser minha dupla? 

— Que? — Arqueou a sobrancelha, estava confuso. 

— VAMOS! — Gritou e tampou os lábios em seguida, vendo que havia elevado o tom de voz muito além do que precisava — Eu já te ouvi cantar e tocar várias vezes do meu quarto. Sei que canta e toca bem... por favor, eu juto que não te importuno mais... 

— Vou voltar a te perturbar — Levantou-se e bateu a terra do chão que estava na calça. 

— Mas... vai me ajudar? — Os olhos de Kagome brilhavam. 

— Eu já disse minha condição — Respondeu seco — Vamos, venha me mostrar a música que escolheu — Pegou o braço da garota e iria a puxar para dentro de sua casa. 

  

                Kagome sentiu o rosto corar e não se mexeu, Sesshoumaru parou e observou o rosto da garota. Soltou o pulso dela e então quando iria falar algo, sentiu alguém o puxar. 

  

— MAS O QUE ESTÃO FAZENDO? — A voz era estridente — EU JÁ NÃO FALEI PARA FICAR LONGE DELE? 

— Pare — Pediu Sesshoumaru segurando o pulso de Sara com força, se ele a soltasse sabia que ela iria para cima da Higurashi. 

— Sara, estávamos apenas conversando...  

— Não me interessa — Sara cortou Kagome e continuou — Você sabe que nós vamos nos casar no futuro não sabe? Sabe que tudo o que a família do Sesshoumaru tem é esse acordo não sabe? 

— Sara, chega — Sesshoumaru apertou mais o pulso da jovem youkai, que riu e continuou. 

— Se você mexer com Sesshoumaru de novo, eu juro, eu mato você e você sabe que, fêmeas youkais são ciumentas e podem matar sem problema algum — Estreitou os olhos e sentiu Sesshoumaru a puxar com mais força, fazendo ela o encarrar — E VOCÊ! — Soltou o braço com força — Eu não quero vocês juntos, ou acabarei com o acordo. 

  

                Os olhos de Kagome se arregalaram, enquanto Sesshoumaru se mantinha sério e frio. O que fez Sara sorrir. Kagome segurou o braço da Sara e se pronunciou. 

  

— Preciso da ajuda dele em um trabalho — Kagome olhou para Sesshoumaru que estreitou os olhos — Depois de passado, eu nunca mais falo com Sesshoumaru ou até mesmo olho para ele... 

— Kagome — Repreendeu ele, mas ela já havia falado. 

— Não — Sorriu — Caso desobedeça, eu vou atrás de você. 

  

                Soltou-se do braço de Kagome e puxou Sesshoumaru, indo em direção a casa do rapaz que era ao lado da de Higurashi. A garota observou os dois a caminharem um ao lado do outro e apertou o punho, ela daria um jeito. 

  

❈ 

  

                Mesmo com Sara a impedindo de ver Sesshoumaru, os dois deram um jeito. Toda a noite, Kagome e Sesshoumaru se encontravam no quarto da garota, já que moravam perto um do outro.  

                Os ensaios iam bem e Kagome estava confiante, eles iriam conseguir ir para a fase final. A garota sentia algo bom ao lado do rapaz, sabia que poderia contar com ele para o que precisasse... pelo menos, até a data da apresentação. 

  

— As estrelas estão bonitas hoje, não acha? — A garota estava no telhado, junto ao rapaz de madeixas prateadas observando o céu. 

— Hum — Respondeu ele, sem tirar os olhos das estrelas. 

— Você não gosta de falar muito, não é? — Perguntou a garota sorrindo — Geralmente, você só fala quando está irritado ou quer alguma coisa. 

 

O youkai observou a figura da garota ao seu lado e nada falou. Ela parecia perdida enquanto observava as estrelas. De repente, começou a chover assustando os dois. Kagome começou a rir, Sesshoumaru somente observava a garota que não se incomodava com nada daquilo. 

Caindo delicadamente, a chuva molhava seu rosto. Fazendo com que um sentimento profundo nascesse no coração do youkai grande e frio. 

 

— Kagome... — Sussurrou. 

— Sim — Ela olhou para o youkai que continuava sério. Observou seus olhos e logo sorriu largamente. 

— Tenho algo para te contar. — Kagome estreitou os olhos e escutou atentamente. 

 

Enquanto a chuva continuava a cair e molhar os dois. 

  

❈ 

 

  

— Sesshoumaru, cadê ele? — Perguntou Sara irritada, sabia que não ver o rapaz não era coisa boa. 

— Calma — A youkai dos ventos pedia — Ele vai aparecer, sabe que ele faz as coisas do jeito dele... 

— Não me interessa, ele deveria estar aqui me apoiando, já que a próxima apresentação é minha. 

— Dá para vocês calarem a boca? A Kagome vai se apresentar — Sango falava alto o bastante para deixar Sara irritada. Foi então que a luz ficou mais baixa e o palco iluminado.  

