História Rain - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga
Tags Jimin, Suga, Suícidio, Yoongi
Exibições 14
Palavras 933
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeong pessoas, essa é a minha primeira fic (na verdade nessa conta, pq a outra eu perdi JFJSAFJAS)
TÁ..... SEGUNDA ENTÃO
Mas o importante é: esse é o meu primeiro Oneshot
VALE RESSALTAR QUE AS MINHAS ONESHOT'S VÃO SER BASEADAS EM MUSICAS DO BTS, POR EXEMPLO: ESTE ONESHOT É BASEADO NA MUSICA ''RAIN'', e eu vou usar versos da música enquanto desenrolo a História
Não me julguem mas.... SIM, vai ser triste, porque eu tenho mais inspiração nisso, desculpa :V

BOA LEITURA /o/ (Se vc ler, é claro).

Capítulo 1 - Gray buildings... Gray rains...


A cor espessa de um dia chuvoso em Seul

Os carros correndo, os guarda-chuvas se abrindo em todo o lugar

Está nublado e o ar está limpo

Ali estava eu, deitado em minha cama, com o pensamento de que algum dia eu poderia dormir de novo, sonhar novamente, ter sentimentos outra  vez.... Minha cabeça cheia dói, e os pensamentos vazios me afundam.

Eu não sei se eu tenho um monte de pensamentos ou nenhum pensamento em tudo

Levantei quando estava prestes a ficar claro lá fora, escovo meu cabelo com as minhas mãos exaustas. Meus sofrimento é inacabável de qualquer maneira, o desprezo corre sobre o meu coração, não há o que fazer, então vou fazer qualquer coisa. Mirei meus olhos para a janela, tudo parece cinzento

Cidade cinzenta, edifícios cinzentos, estradas cinzentas, chuva cinzenta

Tudo neste mundo é lento

Eu acho que deveria apenas ir lá fora, assim posso ouvir claramente a chuva batendo na terra, no cimento especificamente. Eu sorrio, esta chuva é a melhor musica de fund. Como um cara louco, começo a cantarolar.

Gostaria de saber que horas são

A chuva cessa e reflete na poça. Eu me vejo parecendo mais miserável hoje. Com os ombros doloridos eu olho para o meu celular e vejo uma mensagem '''como você está nesses dias?''

''Como estou nesses dias?'' Foi a frase em que a chuva usou como desculpa para aparecer novamente, como se ela soubesse como o meu corpo se sente, a chuva está caindo. Ao olhar para as gotas brotando nas janelas escorregadias, eu sinto lágrimas descendo no meu coração. Com esse sentimento estranho eu olho ao meu redor e parece com a minha situação.

Gostaria de saber ''Para quem esta chuva está caindo?''

Mesmo quando a chuva parar, quando as nuvens forem embora, eu estarei aqui do mesmo jeito. Sem dizer nada, olhando para o mundo. Lá um não tão bonito está olhando para mim.

Quando se esvair a chuva, não estarei do 'mesmo jeito'... porque aliás nem aqui vou estar. Vou para o lugar em que a chuva começa, onde ela se movimenta de um lado e para o outro no mundo, decidindo seu rumo, serei como a chuva, mas diferente de todas elas nunca mais vou aparecer no 'mesmo lugar' e em nenhum outro.

Subindo as escadas do meu prédio sinto meus pés pesarem, como se não quisessem dizer adeus para com a vida e família, e se contasse a ele (meus pés) que não tenho? Que tenho apenas um irmão e ficará sozinho? Pois mesmo imerso dentro de meu corpo sinto que minha alma é distante, não concorda com minhas decisões uma vez que penso mais do que ajo. Mas será diferente, quero fazer diferente, minhas ações me controlarão agora. Chegando ao meu estabelecimento, entrei com cuidado e fechei a porta, já que meu irmão se encontra dormindo. Entrei no quarto de Jimin apenas para dar adeus, não estava afim de acorda-lo então fiz um pequeno cafuné, Jiminnie costuma acordar tarde em dias como esse, vai acordar tarde o bastante em me encontrar na sala desacordado, não sou tão insensível a ponto de não deixar explicações a ele, a carta ao lado de sua cama vai explicar por mim. Como se já não fosse dolorido o bastante deixar o pequeno, o mesmo me chamou pelo nome mostrando seu desperto enquanto eu tentava andar até a porta sem dar vestígios de barulho na madeira velha e gasta.

-Suga Hyung.... onde você vai?- Me perguntou com um sorriso no rosto- E porque está chorando?

Eu estava chorando?

-E-eu...- Sai do quarto, senti que não aguentaria por mais tempo aquela dor possessiva, vamos acabar logo com isso Yoongi, deu tempo apenas de pegar a faca, senti Minnie segurando a minha mão me olhando entendido, com os olhos cheios de lágrimas ameaçando cair por suas bochechas- ji....

-Hyung, vamos fazer isso juntos- Pegou outra faca na gaveta a cozinha e apontou a si mesmo- Vou contar até três Hyung- Jimin falou sorrindo em meio as lágrimas, por que diabos ele está sorrindo?

-Jimin porque vai fazer isso?- Impliquei tentando tirar a faca de suas mãozinhas.

-Eu quero virar uma estrela Hyung, quero ser a estrelinha mais próxima da sua- Em meio a essas palavras ouviu-se um Raio grandioso- Hyung, não quero ter mais medo, quero ser como você.

Acontece que eu sou a pessoa mais fraca que você poderia conhecer

-Então vamos virar estrelas Jimin.... juntos- Andamos até a janela e nos deparamos com a chuva relaxante que foi amenizando com o passar dos minutos- Nesse meio tempo me cortei o pescoço sem avisar Jiminnie.

- Meu pequeno...

-HYUNG!

Foi a última coisa que ouvi, o doce som da voz de Jimin

-Era para fazermos isso juntos- Jimin acaricia o mais velho e afunda a faca em sua pele macia, caindo sobre Yoongi, apertando firme sua mão com as do mais velho- Eu te amo Hyung.

Nessa chuva, uma chuva que caiu para mim, para nós. O fim de duas vidas sofridas abriu o céu com um lindo arco-íris, como se o motivo do temporal fosse a gente, duas almas perdidas no mundo, que queriam virar estrelas, que queriam tocar o céu juntas.

''Que queriam virar estrelas, que queriam tocar o céu juntas''... esse final tem que ser reinventado. Jimin, como dito, virou uma estrela, mas Yoongi não podia...  por isso não adiantaria suicidar-se com o mais novo, antes ou depois, ele iria para o mesmo lugar. Pois Jimin ao menos  tinha brilho no olhar, brilhava como uma estrela, porém Yoongi, era indesejado como a chuva.

Nessa chuva, nossa chuva.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, eu n acho fácil gostar de fic Triste mas esse é meu ''Tipo'' de fic então, eu n espero nada de ninguém, ao menos quero arrancar uma lágrima de vcs kkkk (um dia eu consigo, pq essa n vai ser a única né....)

GENTE DESCULPA SE FICOU CURTA, vou fazer maiores...

Mas claro que vou fazer fics com finais felizes :P

BEIJÃO e até mais pra quem gostou! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...