  

                Kagome caminhava devagar, ela levava seu violão, usava o uniforme escolar assim como a pessoa que a acompanhava. Ele usava uma calça preta social, os sapatos e a camiseta social branca. Os cabelos de Sesshoumaru estavam soltos assim como os de Kagome. 

— Vejo que vai ser você a ajudar nossa Higurashi — A professora comentou e Sesshoumaru assentiu. Sara de longe rangeu os dentes e apertou os punhos — Podem começar. 

— Obrigada — Falou Kagome e ela sentou-se assim como Sesshoumaru em um dos bancos.  

  

                Ambos se ajeitaram e Kagome respirou fundo, Sesshoumaru a encarava e assentiu para que ela começasse a tocar. Ela sorriu e então começou a dedilhar, sentia os dedos tremendo mas ficou calma em ter Sesshoumaru com ela. Respirou fundo e começou a cantar. 

  

(Kagome)  
Come up to meet you, tell you I'm sorry 
Vim para te encontrar, dizer que sinto muito 
You don't know how lovely you are 
Você não sabe como é amável 

 

Kagome cantava olhando atentamente para Sesshoumaru. Ele tocava a guitarra, ela estava nervosa e ele sabia. Porém, a presença dele parecia a acalmar e foi exatamente o que ele fez. Sabia que aquilo era importante para ela e iria estar com ela até o fim da apresentação. 

Sesshoumaru começou a cantar, fazendo Kagome sorrir. Os que assistiam começaram a bater palmas devagar, fazendo ela sentir a tensão ir embora. 

 
(Sesshoumaru) 
Running in circles, coming up tails 
Correndo em círculos, lançando a moeda 
Heads on a science apart 
De cara numa ciência à parte 

 

(Juntos) 
 Nobody said it was easy 
Ninguém disse que seria fácil 

 
(Kagome) 
 t's such a shame for us to part 
É uma pena nos separarmos 
 

(Juntos) 
Nobody said it was easy 
Ninguém disse que seria fácil 
 

(Sesshoumaru) 
No one ever said it would be this hard 
Mas também não disseram que seria tão difícil 

 
(Juntos) 
Oh, take me back to the start 
Oh, me leve de volta ao começo 

 

Sara parecia querer voar no palco, Kagura a segurava com força. A garota sussurrava coisas como "ela vai me pagar" e apertava a poltrona. Sango, Miroku e Inuyasha se olharam e assentiram, sabiam que Sara era capaz de fazer de verdade. 

 

(Kagome) 
I was just guessing at numbers and figures 
Eu só estava analisando números e figuras 
Pulling the puzzles apart 
Montando o quebra-cabeças 

Questions of science, science and progress 
Questões da ciência, ciência e progresso 
Do not speak as loud as my heart 
Não falam tão alto quanto meu coração 

 
(Sesshoumaru) 

Tell me you love me, come back and haunt me 
Diga-me que me ama, volte e me assombre 
Oh, and I rush to the start 
Oh, e eu corro para o começo 
Running in circles, chasing our tails 
Correndo em círculos, perseguindo nossas caudas 
Coming back as we are 

Voltando a ser como éramos 

 

(Juntos) 
 Nobody said it was easy 
Ninguém disse que seria fácil 

 
(Kagome) 
 t's such a shame for us to part 
É uma pena nos separarmos 
 

(Juntos) 
Nobody said it was easy 
Ninguém disse que seria fácil 
 

(Sesshoumaru) 
No one ever said it would be this hard 
Mas também não disseram que seria tão difícil
 
 
(Juntos) 
Oh, take me back to the start 
Oh, me leve de volta ao começo 

 

Continuaram tocando, Kagome sentia as lágrimas rolarem por seu rosto, Sesshoumaru encarava a cena e nada falava, apenas tocava, os professores pareciam maravilhados com a interpretação de ambos.  

Sango batia palmas e assoviava, assim como os outros amigos. Mas, Kagome não tirava os olhos de Sesshoumaru, assim como ele não tirava os olhos dela. Sara continuava a borbulhar raiva, ela poderia acabar com Kagome ali mesmo se quisesse, porém, ela se levantou e saiu do teatro. Batendo a porta com força e chamando atenção de todos. 

 

(Sesshoumaru) 

Oh, take me back to the start 
Oh, me leve de volta ao começo
 

 

Ela só não conseguiu chamar a atenção dos dois que estavam em cima do palco. Kagome parecia querer começar a soluçar, porém, Sesshoumaru fez que não com a cabeça e ela assentiu. 

 

(Sesshoumaru) 
Oh, take me back to the start 
Oh, me leve de volta ao começo 

 

O ultimo toque no violão e na guitarra foram dados. Fazendo os alunos se levantarem e baterem palmas como loucos. Kagome e Sesshoumaru agradeceram, empolgada e com lágrimas nos olhos ela pulou no pescoço de Sesshoumaru e o abraçou forte. 

Ele não retribuiu mas também não a empurrou. Os professores avaliaram a apresentação e logo deram o veredito. 

 

— Mais uma vez você nos surpreendeu — Começou a professora — Nunca imaginamos que traria Sesshoumaru para um dueto — Ouviu-se os cochichos entre os alunos e logo ela continuou — Acredito que já saiba qual minha resposta sobre você, Kagome. 

 

A garota sorriu e abraçou novamente Sesshoumaru. O rapaz suspirou e acariciou o topo da cabeça da garota. Sairam do palco, Kagome só faltava voar de tão feliz. 

 

— Obrigada — Sorriu e agradeceu. 

— Até — Deu as costas e saiu, deixando a garota sozinha. Kagome sorriu e deixou o restante das lágrimas cairem, aquelas que, não pode deixar cair no palco. 

 

Caiu de joelhos e deixou que as lágrimas lavassem tudo pois, assim como a chuva, elas levavam tudo que estava em seu caminho. 

 

❈ 

 

— Então, você gosta de se envolver com o namorado dos outros? — Bateu forte no rosto da garota, a fazendo cair e bater as costas contra a parede. 

— Sara, chega — Pediu Kagura — Se alguém nos ver... 

— CALE A BOCA — Virou a mão e acertou o rosto da outra, fazendo ela ir para trás — Estou rodeada de idiotas, mas não se preocupe Higurashi — Sorriu — Meu querido "amigo" tem algo guardado para você. 

 

Sara saiu do caminho, deixando um rapaz de madeixas longas e negras se aproximava, ele também usava uniforme da mesma escola que eles. Kagome se encolheu no beco, sabia o que estava prestes a acontecer. 

 

— Espero que se divirta — Sara mandou um beijo soprado ao ar para Kagome, deixando ela sozinha com o rapaz. 

— Calma — Sussurrou — Kagome tremia, mas não deixaria tocarem em seu corpo sem lutar — Não vou machucar muito — Pistou e foi para cima da garota. 

 

Kagome chutou a perna do rapaz o vendo cair, tentou correr mas ele puxou a perna dela e ela caiu de cara no chão. A garota gritou alto, o mais alto que pode então, no escuro, ela conseguiu ver algo brilhando. 

O rapaz que iria a machucar foi atacado por algo e Sango apareceu logo atrás, junto de uma outra garota bem parecida com Kagome. 

 

— Kagome, você está bem? — A garota não sabia o que responder foi tudo tão rápido, olhou para trás e pode ver Inuyasha batendo no rapaz. Arregalou os olhos, nunca havia visto o amigo tão irritado. 

 

Miroku apareceu logo e também foi para cima do garoto, ambos deram uma surra nele e por fim falaram. 

 

— Espero que não chegue perto dela outra vez — Inuyasha cuspiu as palavras. 
— Se nós o virmos próximo dela outra vez, vamos matar você — Sussurou Miroku, indo em direção as garotas. 

— Kagome... Responde — Pedia a garota parecida com ela. Kagome olhou fixamente para ela e chorando a abraçou apertado. 

— Precisamos sair daqui, vamos... — Inuyasha fez Kagome soltar a garota e a pegou no colo, Kagome continuava chorando. 

— Kikyou — Chamou Miroku — Ainda bem que você viu, caso contrário quem sabe o que aquele bastardo teria feito. 

— Sara é uma maldita mesmo — Kikyou bufou — Não sei como consegui ser amiga dela um dia. 

— Nem nós — Comentou Sango — Vamos, sua irmã precisa da gente. 

 

Sango saiu puxando o braço de Kikyou, sendo seguidas por Miroku. Bem a frente, Inuyasha continuava caminhando com Kagome em seus braços. 

 

— Ele te contou, não foi? — Perguntou Inuyasha. Ela somente balançou a cabeça positivamente — Não teve escolha, sinto muito por você — Inuyasha sentiu os olhos arderem, as lágrimas iriam queimar sua face logo, mas não queria que Kagome visse — Quando ele voltar do exterior, eu vou ser a pessoa que vai te avisar e vocês vão poder... 

— Não — Cortou o amigo — Ele é da Sara — Sorriu — Acho que ela conseguiu o que queria — As lágrimas voltaram a correr por seu rosto, escondeu a face no peito de Inuyasha e apertou. 

 

Inuyasha sentiu o coração apertar, ele continuou andando, deixou que algumas lágrimas caissem. Infelizmente, ele e o irmão gostavam da mesma pessoa. 

 


Notas Finais


Highway to hell – Cover Jess Greenberg — AC/DC : https://www.youtube.com/watch?v=d2RZXeQc5HU

The Scientist — Cover Boyce Avenue feat Hannah Trigwell — Coldplay: https://www.youtube.com/watch?v=9GZc8r-JNBA


Agora vocês sabem um pouco do passado dos dois :) Sexta estarei de volta, me digam o que acharam <3

Beijos e até logo ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...